domingo, 1 de novembro de 2009

Papiloma do Plexo Coróide

TUMORES DO PLEXO CORÓIDE

O papiloma do plexo coróide é um tumor benigno (OMS grau I), que pode ser curado por ressecção completa. O carcinoma do plexo coróide é altamente maligno (OMS grau III). Papilomas superam os carcinomas na razão de 5:1.
Incidência: Tumores do plexo coróide representam 10 a 20% dos tumores cerebrais no 1º ano de vida. Cerca de 80% dos tumores nos ventrículos laterais ocorrem antes dos 20 anos, com forte ênfase na 1ª década e queda exponencial nas subseqüentes. No IV ventrículo, a distribuição é praticamente uniforme nas várias décadas, com leve predomínio nas primeiras e leve queda linear nas seguintes. Cerca de 80% dos carcinomas do plexo coróide ocorrem em crianças.
Localização: 50% nos ventrículos laterais, 40% no IVº ventrículo, 5% no IIIº ventrículo. Bloqueiam a circulação liquórica dando hidrocefalia e hipertensão intracraniana.
Macroscopia: Papilomas. Massas em couve-flor, que podem aderir à parede ventricular, mas que geralmente estão separadas do tecido cerebral. Carcinomas. Tumores sólidos, invasivos, necróticos e hemorrágicos.
Prognóstico: Papilomas do plexo coróide podem ser curados cirurgicamente com sobrevida de 5 anos de pelo menos 80%. Carcinomas do plexo disseminam-se amplamente pela meninge e podem dar até metástases sistêmicas. O prognóstico correlaciona-se com mitoses, necrose, invasão cerebral, negatividade para transtiretina, menor expressão de S-100 e extensão da remoção cirúrgica.

5 comentários:

  1. Meu filho retirou um tumor desse quando tinha 8 meses, ficou com sequelas motora do lado direito (lado contrário a cirurgia), tudo parecia normal, apesar das sequelas ela corre, anda de bicicleta, estuda...., porém hoje, oito anos depois, e de forma rápida, 15 dias para cá, a deficiência motora agravou e está atingindo o lado direito, ele quase não consegue andar, estou muito preocupada, mas estamos correndo atrás do tratamento, se alguém poder me ajudar com informações, ficarei muito grata.
    Edla

    ResponderExcluir
  2. isa bele, alguma evolução de outubro até hj?

    ResponderExcluir
  3. Olá amigos!
    Tenho um filho de 1 ano e quase 2 meses, o nome dele é Pyetro Levi, a 27 dias o mundo desabou na nossa cabeça, descobrimos ele tinha o tumor Carcinoma do plexo coroide, como estava no MT, pequei o 1 voo e vim para Curitiba-PR,internei ele no Hospital Pequeno Principe e a 12 dias ele foi operado, na cirurgia ele teve duas paradas, uma hemorragia no local da retirada do tumor, foi retirado apenas 90% e ficol 10% q agora vamos tentar com as quimios, quando ele saiu da cirurgia ele foi para UTI, forão 7 dias piores da minha vida, ele ficou 3 dias em coma, ñ tinha geito dele acorda do coma, ai quando acordou ele ficou paralisado o lado direito do corpo, a face e abalou a parte emocional.... hj após 12 dias da cirurgia ele voltou a mexer o lado direito e a sorrir, mas ele n expressa seu emocional, ele ñ chora, (nunca imaginei q ia querer tanto ver meu filho a chorrar... Amanha ele colocará o cateter e até o fim de semana começará as quimios.... Sei que o caminho será longo, mas chegaremos lá com a força de DEUS e o apoio da familia e amigos... Se alguém tiver passando ou já passou por esse caso e quiser entrar em contato agradeço...Beijos a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniele, imagino o drama que você e sua família estão vivendo... Não é fácil quando um filho fica doente, ainda mais com um problema tão grave. Também já passei por isso e sei como é. Espero que o seu Pyetro melhore a cada dia!
      Força, que Deus abençoes vcs!
      Abraço!

      Excluir
    2. meus sinseros sentimentos so agora eu pude ver seu relato. tenho uma historia bem parecida com a sua. si vc si intereçar manda um email. lalinhocraibas@hotmail.com. fazer um resumo rapido. minha começou a luta com 1 ano. depois vieram mais de 15 cirurgias praticamente em seguida so o tempo de recuperação 57 dias na UTI 90 dias no hospital . hoje ela tem 6 anos.um abraço a todos

      Excluir

Pesquisar este blog

Carregando...