domingo, 1 de novembro de 2009

Cérebro e Sistema Nervoso Central


O Sistema Nervoso Central divide-se em Encéfalo e Medula.

Encéfalo – Controla tudo o que fazemos: movimentos, pensamentos e memória. Muitas vezes ele não age diretamente, mas pode controlar pequenas quantidades de substâncias químicas do sangue, que, por sua vez, têm um forte efeito sobre outra parte do corpo. Possui 3 partes principais, que são: Cérebro, Cerebelo e Tronco Cerebral.

Medula - ao longo do comprimento da medula espinhal saem nervos semelhantes a fios que se dividem e se ligam com quase todas as partes do corpo. Os nervos transportam mensagens dos órgãos dos sentidos para o cérebro, e também instruções do cérebro para outras partes do corpo.

Como mencionado acima, o Encéfalo possui três partes principais: Cérebro, Cerebelo e Tronco Cerebral. Vejamos cada uma delas:

Cérebro: No homem ele é tão grande que cobre quase totalidade do encéfalo, e constitui cerca de 70% de seu volume total. É constituído por dois grandes hemisférios de tecido cerebral, chamados hemisférios cerebrais, ligados por uma ponte chamada corpo caloso, situado na parte inferior de uma profunda fissura. Há duas colunas bastante diferentes nos hemisférios que constituem o cérebro. Na parte externa há uma camada fina chamada córtex, ou massa cinzenta, que cobre completamente o cérebro. O resto do cérebro é formado pela massa branca - tecido macio que compõe a maior parte do cérebro. Minúsculas células nervosas estão amontoadas muito juntas na fina camada do córtex ou massa cinzenta. As fibras nervosas que carregam as mensagens para dentro do cérebro são encontradas na massa branca. O enrugamento da superfície do cérebro indica que há maior área de córtex e, portanto, mais células cerebrais podem ser empilhadas. O cérebro é responsável por nossa inteligência e pela maioria de nossas habilidades. Aqui as informações recebidas dos órgãos sensoriais são analisadas e processadas. É esta atividade que torna o cérebro humano muito mais eficiente do que o de qualquer animal.

Na parte mais profunda do cérebro existem outras acumulações de corpos de neurônios, que constituem os denominados núcleos cinzentos da base, entre os quais se destacam o tálamo, o núcleo caudado, o núcleo lenticular (formado pelo núcleo pálido e o putamen) ou o hipotálamo, por baixo do qual pende a glândula hipófise. Estes núcleos estão separados entre si por faixas de substância branca, entre as quais se destaca uma lâmina denominada cápsula externa, por onde percorrem as fibras nervosas que ligam o córtex cerebral ao tálamo, o tronco cerebral e a medula espinal.

Cerebelo: O cerebelo fica na parte posterior do encéfalo, atrás do cérebro, e constitui cerca de 10% do volume do encéfalo.
Como o cérebro, o cerebelo tem uma camada externa de massa cinzenta e seu interior é constituído de massa branca. A estrutura interna do cerebelo é diferente do restante do encéfalo. As minúsculas células de seu córtex estão arranjadas com uma precisão quase matemática. As células estão arrumadas em uma ordem tão regular que os cientistas têm sido capazes de acompanhar suas conexões, que se assemelham a um enorme diagrama de instalação elétrica. O cerebelo trabalha de uma única maneira. O resto do cérebro produz sinais que provocam reações nas outras partes do sistema nervoso. A função do cerebelo é reduzir ou interromper alguns desses sinais, controlando assim a coordenação e o equilíbrio. Os sinais processados pelo cerebelo são instruções para movimentos musculares, vindos do cérebro. Os sinais são muito fortes e, se não forem bem ajustados no cerebelo, não seremos capazes de fazer alguns movimentos precisos ou delicados. Seríamos, por exemplo, incapazes de pegar um copo de água sem derramar, ou caminhar sem cambalear.

Tronco cerebral: é composto pelo Mesencéfalo, Ponte e Bulbo.

O mesencéfalo é responsável pelos reflexos visuais e auditivos (colículos superior e inferior); seus núcleos e os pedúnculos cerebrais participam do controle da postura e dos movimentos.

A função da ponte é transmitir as informações da medula e do bulbo até o córtex cerebral. Faz conexão com centros hierarquicamente superiores.

O bulbo tem a função relacionada com a respiração e é considerado um centro vital. Também está relacionado com os reflexos cardiovasculares e transmissão de informações sensoriais e motoras.

É no tronco cerebral que estão os controles da maior parte das funções importantes do corpo, e é o sistema de sustentação da vida. Se o tronco cerebral não for prejudicado, é realmente possível o corpo permanecer vivo por algum tempo, mesmo depois que o resto do cérebro tenha sido destruído. O tronco cerebral atua junto com a medula espinhal para controlar as funções vitais, como o batimento regular do coração, a pressão sanguínea e a respiração. Mas a função mais importante do tronco cerebral é controlar a consciência, desligando as atividades do cérebro quando dormimos e ligando quando acordamos. Mesmo quando dormimos o tronco cerebral controla e confere nossas atividades vitais, mantendo o corpo funcionando. O tronco cerebral trabalha como um computador, continuamente conferindo e controlando as informações que entram no cérebro através do sistema nervoso; em seguida ele age em cima dessa informação liberando as mensagens para que o sistema nervoso controle o corpo inteiro. Não tomamos consciência de todas essas atividades; podemos apenas notar seus efeitos. O tronco cerebral controla funções como a respiração, automaticamente.
Fontes:

4 comentários:

  1. ASAUSHAUHSUAHSUASUASHAUHSUAHS ce é burro man? Já voi mais de sete erros nesse bago ae. Da uma relida man.

    ResponderExcluir
  2. BOA NOITE , tenho um microdenoma d hipofise desde os 17 anos onde apresentei galactorreia , saida d leite pelas mamas , hoje tenho 38 anos ,sao 21 anos q convivo com o problema . Tenho u, filho d 12 anos e na epoca em que emgravidei tomava parlodel , dai a medica pediu p q eu aumentasse a dose pos a prolactina estava muito alta . EU ESTAVA GRAVIDA !!!!! Depois q meu filho nasceu fiquei uns 5 anos sem sintomas e nem tomava o remedio , fiquei d saco cheio d ir ao Endocrinologista !!
    Recentemente há 1 ano atras tive outro atraso menstrual a prolactina estava alta comecei a tomar dostinex 2 vezes por semana !!! MAS TENHO UM MAU HUMOR HORRIVEL COM ESSE REMEDIO !!!!
    Fiz novos exames e a prolactina abaixou , o dostinex agora uso 1 vez por semana , e alguns medicos levantaram a hipotese de operar meu microadenoma de 6 mm . Estou morrendo d medo vou consultar outros medicos !!!! por favor lancem suas opinioes .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar sua experiência conosco.
      Sugiro que acesse o link http://jornadacontraocancer.blogspot.com.br/2009/10/adenoma-de-hipofise.html onde encontrará outras pessoas que vivenciam o mesmo problema.
      Fico na torcida pra que tudo se resolva da melhor forma.
      abraço!

      Excluir

Pesquisar este blog

Carregando...