domingo, 1 de novembro de 2009

Astrocitoma Pilocítico

Os astrocitomas pilocíticos comportam-se de forma totalmente diferente dos astrocitomas difusos. São tumores de evolução lenta e passíveis de extirpação cirurgica, com cura em até 90% dos casos. Predominam largamente na primeira e segunda décadas, com rápido decréscimo nas seguintes. É considerado grau I pela OMS
Estão localizados mais freqüentemente no cerebelo, e mais em hemisférios cerebelares que no vermis. Outros locais comuns são a região hipotalâmica e as vias ópticas e, menos comumente, nos hemisférios cerebrais.
São tumores bem delimitados e geralmente císticos. O cisto contém líquido amarelado. Na parede do cisto há uma área mais saliente, onde a neoplasia é mais espessa. Contudo, jamais há cápsula.
Histologicamente, são bem diferenciados, com baixa celularidade. Seu aspecto difere do dos astrocitomas difusos. Geralmente, coexistem dois padrões histológicos básicos, mas pode haver só um ou outro.
Padrão pilocítico, em que as células têm longos e finos prolongamentos que se dispõem em feixes, como uma cabeleira. Não raro são observadas estruturas hialinas, chamadas fibras de Rosenthal, que lembram pequenas cenouras, entre os prolongamentos celulares. São de grande valor diagnóstico, embora possam também ser encontradas em gliose de longa duração, como em volta de craniofaringiomas.
Padrão protoplasmático, com microcistos situados entre as células neoplásicas (degeneração microcística).
Nos astrocitomas pilocíticos praticamente nunca há transformação maligna para glioblastoma e o prognóstico é bom após cirurgia. Radioterapia não é empregada porque o tumor é de crescimento muito lento.
Astrocitomas pilocíticos é o glioma mais comum em crianças. Correspondem a 10% dos astrocitomas cerebrais e 85% dos cerebelares. Neurofibromatose do tipo 1 (NF1) predispõe ao aparecimento destes tumores, principalmente no nervo óptico (o assim chamado glioma de nervo óptico), podendo ser bilaterais. Astrocitomas pilocíticos múltiplos, ocorrendo simultânea ou seqüencialmente, estão associados a NF1.
Localizações mais comuns:
1) Cerebelo, mais freqüente nos hemisférios que no vermis.
2) Nervo óptico
3) Quiasma óptico, hipotálamo
4) Tálamo, núcleos da base
5) Hemisférios cerebrais
6) Tronco cerebral, porções dorsais (glioma dorsal exofítico do mesencéfalo)
7) Medula espinal
Em lesões volumosas na região basal do cérebro (hipotálamo, tálamo, tronco cerebral) pode ser difícil definir o local de origem.
Tumores cerebelares podem causar ataxia axial ou apendicular e hipertensão intracraniana (cefaléia, náuseas, vômitos, edema de papila) por obstrução do IVº ventrículo. Esta pode dominar o quadro e levar à cegueira por represamento de líquor na baínha dos nervos ópticos. Como os nervos ópticos são tratos do sistema nervoso central, são envolvidos pelas três meninges, havendo um prolongamento do espaço subaracnóideo em torno dos mesmos. A hipertensão liquórica em volta do nervo cria um efeito de manguito com compressão do suprimento vascular. Como muitos pacientes são crianças, a sintomatologia pode não ser referida ou valorizada a tempo de evitar conseqüências irreversíveis para a visão.
Astrocitoma de nervo óptico leva à redução da acuidade visual e cegueira, mas como os pacientes freqüentemente são crianças, pode não haver queixas, mesmo porque a progressão da sintomatologia é muito lenta. Tumores grandes podem causar proptose.
Tumores do quiasma e vias ópticas, além do déficit visual, podem causar sintomatologia relacionada a disfunção do hipotálamo e hipófise (puberdade precoce, hipogonadismo, obesidade, diabetes insipidus). Quando crescem para o IIIº ventrículo, podem causar hidrocefalia.
Tumores do tronco cerebral – afetam mais comumente a região de placa quadrigêmea (região dorsal do tronco), produzindo obstrução do aqueduto e hidrocefalia. Também ocorrem no tegmento da ponte e no bulbo. Em contrapartida, os astrocitomas difusos ocorrem mais na base da ponte e causam aumento difuso (‘hipertrofia’) da ponte.
Tumores talâmicos ou da região basal dos hemisférios cerebrais podem apresentar-se com sinais de obstrução liquórica por desvio da linha média, e/ou hemiparesia por lesão da cápsula interna.
Tumores nos hemisférios cerebrais podem causar déficits motores unilaterais, efeito de massa com hidrocefalia, e convulsões, contando entre os tumores associados a epilepsia.
Os pontos básicos são a boa delimitação, a impregnação difusa por contraste e a relativa falta de edema perilesional, devida principalmente à lentidão de crescimento do tumor. Muitos casos estão associados a cistos, únicos ou múltiplos. Estas feições permitem diferenciar de astrocitomas difusos de baixo grau (especialmente nos hemisférios cerebrais), que não são bem delimitados e não impregnam. Contudo, outros tumores compartilham os mesmos aspectos de imagem dos astrocitomas pilocíticos, como os xantoastrocitomas, ependimomas e gangliogliomas. A distinção entre estes é necessariamente histopatológica.
Astrocitomas de nervo óptico crescem ao longo do nervo, que toma aspecto fusiforme ou piriforme. Ao corte, o nervo fica branco, homogêneo e firme. É comum que as células neoplásicas ultrapassem a pia-máter e invadam o espaço subaracnóideo em volta do nervo, criando um colar periférico de astrócitos hipertróficos e elementos mesenquimatosos reativos, inclusive com reação desmoplásica (produção de fibras reticulínicas). O conjunto é circundado pela dura-máter (ou baínha do nervo óptico).
Nas outras localizações, inclusive no cerebelo, os astrocitomas pilocíticos formam massas, geralmente bem delimitadas, com cor variável entre branca e acinzentada, aspecto não raro heterogêneo, e consistência firme. Há coexistência de tumor sólido e cistos com conteúdo líquido ou mucóide (mais de 80% nos astrocitomas do cerebelo). Um nódulo mural dentro de um cisto é característico. Calcificações ocorrem só na minoria dos astrocitomas pilocíticos e habitualmente não são conspícuas.
Extensão ao espaço subaracnóideo – é relativamente comum, mais freqüente nos gliomas de nervo óptico e cerebelo. Não deve ser interpretada como evidência de agressividade ou tendência à disseminação liquórica.
Proliferação vascular é uma feição comum nos astrocitomas pilocíticos. É particularmente proeminente na parede dos cistos intratumorais, onde assume o aspecto de uma camada subluminal de capilares hiperplásicos (aspecto em guirlandas). É descrita a produção de fator de crescimento endotelial (vascular endothelial growth factor, VEGF) pelas células tumorais e expressão dos receptores para este fator nas células endoteliais, criando uma alça parácrina que leva à proliferação capilar. Ao contrário dos astrocitomas difusos, nos astrocitomas pilocíticos a proliferação capilar não é sinal de malignidade, e não altera o bom prognóstico destes tumores.
Necrose é vista em até 8% dos astrocitomas pilocíticos mas geralmente corresponde a áreas maiores semelhantes a infartos. Necrose do tipo geográfico com pseudopalisadas, como vista nos glioblastomas, é rara nos astrocitomas pilocíticos.
Graduação e prognóstico: Os astrocitomas pilocíticos são, com raras exceções, tumores grau I. Feições histológicas prognosticamente nefastas nos astrocitomas difusos, como atipias nucleares e proliferação vascular, não têm a mesma conotação nos astrocitomas pilocíticos. Infiltração da leptomeninge é uma feição comum dos astrocitomas pilocíticos, freqüentemente vista nos tumores cerebelares e do nervo óptico, não sendo sugestiva de malignidade ou disseminação à distância.
Os tumores cerebelares são os que apresentam melhor prognóstico, com cura em alta proporção dos casos, devido à possibilidade de extirpação total. Em uma série de casos com ressecção completa, a sobrevida de 5 anos foi 100%. Há outra série com sobrevida de 5, 10 e 20 anos de 85%, 81% e 79%. Pode haver recidiva após ressecção parcial. Recidivas estão mais relacionadas à expansão de cistos do que a novo crescimento tumoral.
Tumores de nervo óptico freqüentemente são de crescimento tão lento que é melhor acompanhá-los com RM do que tratá-los cirurgicamente. Muitos ficam estáveis por anos, e alguns até regridem espontaneamente, em especial na NF1. Já tumores do quiasma óptico e hipotálamo crescem lenta, mas inexoravelmente e podem tornar-se enormes, devido à impossibilidade de uma extirpação eficaz. Cistos podem contribuir mais para o efeito de massa que o próprio componente sólido do tumor.
Tumores situados superficialmente nos hemisférios cerebrais são facilmente extirpáveis e têm bom prognóstico.
A localização pode influenciar negativamente o prognóstico, no caso de tumores de tronco cerebral, de região hipotalâmica, tumores que infiltram as paredes do IIIº ventrículo, ou os situados profundamente nos hemisférios cerebrais. Tumores com aspectos radiológicos e morfológicos de astrocitoma pilocítico podem crescer rapidamente, causar efeito de massa, e recidivar em pouco tempo após a cirurgia.
Disseminação liquórica: É bem conhecido que astrocitomas pilocíticos clássicos, embora raramente, causem semeaduras meníngeas e/ou ventriculares, mesmo antes que a lesão primária seja detectada. O índice proliferativo nestes casos é variável, mas pode ser baixo. Este comportamento é mais freqüente nos primários hipotalâmicos. Este comportamento pode não ser um sinal de agressividade, pois tanto o primário como os implantes podem crescer muito devagar, como foi o caso no nosso paciente. É um comportamento atípico e imprevisível, mas compatível com longa sobrevida, mesmo sem terapia adjuvante.
Transformação maligna: Como um grupo, astrocitomas pilocíticos são notáveis em manter seu status de OMS grau I ao longo de anos ou décadas. O aparecimento de atipias nucleares, celularidade aumentada, e algumas mitoses (1-2 por 10 campos de grande aumento) não tem significado prognóstico. Há raros exemplos de astrocitomas pilocíticos que efetivamente sofrem malignização, o que é mais comum após radioterapia. Contudo, mesmo nestes casos, deve-se evitar o termo glioblastoma multiforme, em favor de astrocitoma pilocítico anaplásico.
Diagnóstico diferencial. O primeiro ponto é a exclusão de lesões não neoplásicas, especialmente da chamada gliose pilóide em torno de lesões de longa duração. Isto pode ser difícil em espécimes pequenos da região hipotalâmica, onde gliose em torno de craniofaringiomas pode simular astrocitoma pilocítico, um tumor comum nesta localização. O acesso a estudos de imagem durante a biópsia de congelação é de grande valor. No cerebelo, pode haver gliose pilóide em torno de tumores de longa evolução como o hemangioblastoma. Outra localização clássica de gliose pilóide é na parede interna de cistos da pineal.
Tumores que, em estudos de imagem, podem simular o astrocitoma pilocítico são o ganglioglioma e o xantoastrocioma pleomórfico. Ambos podem ter também feições histológicas em comum com os astrocitomas pilocíticos, como corpos hialinos granulosos e, no caso do ganglioglioma, fibras de Rosenthal. O ganglioglioma deve mostrar neurônios dismórficos e em distribuição anárquica em meio ao estroma glial do tipo pilocítico. Os xantoastrocitomas são geralmente mais celulares, mais pleomórficos, com arquitetura pelo menos em parte fasciculada, fibras reticulínicas, e as clássicas (mas freqüentemente raras) células xantomatosas. O padrão microcístico falta nos xantoastrocitomas, bem como as fibras de Rosenthal.
De ponto de vista prognóstico, a principal preocupação é afastar os astrocitomas difusos, tanto de baixo (II) como de alto grau (III, IV). A disponibilidade de estudos de imagem é inestimável, já que astrocitomas difusos de baixo grau têm limites imprecisos e não impregnam. Astrocitomas de alto grau têm impregnação anular em torno de um centro necrótico, e freqüentemente se acompanham de edema da substância branca e efeito de massa bem maior que o causado por astrocitomas pilocíticos.

Fonte: http://www.fcm.unicamp.br/deptos/anatomia/textoastropilo.html

170 comentários:

  1. Em Agosto descobrimos que meu marido tinha um tumor (astrocitoma pilocítico)foi muito triste mais Deus e a medicina ajudaram bastante e a cirurgia foi um sucesso !!! boa sorte a todos e que Deus os proteja !!!

    ResponderExcluir
  2. Que bom que tudo deu e continua dando certo. O astrocitoma pilocítico é considerado "benigno" e na grande maioria das vezes a cirurgia é curativa, pois remove todo o tumor.
    Deus abençõe vocês!
    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha filha passou a ter dores de cabeça, náuseas e vômitos. recebendo tratamento médico inadequado, até que minha esposa decidiu procurar um neuropediatra, que solicitou exame de ressonância magnética, sendo que tal exame detectou um tumor de 4.5 X 4.7 cm, que pressionava o cerebelo. O tumor foi extirpado em procedimento cirúrgico e a biópsia determinou que se tratava de "Astrocitoma Pilocítico". Há alguns dias fez nova ressonância, que não registrou alteração no quadro clínico. Com a graça de Deus, não foi preciso fazer quimio ou radioterapia. Continuaremos vigilantes. Grande abraço.

      Excluir
    2. Procura no Facebook o grupo astrocitoma grau I e posta seu relato, por favor

      Excluir
    3. Oi, procurei o grupo no face mas n achei... Tenho Astrocitoma Pilocitico Grau 1 tb, diagnosticado através de biópsia estereotáxica, as preciso operar para extirpar, Deus no comando.

      Excluir
    4. Oi, procurei o grupo no face mas n achei... Tenho Astrocitoma Pilocitico Grau 1 tb, diagnosticado através de biópsia estereotáxica, as preciso operar para extirpar, Deus no comando.

      Excluir
  3. Foi diagnosticado em minha filha um astrocitoma pilocítico no nervo ótico. Submetida À RADIOTERAPIA em BH (radiocirugia) a lesão continua a crescer. Que devemos fazer?
    Paulo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kaká Abs Brandão15 de julho de 2015 03:44

      Procura no Facebook o grupo astrocitoma grau I e posta seu relato, por favor

      Excluir
  4. Olá Paulo, o astrocitoma pilocítico é considerado um tumor grau I e de natureza benigna. Geralmente após cirurgia a lesão não volta a crescer na grande maioria dos casos... Astrocitoma pilocítico em nervo óptico é comum em portadores de neurofibromatose e o caso deve ser investigado por profissional experiente. O médico especialista ideal é um neuro-oncologista pediátrico, que saberá o que fazer no caso de lesão que voltou a crescer.
    Deus abençoe vcs!

    ResponderExcluir
  5. Lidionete ... minha filha de 2 anos e meio ... fez uma cirurgia para retirada deste tumor...dia 12 de março (fazem 9 meses) que partia do cerebelo e avançava para o IIIº e IVº ventrículo ... veio se recuperando bem... mas o estrabismo que havia ficado apos a cirurgia... não voltou ao normal.. quando foi hoje .. a levamos no ofitalmo que constatou, alem do estrabismo, 4 graus (acho q miupia - minha esposa não soube explicar por telefone) isso é normal? pode melhorar? pode piorar? obrigado.. Thiago M Vieira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favo, relate seu caso no grupo do Facebook chamado astrocitoma grau I

      Excluir
    2. meu filho ficou com estrabismo também,muito triste ,sem palavras!!

      Excluir
  6. Olá Thiago, imagino a aflição que vcs estão sentindo... O tumor foi totalmente retirado na cirurgia? O astrocitoma pilocítico é um tumor benigno e na grande maioria das vezes pode ser retirado completamente, dependendo da localização. Quanto à reversão de sequelas, depende muito e um médico poderá esclarecer a questão. Posso te dizer no caso do meu filho apenas. O tipo de tumor dele é diferente, pois é do tipo infiltrativo e de natureza maligna e não foi totalmente retirado. As sequelas cirúgicas foram dificuldades de deglutição, perda da força muscular do lado direito do corpo e também dificuldade de equilíbrio. Ele fez fisioterapia por 6 meses e graças a Deus hoje está praticamente recuperado. Claro que não ficou como antes, mas é quase impercebível. Pelo que eu sei, as crianças conseguem recuperar-se muito mais rápido que os adultos.
    Deus abençõe vcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o medico que operou meu filho disse que astrocitoma grau I esta classificado como maligno

      Excluir
  7. Olá! Tenho um amigo com diagnóstico de astrocitoma pilocítico na região bulbar e pontina há 5 anos. Na época do diagnóstico ele fez radioterapia pois não foi possível cirurgia de ressecção. Atualmente o tumor cresceu, já atingiu região medular e cerebelar. Ele vem sentindo-se fraco, perdeu a audição do ouvido esquerdo e apresenta dificudade de deglutição. Seria bom adcionar vitaminas e hidratação ao tratamento, para a fraqueza que ele vem sentindo? O que mais poderia ser feito? Obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Sinto muito pelo seu amigo. Realmente esta é uma localização muito delicada. O que a equipe médica apresentou como proposta de tratamento? É possível a cirurgia? É possível a radiocirurgia? Há a indicação de algum quimioterápico?

    Quanto à parte nutricional, é fato que as chances aumentam quando o organismo está fortalecido. Vale então manter em níveis otimizados a ingestão dos nutrientes que irão favorecer o sistema imunológico, que são as vitaminas, minerais e aminoácidos facilmente encontrados na alimentação natural e de preferência orgânica. Sucos puros de vegetais feitos na centrífuga são excelente opção, sendo o de cenoura com maça um dos melhores. Clorofila do trigo também tem muitas propriedades. Importante abster-se de açúcar, gorduras saturadas, conservantes, embutidos, produtos refinados e industrializados.

    Deus abençoe seu amigo!

    abç

    ResponderExcluir
  9. Olá. Minha filha que hoje está com 11 anos fez cirugia aos 2 anos de idade para retirada (parcial) de astrocitoma na medula espinal. De lá para cá vem tendo uma vida normal mas teve que colocar duas válvulas. leva uma vida feliz e totalmente normal. obviamente acompanhamos anualmente. o tumor continua crescendo...lentamente...mas ela não tem sintomas. Neusa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favo, relate seu caso no grupo do Facebook chamado astrocitoma grau I

      Excluir
  10. Oi tenho uma filha de 8 anos que tem esse tumor astrocitoma pilocitico, vez uma retirada parcial em 2008, graças a Deus vem se recuperando muito bem, teve perda da aldição esquerda, mas vive muito bem,esse pedacinho que ficou é no local de dificil acesso, sera? que a Quimioterapia ajudaria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, relate seu caso no grupo do Facebook chamado astrocitoma grau I

      Excluir
  11. Olá Neusa, que bom que a sua filha não tem sintomas e leva uma vida normal. O astrocitoma pilocítico é considerado um tumor benigno e raramente há evolução preocupante.
    Deus abençõe vocês!

    ResponderExcluir
  12. Anônimo
    Desejo também tudo de bom pra sua filha. Se a quimioterapia ajuda ou não, somente um médico poderá dizer. Há alguns casos de astrocitoma pilocítico em que se usa quimioterapia...

    ResponderExcluir
  13. Olá, meu filho de 8 anos retirou 100% do Astrocitoma em 11/01/10 aqui em Porto Alegre e graças a Deus éra do tipo I e foi considerado curado, porém ele começou a ter vômitos e foi constatado que a pressão do liquor estava alta e foi colocada uma válvula 2 vezes(a 1ª entupiu), mas mesmo assim ele continua a ter vômitos e a 2ª valvula conforme os médicos funciona Ok.Aguém já passou por essa situação?O que pode ser?
    Deus abençoe a todos.Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, relate seu caso no grupo do Facebook chamado astrocitoma grau I

      Excluir
  14. meu filho ten um astrocitoma pilocitico.

    PROCUREM O INCA NO RIO DE JANEIRO E O MELHOR HOSPITAL DO BRASIL NO TRATAMENTO DE CANCER E É PELO SUS DE GRAÇA.

    MEU FILHO VAI FICAR CURADO

    ResponderExcluir
  15. inimah.lovato@hotmail.com9 de abril de 2010 20:21

    O TUMOR DO MEU FILHO E NO TRONCO CEREBRAL O LOCAL QUASE IMPOSSIVEL DE SER OPERADO OS MEDICOS NO MEU ESTADO DERAM 6 MESES DE VIDA PARA MEU FILHO LEVEI ELE PARA O INCA NO RIO DE JANEIRO ELE JA FEZ A CIRURGIA E ESTA SE RECUPERANDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu filho tem tambem no tronco já fez dauas cirurgia agora o medico indicou quimio, to desesperada, como esta seu filho

      Excluir
    2. Por favo, relate seu caso no grupo do Facebook chamado astrocitoma grau I

      Excluir
  16. O Rui Pedro de 15 anos foi-lhe diagnosticado em Setembro passado um tumor da Medula Espinal Cervical Clicoma de baixo grau após cirurgia foi nretirado. Em Janeiro o Rui começou a ficar com sintomas de confusão e cefaleias foi internado e diagnosticaram-lhe um novo tumor no sistema nervoso central astrocitoma pilocitico com disseminação leptomeningea.
    Estou com medo do que possa acontecer ao Rui ele esta neste momento a fazer quimioterapia será que isto basta Esclarecem-me

    ResponderExcluir
  17. Olá Eduardo, espero que seu filho já esteja bem. O caso do meu filho é o astrocitoma difuso (grau II – maligno) e a cirurgia foi realizada dia 12/02/08. Não foi possível retirar todo o tumor, pois estava infiltrado. Correu tudo bem na cirurgia e ele não teve complicações. O resíduo de tumor é monitorado a cada 4 meses e graças a Deus não cresceu! Com relação a válvulas, já ouvi vários casos de complicações, mas sempre é possível resolver, pois é um procedimento relativamente simples.
    Deus abençoe vocês e manda notícias!

    ResponderExcluir
  18. Inimah Lovato
    Desejo tudo de bom para o seu filho!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  19. Quanto ao Rui Pedro, desejo que se recupere o quanto antes. O astrocitoma pilocítico é um tipo de tumor na maioria dos casos curável. Pelo que tenho pesquisado, são raras as recorrências. Mas sou leiga e somente um médico especialista (neuro-oncologista) poderá sanar todas as dúvidas.
    Que Deus abençoe vocês!

    ResponderExcluir
  20. Olá Lidionete, desejo muita saúde e sucesso no desenrolar dos acontecimentos, também tenho um Filho (Victor) de onze anos que no dia 08 de abril de 2010 retirou 90 á 95% de um Astrocitoma Pilocítico na região selar (nervo ótico) e estamos muito confiantes no sucesso total dos procedimentos. Obrigado pelas informações valiosas extraídas de seu blog, que Deus abençôe muito voçe e os seus e que as pessoas continuem a trocar informações pois são muito válidas para quem enfrenta esse tipo de problema. Fiquem com Deus e uma ótima recuperação.

    ResponderExcluir
  21. Parabéns Lidionete pela sua força e coragem. É muito difícil passar situações como essa. Meu filho de 07 Anos, retirou um Astrocitoma Pilocítico ( Ressecção Total ) de quase 05 centímetros de tronco cerebral. Teve algumas sequelas como perda de Coordenação Motora e Coordenação. Não precisou fazer quimio nem radioterapia. e Atualmente faço acompanhamento de 05 com ressonâncias de 05 em 05 meses. Fique com Deus e que ele continue abençoando seus caminhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLÁ MARCELO
      onde seu filho foi operado? me passa seu contato inimah.lovato@hotmail.com

      Lidionete se tiver o e-mail do marcelo santos e puder me passar agradeço.

      Excluir
  22. Olá Eduardo, obrigada!
    Desejo o mesmo para o seu filho Victor, que já é um vitorioso!
    Também considero de vital importância a troca de informações entre os que passaram ou passam por situações semelhantes.
    Que Deus continue abençoando vocês e mande notícias sempre que possível!

    ResponderExcluir
  23. Marcelo, obrigada!
    Nós pais sabemos o quanto é difícil quando um filho passa por um problema desses. Só Deus mesmo pra nos dar forças!
    Que bom que correu tudo bem com seu filho e faço votos que esteja recuperando-se a cada dia das dificuldades de coordenação motora. Meu filho também teve estas perdas, mas graças a Deus com o tempo foi melhorando e hoje são quase que imperceptíveis.
    Deus continue abençoando vocês mais e mais a cada dia!
    abs

    ResponderExcluir
  24. graziela furtado RJ19 de maio de 2010 11:27

    Em agosto de 2009,descobrimos que meu marido estava com um tumor(astrocitoma pilocítico)ele foi submetido á uma cirurgia de urgência e tudo ocorreu bem, foi retirado todo tumor (bengino)do cerebelo,mas quando ele fez a tomografia para confirmação de que tudo havia ocorrido como o esperado o resultado foi, resto de lesão cística, o médico disse que poderia ser apenas uma sombra do tumor retirado, cinco meses se passaram e ele fez outra T.c, não saiu ainda o resultado, será que agora ficaremos tranquilos???Temos dois filhos e ele é meu porto seguro sem ele não sei como seria minha vida,Deus colocou essa pessoa maravilhosa na minha vida que me faz crescer a cada dia !!!

    ResponderExcluir
  25. Olá Graziela
    É muito difícil conviver com incertezas de exames, pois muitas vezes eles não são conclusivos. Espero que tudo esteja bem neste último exame e que seu marido esteja curado. O astroctioma pilocítico, por ser um tumor benigno, é curável cirurgicamente na grande maioria das vezes...
    Deus os abençõe sempre!
    abs

    ResponderExcluir
  26. graziela furtado RJ22 de maio de 2010 18:40

    oi Lidionete,espero que vc tbém possa ter uma vitoria na vida do seu filho pois meu filho há 8 anos atrás passou por uma cirurgia no coração aos 4 meses de vida e ocorreu tudo bem, na época eu tinha apenas 17 anos e hoje aos 25 passei outra vez por uma situação semelhante com meu marido mas dessa vez com muita fé e confiança em Deus. Que ele tbém possa abençoar sua vida !!!abs graziela furtado RJ

    ResponderExcluir
  27. Obrigada Graziela!
    Que bom que seu filho está bem e recuperado de tão delicada cirurgia!
    Que Deus continue abençoando vc e sua família também!
    abs

    ResponderExcluir
  28. Oii
    Qual a diferença de astrocitoma cístico de astrocitoma pilocítico?

    ResponderExcluir
  29. graziela furtado RJ28 de maio de 2010 22:30

    oi,lidionete
    Graças á Deus o resultado da tomografia não acusou mais nada, agora é só daqui um ano á outra mas tenho algumas dúvidas, é verdade que o astrocitoma pilocítico pode voltar mesmo sendo benigno, ou que mesmo que tenha ocorrido uma cirurgia e retirado todo tumor a pessoa teria uma sobrevida de cinco anos ??? meu marido ainda tem dores de cabeça ás vezes mas o médico disse que do tumor não é !!!!abrsss que vc tenha força e vitória sempre !!!!

    ResponderExcluir
  30. Anonimo, sobre diferenças entre astrocitoma pilocítico e astrocitoma cístico:

    Eu não saberia te responder, mas creio que trata-se do mesmo tipo de tumor...
    Os astrocitomas são classificados em 4 tipos:
    I - astrocitoma pilocítico
    II - Astrocitoma difuso ou fibrilar
    III - Astrocitoma Anaplásico
    IV - Astrocitoma Difuso grau IV ou Glioblastoma Multiforme

    ResponderExcluir
  31. Olá Graziela, que bom que está tudo bem e seu marido está curado!
    Quanto à sua pergunta, pelo que eu sei, é muito raro um astrocitoma pilocítico voltar, principalmente após a remoção total.
    Já ouvi relatados de recidiva, mas a pessoa realizou uma segunda cirurgia e ficou tudo bem.
    Quanto à sobrevida de 5 anos, mesmo com a remoção total do astrocitoma pilocítico, com certeza é um equívoco esta informação... Já li muitos relatos de pessoas curadas há bastante tempo...
    Deus abençoe vocês!
    abs

    ResponderExcluir
  32. Ola!
    Fiz uma cirurgia de Tumor Astrocitoma dia 22/10/09.
    Tenho 27 anos e tive uma convulsao para eu descobrir o tumor. Eu tinha fortes cefaleias e nauseas pela manhã, e formigamento do lado esquerdo do rosto. Dia 05/10/09 tive a convulsao e foi contatado o tumor apos ressonancia magnetica, ele era grande estava na parte motora do lado Esquerdo. Foi retirado e sai bem da cirurgia conciente. Apos fiz 30 seções de Radioterapia no começo de Janeiro de 2010,caiu meus cabelos e estao agora nascendo. Estou em tratamento mas agora estou curada do Tumor segundo o Oncologista e o Neurologista, mas tenho que continuar o Tratamento pois tenho convulsões locais focais. Estou feliz e creio com a ajuda de Deus e da medicina todos que passarem por isso irão Vencer. Obrigada pela Atenção.

    ResponderExcluir
  33. Lidionete, estamos aflitos mas cremos que Deus pode operar nossos filhos. Ore conosco www.orepelarebeca.blogspot.com

    ResponderExcluir
  34. OI meu nome é Regiane tenho 22 anos !operei a cabeça faz dois anos foi diagnosticado um tumor chamado axtrossitoma picitico localizado no nervo óptico! S´´o que devido a sua localização não puderam retirar tudo!Eu sei que na maioria dos casos desenvolve uma doença chamado neurufibromiatose!Graças a Deus eu não desenvolvi essa doença! gostaria de saber se tem alguma técnica nova de cirurgia que posso retirar e devolver a minha visão normal de volta.Eu enchergo mais vejo pontos brancos.meu e mail regiane_fc@hotmail.com

    ResponderExcluir
  35. Amiga Anônima de 27 anos
    Parabéns pela sua vitória!
    Que Deus continue te abençoando hoje e sempre!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  36. Pais da Rebeca
    Tive acesso ao blog www.orepelarebeca.blogspot.com e fiquei impressionada. Também me junto a vocês em oração, pois para Deus o impossível não existe. Que ela se recupere o quanto antes, em nome de Jesus. Li que o laudo da segunda biópsia atestou "Astrocitoma Pilocítico", que é um tumor menos agressivo e considerado benigno. Mas o médico tem razão em solicitar nova análise, tendo em vista que o comportamento agressivo do tumor não tem se mostrado condizente com o diagnóstico em questão.
    Tomei a liberdade de relatar a história da Rebeca aqui neste blog, pois podemos ajudar com nossa experiência outros pais que vivem situações semelhantes.
    Continuemos em oração, pois Deus está cuidando nos nossos amados filhos.
    abs

    ResponderExcluir
  37. Olá Regiane
    Realmente, o astrocitoma Pilocítico de nervo óptico é um tipo de tumor muito comum em quem é portador de neurofibromatose, uma doença genética cujos portadores já apresentam seus sinais desde muito cedo. Se você com 27 anos não apresenta estes sinais, provavelmente não tem e nem terá neurofibromatose. Meu filho tem suspeita desta doença, mas ainda não foi definitivamente diagnosticada. Faz acompanhamento genético de 6 em 6 meses.
    Que Deus te abençoe e se eu souber de algo novo, entro em contato no seu e-mail
    Abraço!

    ResponderExcluir
  38. Oi Lidionete é a Regiane!faço sim acompanhamento sim mais acho que não tenho pq eles nunca falam nada que tenho a doença!mais acho porem que se tivese eles falariam! ou então eu apresentaria alguma reação na pele ?! a unica coisa que eles me perguntam é se tenho algo na pele?! e não tenho nada! eles não me explicam direito o que tenho só falam que ele cresce e corro o risco de ter que operar de novo! e que se ele crescer e tiver que retirar tudo fico cega de vez!e se deichar ele crscer eu tb fico cega!

    ResponderExcluir
  39. Olá Regiane, pelo que você descreve, com certeza vc não tem neurofibromatose. As características mais comuns da neurofibromarose são manchas café-com-leite na pele.São necessárias 6 manchas no mínimo, mais algum outro critério, que pode ser neurofibromas cutâneos, nódulos de lish, efélides, parente de primeiro grau afetado pela doença, etc.
    Quanto ao tumor, quando não é totalmente retirado há o risco de voltar a crescer e necessitar de um segundo tratamento... Mas a medicina está evoluindo e quem sabe não descobrem algum remédio capaz de conter este tipo de tumor?!
    Deus te abençoe!
    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Lidionete é a Regiane de novo gostaria de entrar em contato e postar no site que estou muito bem! pois fiz radioterapia! e o tumor esta diminuindo!

      Excluir
    2. Olá Regiane,que notícia maravilhosa!!
      Grande abraço pra vc!

      Excluir
  40. Olá pessoal, meu filho nasceu com um Astrocitoma Pilocitico, hoje ele está vivo e curado Graças a Deus, passou por 4 cirurgias 1 Tratamento de Quimioterapia e Radioterapia. Hoje ele possui apenas 1 vista pois a outra infelismente o tumor e a cirurgia cegou, mas ele está bem e é um grande testemunho de que Deus é muito mais forte do que as dores e sofrimentos que o meu filho passou e a sua familia também. Deus existe. Para vc que está pesquisando e tentando conhecer melhor a doença, pesquise mesmo, leia bastante, pergunte, faça um questionariozinho e leve ao seu médico, oriente-se, mas antes de tudo procure a Deus, deixe que Deus tome conta da sua vida e do seu tratamento. Amém. Felipe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favo, relate seu caso no grupo do Facebook chamado astrocitoma grau I

      Excluir
  41. Meu marido contraiu um tumor cerebral em 2001, fez (03 cirugias) Astrocitoma II, as sequelas foram a memoria recente, mas consegue levar uma vida quase normal, dirige, faz leitura etc..., porém após 10 anos começou apresentar problemas na fala, será que o tumor está se desenvolvendo?
    Nestes 10 anos faz tratamento com Johrei (energia atraves das mãos) e só toma um medicamento (anticonvulsivo)

    ResponderExcluir
  42. Lidonete,
    Quais são as estrategias complementares e nutricionais que você está fazendo?

    ResponderExcluir
  43. Oi Felipe, obrigada pelo seu testemunho!
    Deus é poderoso!
    Que Ele continue cobrindo seu filho de bençãos!
    abs

    ResponderExcluir
  44. Oi Emidia, espero que seu marido continue bem e que os problemas na fala não tenham relação com tumor...
    Quanto às estratégias, seria o fortalecimento do organismo, para melhor lutar contra a doença. Existem muitas pesquisas na área nutricional evidenciando que a alimentação e o estilo de vida podem influenciar no desenvolvimento do câncer. O ideal é procurar levar uma vida o mais natural possível, evitando alimentos industrializados, refinados, com conservantes, corantes, etc.
    Sugiro a leitura do livro Anticâncer, do Dr. David Servan-Schreiber. Veja um resumo neste link:
    http://jornadacontraocancer.blogspot.com/2009/07/tumor-cerebral-david-servan-schreiber.html
    Deus abençoe vcs!

    ResponderExcluir
  45. Christian Bittar26 de maio de 2011 17:07

    Olá Lidionete
    Sou personal trainer e tenho uma paciente de 33 anos, que operou retirou o tumor do nervo ótico, sem seqüelas. Tem alguma recomendação para a pratica de atividades físicas? Algum cuidado específico a ser controlado? Com a atividade física não vai aumentar a vascularização no local?
    Muito obrigado
    Christian Bittar

    ResponderExcluir
  46. oi meu nome ana clea meu filho victor hugo tinha 1ano 9meses e veio a falecer pois tambem tinha astrocitoma pilocitico no tronco cerebral so teve 3 meses no hospital inca de coraçao rogo a deus pela cura de todos vcs infelismente com meu filho isso não foi possivel um abraço

    ResponderExcluir
  47. Olá Christian, somente o médico que acompanha o caso poderá opinar sobre a questão...
    Com relação ao meu filho, a localização é tronco cerebral e a recomendação médica para o caso dele é de evitar atividades de impacto...
    abs

    ResponderExcluir
  48. Pôxa Ana, que triste. Nem tenho palavras!
    Apesar deste tipo de tumor ser considerado "benigno", conheço casos que infelizmente foi fatal, como no caso do seu pequeno Victor Hugo...
    Que Deus te ajude a superar esta perda irreparável.
    Receba meu abraço solidário.

    ResponderExcluir
  49. meu filho e uma prova viva que pra deus menhuma doença tem vez quando tinha apenas 3 anos recebemos o diagnostico de astrocitoma cerebral e não poderia ser removido atraves de cirurgia os medicos diziam que ele não chegaria aos 8 anos, começou então a nossa luta, achamos o medico que deus nos enviou e junto começamos a guerra, meu filho fez 1 ano de quimeoterapia onde o tumor regrediu pela metade e hoje já aos 13 anos meus filho e atleta paraolimpico de nataçao e só nos da orgulho e é um exemplo para muitos.(JUNTO COM DEUS PODEMOS VENCER SEMPRE)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que vitória maravilhosa! Obrigada pelo depoimento. Com toda certeza irá ajudar quem passa por situação semelhante.
      Que seu filho continue firme e forte, trazendo muito orgulho e alegria. Junto com Deus podemos vencer!(2)

      Excluir
  50. tenho um filho com neurofibromatosetipo1 esta com glioma no nervo optico fiz a ressonancia essa semana estou com medo de abrir vou levar ao medico .Pode ser maliguino estou com muito medo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assim que possível manda notícias... Espero que seu filho esteja bem!
      Meu filho tem suspeita de ser portador de neurofibromatose tipo 1... Segundo o que os médicos me disseram, na maioria dos casos essa síndrome está associada a tumores com comportamento mais benigno...
      Deus abençoe vcs!

      Excluir
  51. Sineide pamponet matos santos8 de outubro de 2011 20:45

    Olá Lidionete muita força de DEUS para você,eu tenho um filho de 6 anos. Em setembro de 2009 ele foi operado com um tumor que se chama astrocitoma pilocitico, retirou tudo e ele ficou sem nenhuma sequela, faço acompanhamento de 6 em 6 meses. quando foi agora em junho de 2011 feito o enxame descobrimos um nodulo no mesmo local, o neuro cirurgião achou melhor esperar6 meses para fazer um novo enxame.Estamos em oração para que DEUS manifeste o seu poder e nos dê a vitória mais uma vez.
    Sineide de feira de santana -BA
    08 de outubro de 2011

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Sineide, meu nome é Angela e meu filho também foi operado para retirada de um astrocitoma pilocitico em julho de 2010. Porém, devido á dificil localização do tumor, não foi retirado tudo.O neuro indicou, uma radiocirurgia para retirada do restante. Estamos na mesma batalha, orando para Jesus, para a cura de nosso filho. Muita força e que Jesus abençoe á todos!

      Excluir
    2. Olá Sineide e Ângela
      É difícil conviver com tudo isto, só por Deus mesmo.
      Espero que os meninos estejam bem!
      Assim que possível posta notícias...
      Grande abraço pra vcs!

      Excluir
  52. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  53. OI Lidionete,
    Tenho uma sobrinha de 4 anos que acabou de ser daignosticada com astrocitoma pilocitico localizado no tronco. Disseram que não tem cura, mas não vamos nos conformar. Os medicos disseram que não dá pra fazer cirurgia. O que vc sabe sobre a sobrevida desses pacientes. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que sua sobrinha esteja bem!
      Tronco cerebral realmente é uma localização bastante delicada...
      Quanto à sobrevida, só Deus sabe. Mas conheço muitos casos de portadores deste tipo de tumor que vivem normalmente, pois a lesão não se desenvolveu... Mas cada caso é diferente um do outro e não podemos generalizar.
      Fiquem com Deus!
      abs

      Excluir
  54. temos uma filha de 06 anos diagnosticada com astrocitoma pilocitico em tronco cerebral, fez uma cirurgia para biópsia, sendo retirado apenas três milimetros,com a graça de DEUS correu bem, porém com pequena perca de movimentos. vem fazendo sessões de quimioterapia, se alguem passou por um caso parecido e ja esta curado por favor nos de uma palavra de apoio.
    QUE DEUS PAI ABENÇÕE A TODOS E QUE FIQUEM CURADOS EM NOME DE JESUS.
    MARILDA E PEDRO- CASCAVEL-PR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marilda e pedro meu filho teve exatamente o mesmo diagnostico isso quando tinha apenas 3 anos e também não pode ser retirado,fez um ano de quimioterapia e hoje só faz acompanhamento de ano em ano. quanto a perca de movimentos meu filho também teve do lado direito e hoje aos 14 anos é atleta paraolímpico e já representa sc em campeonatos nacionais. tenho certeza absoluta que vocês vão superar esta face e nunca duvide que a fé em DEUS pode curar sua filha,o medico do meu filho um dia me disse algo muito importante meu filho um dia iria morrer como todo mundo mas com este problema e não devido a ele.se tiverem alguma duvida sobre a doença entre em contato (anderson.shulze@gmail.com)abraços e fiquem com DEUS.

      Excluir
    2. Clara e Marcelo
      Marilda e Pedro minha filha também tem astrocitoma pilocitico grau I, que foi diagnosticado em setembro de 2011. No decorrer desse periodo perdeu o movimento do lado esquerdo, fala bem pouquinho, tem dificuldade na deglutição, estar fazendo quimioterapia, pois o local não permite cirurgia por estar localizado na ponte, sempre que sente dor de cabeça volta a tomar dexametazona 4,0mg. Já fez 14 sessões de quimioterapia, o tumor estar estacionado, pela ultima ressonância ele estar com 5,2 X 4,0 X 5,0cm comparando com a primeira reduziu 0,3mm. Acho muito pouco mas temos que ter muita fé em Deus e aguardar, pois o ancologista que cuida dela, quer fazer sessenta sessões para a dessecação do tumor, e se ficar aida alguma coisa ser feito radiocirurgia, hoje Thayná estar com 05 anos, mas tenho fé em Deus que vai dar tudo certo

      Excluir
    3. maria clara te aconselho a procurar o INCA no rio de janeiro. A CURA PARA ESTE TIPO DE TUMOR É A CIRURGIA. NÃO SE ILUDA COM ONCOLOGISTAS. NÃO SE DEIXE ENGANAR PEL,OS MEDICOS QUE DIZEM QUE CIRURGIA NÃO É POSSIVEL.
      PESQUIZE POR MICRO CIRURGIA COM ASPIRADOR ULTRASONICO. E NÃO DEIXE FAZER RADIOTERAPIA.
      DISSERAM A MESMA COISA SOBRE MEU FILHO QUE CIRURGIA NÃO ERA POSSIVEL.
      MEU E-MAIL É inimah.lovato@hotmail.com

      Excluir
    4. PROCUREM O INCA NO RIO DE JANEIRO MEU FILHO OPEROU TRONCO CEREBRAL LÁ
      .

      Excluir
  55. Olá Pedro e Marilda,
    Estamos com um problema semelhante diagnosticado ha uma semana. Vc poderia enviar um email para alcivania@hotmail.com para conversar um pouco sobre o assunto.Deus os abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clara e Marcelo
      Anônimo minha filha também tem astrocitoma pilocitico grau I, que foi diagnosticado em setembro de 2011. No decorrer desse periodo perdeu o movimento do lado esquerdo, fala bem pouquinho, tem dificuldade na deglutição, estar fazendo quimioterapia, pois o local não permite cirurgia por estar localizado na ponte, sempre que sente dor de cabeça volta a tomar dexametazona 4,0mg. Já fez 14 sessões de quimioterapia, o tumor estar estacionado, pela ultima ressonância ele estar com 5,2 X 4,0 X 5,0cm comparando com a primeira reduziu 0,3mm. Acho muito pouco mas temos que ter muita fé em Deus e aguardar, pois o ancologista que cuida dela, quer fazer sessenta sessões para a dessecação do tumor, e se ficar aida alguma coisa ser feito radiocirurgia, hoje Thayná estar com 05 anos, mas tenho fé em Deus que vai dar tudo certo

      Excluir
  56. Bom dia.
    Aqui tem um casal de amigos,que o filho deles foi diagnosticado com um astrocitona de alto grau e com mais de 3 cm,o garoto esta com dificuldades de equilibrio. e teve nauseas e segundo o medico seu cerebro estava inchado.
    Amanhã ele tem consulta com um especialista.
    Alguma informação pois estamos todos desesperados.
    Deus abençõe a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Astrocitoma de alto grau são conhecidos tbém como "astrocitoma anaplásico" (grau III) e tbém "Glioblastoma Multiforme", que é o astrocitoma grau IV, o mais agressivo de todos. Mas conheço alguns casos onde foi possível o controle do tumor, através de radio e quimio específicas. Espero que ele esteja bem. Assim que possível nos manda notícias...
      Deus abençoe vcs!

      Excluir
  57. oi meu nome Rosemeire, tenho uma filha de 4 anos que aos 2 foi diagnosticado um astrocitoma no tronco cerebral, os médicos não davam 5% de vida para ela, mas com a graça de DEUS hoje ela está bem, é uma menina saudavel, com algumas limitações é claro, pois o tumor deixou algumas sequelas, logo depois da cirurgia ela perdeu toda a cordenação motora ,se alimentava pela sonda, não falava, perdeu a audição do lado esquerdo,estrabismo, válvula, paralisia facial esquerda, mas hoje, depois de 2 anos de cirurgia ela recuperou quase todas essas funções, ela só não anda, mas engatinha, fica de pé segurando nas coisas. Mas eu confio na graça de DEUS, pois se ela está viva hoje é porque ele permitiu, e tenho fé que um dia ela voltar a andar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Rosemeire pelo seu testemunho. Desejo que sua filhinha continue progredindo a cada dia e que em breve esteja completamente recuperada!
      Deus abençoe vcs!

      Excluir
  58. meu nome e viviane em junho de 2011 descobri que meu filho de 7anos tinha tumor de astrocitoma pilocistico e foi operado em outubro de 2011 no h.DAS CLINICAS EM SAO PAULO E FOI TIRADO 90%DO TUMOR MAS ELE DESENVOLVEUN CATAPLEXIA SEGUE EM ACOMPANHAMENTO E AGUARDA CONDUTA MEDICA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viviane, infelizmente o tumor pode atingir áreas nobres do cérebro e dependendo da localização, deixa sequelas, mas que podem ser amenizadas com o tempo. Espero que os médicos encontrem logo uma saída e que seu filho se recupere o quanto antes.
      abs

      Excluir
    2. Ola Viviane meu nome é Regiane e tb operei no Hc em SP e meu tumor tb era astrocitoma pilocitico e estava localizado no quiasma optico e tb não foi possivel a restirada total !ele voltou a crescer e tive que fazer radioterapia uma nova técnica e esta dando certo graças a Deus!essa nova técnica não afeta outras partes do cérebro!

      Excluir
  59. OI LIDIONETE OBRIGADA POR RESPONDER,POIS CREIO QUE O SENHOR AGE EM MISTERIO POIS SO ELE SABE O DIA E HORA, MAS SE ELE NOS CAPACITOU E NOS DEU FILHOS E POR QUE TEMOS CAPACIDADE DE CUIDAR ATE O DIA EM QUE ELE QUISER POR ISSO CREIO QUE ELE TEM GRANDES COISAS A FAZER EM NOSSAS VIDAS,POIS ELE E DONO DO OURO DE DA PRATA E NOA DEIXA O SEUS,VOU ORAR POR VCS PARA QUE DEUS TE CAPACITE MAIS E MAIS PARA PODER SEMPRE DAR PALAVRAS DE APOIO AOS OUTROS.PQ PARECE QUE OUTRAS PESSOAS NAO CONSEGUE ENTEDER COMO PASSAR POR ISSO E DIFICIL,E FALAR COM QUEM PASSA E DIFERENTE.HOJE O HENRIQUE JA FREQUENTA A ESCOLA PQ AS CRISES DE CATAPLEXIA ESTAO CONTROLADA MAS CREIO QUE GRANDES COISAS O SENHOR TEM PARA FAZER .SO QUE TUDO E NO TEMPO DELE E NAO NO NOSSO PQ DEUS COLOCOU MEDICOS CAPACITADOS POR ELE EM NOSSAS VIDAS NAQUELE HOSPITAL .QUE O SENHOR ABENCOE VC E TODA SUA FAMILIA.VIVIANE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Viviane, obrigada pelas palavras de força e fé, e também pelas orações... Só Deus mesmo para nos ajudar a passar por tudo isto.
      Fico feliz que seu filho está melhorando e frequentando a escola... que continue assim, com a graça de Deus!
      Grande abraço!

      Excluir
  60. Tenho uma amiga que ira fazer a cirurgia pá terceira vez, ela tb já fez químio por 2 anos, mas agora terá que ser submetida a uma 4ª cirurgia, isso é comum?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tenho acompanhado muitos casos nos últimos 4 anos e não é raro de acontecer de ser necessário 2, 3 ou até mais cirurgias... Depende da situação...
      Tudo de bom pra sua amiga e que ela se recupere logo.

      Excluir
  61. Meu filho, Bruno fagundes pontes, fez cirurgia para a retirada de um astrocitoma pilocítico localizado proximo ao tronco cerebral em 24 de agosto de 1992 aos 3 anos e meio de idadade. Infelizmente ele foi vítima de um médico incompetente que durante o ato cirúrgico resolveu aspirar o tumor de uma´só vez o que provocou uma serie de complicações pós operatórias, devido ao tamanho do tumor que media 7,5cm de diâmetro. a acomodação do cérebro provocou uma serie de hemorragias que comprimiram o seu cérebro e foi preciso que ele passasse por mais 6 cirurgias para estabilizar o quadro.
    Hoje aos 23 anos ele tem sequelas gravíssimas teve uma lesão seria no hipotálamo.usa uma sonda para ingestão de água,não controla a temperatura, não fala não anda,,não consegue nem mesmo movimentar os braços sozinho,não tem a sensação de fome ou sede não demonstra emoção, a única forma de comunicação é o choro, pois é sensível a dor.A visão foi comprometida e precisa de oxigênio auxiliar. Leva uma vida vegetativa com muito sofrimento e muita luta para continuar vivo.Hoje,ele é o anjo da minha família,eu procuro aprender e aceitar todo esse sofrimento amando e dando muito carinho a ele.Espero que um dia possamos ter médicos mais preparados para que não aconteçam tantos erros como esse e muitos outros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impressionante o seu depoimento...Seu querido filho foi vítima de um médico despreparado! Creio que há 20 anos atrás as técnicas neurocirúrgicas eram menos desenvolvidas e o objetivo era tirar todo o tumor a qualquer custo... Mas do que adianta efetuar uma cirurgia "curativa" e deixar o paciente cheio de sequelas? Hoje o grande objetivo é preservar a qualidade de vida e é por este motivo que os médicos não fazem cirurgias "radicais"...
      Muita força para seguir em frente cuidando do precioso anjo da família...
      Grande abraço!

      Excluir
  62. Obrigada Lidionete, obrigada pela atenção.Espero que algum dia nossos representantes possam olhar para essas v´timas de erros médicos com mais cuidado, pois somos completamente carentes de profissionais que nos oriente e nos dê suporte para continuarmos a vida cuidando com mais eficiencia de pessoas com tantas limitações.Os nossos especialistas de saúde são muito caros e nem sempre temos o suficiente para bancar o tratamento.Obrigada pela atenção, abraço Maria da Glória,[mãe especial]!

    ResponderExcluir
  63. Bom dia,eu operei em 30 de setembro do ano passado um hemangioblastoma de 10centímetros no cerebelo,passei por mais duas cirurgias e fiquei 1 mês no hospital pq tive hidrocefalia. Hoje ainda sinto dores de cabeça e sempre fico preocupada de ser do tumor, não fiz nem químio nem rádio pq o médico tirou todo o tumor durante a cirurgia. Já fiz um ressonancia de controle e vou fazer outra em julho e sempre fico muito ansiosa pq sei que pode voltar, enfim, agradeço a Deus por cada dia da minha vida, tenho 34 anos e dois filhos e quero muito ver meus netos,rs, quero muito viver... se vocês souberem de alguém que já passou por essa cirurgia ou de alguma coisa sobre esse tumor obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar sua experiência conosco!
      Que Deus continue te abençoando!
      abs

      Excluir
  64. uma pessoa protadora de neurofibramatose, tendo manchinhas na menina do olho,podem causar cegueira?

    ResponderExcluir
  65. Li um livro sobre neurofibromatose, do Dr. Mauro Geller e ele não fala da relação nódulos de lisch X cegueira...Creio que as manchinhas sejam apenas uma "característica" diagnóstica. O que geralmente compromete a visão são tumores no nervo óptico...

    ResponderExcluir
  66. Ola Lidionete é a Regiane desculpa a demora para dar noticias é nesses anos aconteçeram tantas coisa , porem tenho boas noticias ! o meu tumor de nervo opico voltou a crescer porem fiz radioterapia faz mais ou menos uns 6 meses e ele esta diminuindo e graças a Deus não aconteceu até agora nenhuma sequela !graças a a Deus eu passe por um dermatologista e ele disse que eu não tenho a neurofibromatose! Porem ainda estou sobre tratamento para controlar o tumor e se Deus Quizer ele não vai crescer mais e vai estabilizar! gostaria de contar tambem que me formei em Ed fisica e com tds essas turbulações eu não desisti! eja dou aula! obrigada pelo o apoio e a força que vc me deu! estou a disposição de tds do blog para duvidas desabafo amizade pelo meu e mail regiane_fc@hotmail.com ou pelo meu link do face book Regiane da Fonseca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boas as notícias, Regiane!
      E o melhor de tudo é que enquanto tudo isso acontecia, vc seguiu em frente nos projetos da sua vida e agora está formada e dando aula! Parabéns!
      Que Deus continue te abençoando!
      grande abraço!

      Excluir
    2. obrigada pelo apoio que vc sempre nos deu! acho que minha visão tb esta melhor!

      Excluir
  67. Sou uma mãe aflita! nina de SP.
    tenho uma filha de 12 anos que fez uma retirada total de um astrocitoma pilocítico no cerebelo dia 2 de abril 2012 no hospital das clinicas, ficou 2 dias na UTI... até então, estava enxergando, saindo de lá sua visão sumiu, em casa ela viu por alguns dias detalhes , como cores, detalhes de rostos, e logo após sumiu tudo isso... no momento está sem enxergar, mais continuo crendo que logo volta visão dela, só peço pra vcs, que se souber algo parecido me escreva, Médicos clínicos ocular oftalmos por favor ajude minha princesa,MRN_NINA@HOTMAIL.COM que Deus possa está sobre cada um de nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço votos que sua filha esteja melhor e as sequelas tenham sido transitórias.
      Meu filho saiu da cirurgia com algumas sequelas relacionadas à perda da força muscular do lado direito do corpo, dificuldades na deglutição e também de equilíbrio, mas com o tempo foi melhorando... Voltou a deglutir normalmente, melhorou o equilíbrio e a força muscular após fisioterapia. As sequelas estão relacionadas à área lesada e cada caso é diferente um do outro.
      Deus abençoe vcs!
      abs

      Excluir
  68. POR FAVOR PESSOAL, DEIXE EMAIL... PRA QUE POSSAMOS TROCAR EXPERIENCIAS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. https://www.facebook.com/clara.fernandes.9279

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. evelyn-jaguarao73@hotmail.com

      Excluir
  69. Meu filho tinha 1 aninho qdo descobrimos o tumor cerebral. Na Rm constatou que o tumor ocupava mais de 1/4 do cérebro. Foram 2 cirurgias para retirada total do tumor. 2 biópsias acusaram ependimoma com baixo grau de malignidade. Levado o resultado a uma médica de SP, Dr Nasjla Saba, foi solicitado nova biópsia, que foi realizada na Suiça. Veio outro resultado de lá: Astrocitoma Pilocitico. Faz 1 ano que meu filho fez as cirurgias, hj está ótimo, sem sequelas. A cada 4 meses fazemos RM, até agora nada de recidiva. DEUS SEJA LOUVADO! ELE é o único e verdadeiro salvador! Deus abençoe a todos vcs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Estéfano, muito obrigada pelo seu depoimento!
      A Dra. Nasjla pertence à equipe do GRAACC que atende meu filho... Muito competente! Que bom que foi possível descobrir o tipo exato de tumor e com isto, conduzir da melhor forma.
      Deus seja louvado hoje e sempre!
      abs

      Excluir
  70. Oi Pessoal sou a Regiane tenho 24 anos e e fiz a cirurgia de astrocitoma faz mais ou menos 5 anos! ele voltou a crecer fiz radioterapia e graças a Deus ele esta diminuindo sou da equipe da Dr Nina do Hospital das Clinicas!

    ResponderExcluir
  71. quem quiser entrar em contato comigo mande e mail para mim regiane_fc@hotmail.com

    ResponderExcluir
  72. Olá meu sobrinho de 9 anos foi diagnosticado com hidrocefalia por conta do tumor astocitoma pilocítico no cérebro dia 29/08/2012.Ele internou no mesmo dia,fez uma cirurgia para drenagem 29/08/2012 e outra para retirada do tumor dia 12/09/2012 mas não foi possivel tirar todo ele.A cirurgia correu tudo bem,ele ficou 2 dias no CTI,3 dias no quarto e teve alta com um pouco de febre numa segunda feira à tarde.Teve um febrão à noite em casa e na terça dia 18/09 ele voltou para o hospital com infecção hospitalar.Tomou 19 dias se vancomicina,e durante o tratamento ficava com as buchechas vermelhas e febre logo que colocava a medicação.Os médicos diziam que era reação normal do medicamento.Dia 07/10,ele perdeu o "acesso" e o médico resolveu tirar então a medicação visto que reagia bem.Na segunda-feira novamente,dia08/10/2012 apesar de estar com o corpo todo encalombado por uma alergia ele teve alta.Chego em casa feliz mas teve febre à noite e no outro dia(terça )amanheceu um pouco inchado.Na quarta não conseguia nem abir o olho então minha irmã voltou com ele para o hospital totalmente deformado.Ficou lá até dia 14/10 onde teve alta.Ainda está um pouco inchado mas o médico disse que é por causa do corticóide.Acontece que agora ele está em casa recupeando de tudo isso,para fazer outra cirurgia,ou seja retirar o restante do tumor que ficou.Estamos muito preocupados pela cirurgia pq o tumor está numa área delicada e com medo que ele tenha tudo novamente.Mas ao mesmo tempo estamos confiantes que tudo dará certo dessa vez pois Deus é mais.
    Peço à todos que orem por ele,e gostaria de saber se já teve algum caso assim de cirurgia desse tipo de 2 etapas.Obrigada.

    ResponderExcluir
  73. TIA PREOCUPADA
    SE ELE FEZ A CIRURGIA EM 12/09 EU NÃO SOU MÉDICO NEM ESPECIALISTA NO ASSUNTO. MAS ACHO QUE DEVERIA ESPERAR UM TEMPO MAIOR DE RECUPERAÇÃO. MEU FILHO OPEROU O TRONCO CEREBRAL E POR SER TAMBEM MUITO DELICADO TEVE COMPLICAÇÕES, E RETIROU TAMBEM PARTE DO TUMOR. ISSO FOI EM 2010. ELE DEMOROU MESES P SE RECUPERAR.
    SE INFORME MELHOR SOBRE A POSSIBILIDADE DE ESOERAR UM TEMPO MAIOR. ASTROCITOMA PILOCÍTICO É BENIGUINO ESPERAR MAIS NÃO TRARÁ CONSEQUENCIAS. CONVERSE COM O MÉDICO

    ResponderExcluir
  74. Pessoal procurem por uma técnica chamada Radioterapia IMRT e braquiterapia: alta tecnologia no tratamento de câncer!! é o que foi usada em mim!! e fui contactada de uma nova técnica chamada Gamma Knife procurem no google sobre essa ultima técnica e questione aos médicos ! é o que vou fazer com os meu tb!

    ResponderExcluir
  75. http://www.paranashop.com.br/colunas/colunas_n.php?op=saude&id=24285#.UJBk3iMRAFY.facebook+


    essa é a técnica gamma knife

    ResponderExcluir
  76. http://blogdocancer.com.br/2011/03/10/radioterapia-imrt-e-braquiterapia-alta-tecnologia-no-tratamento-de-cancer/


    essa foi a técnica usada em mim!!!e que graças a Deus esta dando certo!

    ResponderExcluir
  77. Olá meu nome Rosangela e tenho uma filha de 6 anos aos 5 anos deparamos com um tumor , foi realizada a cirugia porem nao foi possivel a retirada total devido a localização parimetral,hoje tem 1 ano que fez a cirugia e continua fazendo quimioterapia, porém ela continua dando crises convulsivas,e isso me desespera, alguém pode me dizer se isso é realmente normal, pelas ressonancia o tumor dela dimunuiu um pouco, mas ainda tem mais 1 ano de quimio, Garças a Deus minha filha saiu perfeita do centro cirugico não ficou com sequela nenhuma.....abraço e força a todos nos que convivemos com isso...e principalmente muito fé!
    Deus opera no impossivel!!

    ResponderExcluir
  78. O tumor dela é o astrocitoma pilocitico grau 1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O tumor astrocitoma pilocitico grau I não é benigno?Então porque a quimioterapia?

      Excluir
    2. pq as vezes com a quimioterapia é uma forma menos agressiva de diminui-lo que uma cirurgia invasiva!

      Excluir
  79. Janeiro de 2008 começou uma batalha ! 1 ° cirurgia da minha vida na cabeça 9 horas de duração ,desiludida por um médico aconselhando a desistir da faculdade que eu tinha perdido o semestre! mais Deus sempre me segurando e nunca me deixando a desistir graças a amigos me formei!! com tds os problemas !!
    Junho de 2011 voltou a crescer :( mais Deus sempre comigo dando seu jeito me deu mais uma chance!
    Setembro de 2011 -3,2 por 3,5
    Radioterapia em outubro e novembro 28 seções indo e vindo pra SP tds os dias mais valeu a pena !!
    Janeiro de 2012 - 3,2 por 3,2
    junho de 2012 - 2,7 por 2,2 por 1,8
    janeiro de 2013 -2,2 por 2,2 por 1,5

    Para mts são só número, para mim são vitórias que Deus e Nossa Senhora das Graças vem agindo em minha vida!!
    Ninguem nunca disse que a vida seria fácil mais sem a fé em Deus tudo fica mais difíci

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Regiane, obrigada por compartilhar a sua experiência conosco. Você é uma guerreira e está vencendo esta difícil batalha.
      Que Deus continue te abençoando muito!
      Sempre que possível, nos atualize com as notícias do seu progresso...
      grande abraço!

      Excluir
  80. FOI DIFÍCIL MAIS COM A FÉ EM DEUS MOVEMOS MONTANHAS!!

    ResponderExcluir
  81. Olá meu nome é Denise tenho um filho com Astrocitoma Pilocitico, dia 6 de março faz um mes que ele foi submetido a uma cirurgia no qual nao foi possivel retirar todo o tumor, ficou 7% do tumor, mas como tenho bastante fe em Deus sei que a vitoria e nossa pelo nome de Jesus.
    Gostaria de saber se ele tem direito ao auxilio saude, ha ele tambem usa uma valvula se alguem souber dessa informaçao me responda pois estamos precisando muito de ajuda. Abraços e fiquem todos com a benção do Senhor Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, espero que seu filho esteja bem, em franca recuperação. Dependendo da localização, os neurocirurgiões não retiram todo o tumor, por causa dos riscos de sequelas graves.
      Meu filho foi diagnosticado com astrocitoma difuso grau II e no caso dele, segundo a assistência social do GRAACC me informou na época, por ser criança e nunca ter contribuído no INSS, teria direito a um benefício assistencial, caso minha família comprovasse renda inferior a 1/4 de salário mínimo per capita... Não se aplicou no nosso caso, portanto não foi contemplado com este benefício.
      Mas outros benefícios eram aplicáveis, como direito à saque do FGTS do pai ou da mãe e liberação do rodízio de veículos na cidade de São Paulo.
      Deus abençoe vcs!
      abs

      Excluir
  82. boa noite Lidionete, muito obrigada por ter me respondido procurei a assistencia social da minha cidade e eles me deram um formulario da previdencia social preenchemos e agora vamos dar entrada dia 03 de abril, tomara que consiguamos pois sou mae solteira pago aluguel e nao thenho serviço fixo.
    que Deus a abençoe sempre e sua familia tbm bjus. Denise.

    ResponderExcluir
  83. Oi Lidionete,sou a Silvana mae da Joyce,de 16 anos que perdeu o campo visual por causa do tumor.lhe perdei a receita dieta alimentar para minha flha de agradeço muito. meu fecebook é silvana.bi @hotmail.com.um abraço!

    ResponderExcluir
  84. Oi Lidionete, a ame da Joyce ela fez a cirurgia ano passado de um tumor astrocetoma grau 2 sendo benigno.hj ela faz tratamento com o temodal ja está na segunda sessão ela, vai tomar durante dez messe.um grande abraço para todos deste blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana, manda notícias da sua filha Joyce. Espero que ela esteja muito bem, em franca recuperação.
      Remeti um e-mail pra vc...

      abs

      Excluir
  85. OI SILVANA MEU NOME REGIANE TB TENHO UM TUMOR DE ASTROCINTOMA PILOCITICO! PERDI TB UM POUCO!! EU GOSTARIA DE SABER SE ELA COM O TRATAMENTO VOLTOU A ENXERGAR O QUE ELA JA PERDEU???

    ResponderExcluir
  86. meu marido convive com o tumor glioblastoma faz 4 anos e esta sempre surpreendendo os médicos com revisões maravilhosas tirou 90% do tumor e reagiu muito bem aos tratamentos e tem uma vida boa graças a DEUS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea, surpreendente o seu depoimento!
      Glioblastoma é a variação mais agressiva dos astrocitomas e a estabilização a 4 anos realmente é fantástico!
      Que Deus continue abençoando muito vcs!
      abs

      Excluir
  87. Olá, meu nome é Esther e em maio deste ano minha filha de 6 anos foi diagnosticada com astrocitoma pilocístico. Ela começou com um quadro de estrabismo e em abril começou a ficar mais lenta e o corpo caiu um pouco para o lado direito. Assim que notamos levamos ela no neuropediatra que solicitou uma ressonância de emergência. Pelas imagens ele notou o tumor e viu que estava quase a ponto de dar hidrocefalia, pela localização. Ela ficou internada e começou a tomar dexametasona, foi concluído que não era viável fazer uma cirurgia. Assim que tivemos alta fomos em um oncologista que concluiu que mesmo sendo de baixo grau pela biópsia, poderia ter um ponto mais agressivo, uma vez que foi muito rápida a evolução da doença, já que o estrabismo começou em meados de outubro de 2012 e em abril/2013 ela começou com os demais sintomas, sendo que os movimentos começaram a ficar comprometidos em poucos dias, a fala tb ficou arrastada. O médico estabeleceu que o melhor a ser feito no caso era RT+QT. Ela fez 30 sessões de RT e está fazendo sessões de QT, vincristina e carboplatina. Após a RT parece que o tumor diminuiu 25%. Mês passado, ele tirou o corticoide dela, mas o fígado dela ficou muito comprometido e ele teve que voltar. Ela ainda não está comendo. Estou preocupada, sem saber se esse é o procedimento certo. E pq no caso dela evoluiu muito rápido se o este tipo é de crescimento lento. Tem chance de aumentar novamente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Esther, pelos casos que conheço de astrocitoma pilocítico, geralmente a evolução é lenta e o tratamento prioritário é a cirurgia... Mas tbém já vi casos em que os médicos recomendaram radio e quimio... Cada caso é diferente um do outro.
      No caso do meu filho, trata-se do astrocitoma difuso de grau II no tronco cerebral e infelizmente a cirurgia não removeu todo o tumor, devido à localização delicada. No caso dele, os médicos optaram por conduta expectante, ou seja, somente acompanhamento por ressonâncias magnéticas. Graças a Deus o tumor residual não cresceu e dia 25/10 completará 6 anos de diagnóstico.
      Qual a localização do tumor da sua filha?
      Seria interessante vcs buscarem uma segunda opinião...

      abs

      Excluir
    2. O tumor da minha filha está perto da IV vértebra numa posição de difícil acesso. Depois de postar aqui e muito insistir com os médicos, levei ela em um lugar que tinha certeza que ela iria ser tratada e no dia 11/10 consegui que ela fosse internada. Com o passar dos dias e os vômitos constantes mesmo com antieméticos, fizeram uma endoscopia que deu normal e no outro dia uma RM. Descobrimos um outro tumor e partes metastáticas no liquor, o que não estava em nenhum dos exames anteriores. Fiz o último de agosto e não constava nada. No dia 29/10 ela fez uma nova biópsia e está internada na UTI. Como o primeiro tumor era de difícil acesso, a amostra deve ter sido superficial. Ai dessa vez ele tirou bastante material. Provavelmente na cirurgia causou algum edema, normal pela região e ela ainda está recuperando progressivamente. A região é onde comanda pressão arterial, fala, batimentos cardíacos, respiração, fala, função motora etc. Mando notícias com o resultado na nova biópsia. Obrigada.

      Excluir
    3. Oi Esther, imagino a apreensão que vcs estão vivenciando. Não é fácil passar por isto!
      A localização do tumor do meu filho tbém é esta, bem junto aos nervos da parte cardio-respiratória, só que como te disse, o tipo é "astrocitoma difuso", de caráter infiltrativo.
      Os médicos cogitaram a hipótese dessa evolução ter sido desencadeada pela radioterapia? Não sou médica, nem nada, apenas uma mãe, igual a vc, mas pelas experiências que compartilho com outros pais, a impressão que tenho é que tratamentos de radioterapia e quimioterapia em tumores de baixo grau não tem bom resultado... Pra falar a verdade, uma médica do GRAACC me disse isso, quando questionei porque meu filho não faria nenhum tratamento... Hoje entendo que estes tratamentos podem desencadear novas mutações e tornar o tumor mais agressivo e virulento... Mas não existe um protocolo padrão entre os médicos e cada caso é diferente um do outro. Se eles decidiram pela radioterapia, era porque havia sinais de desenvolvimento e a tentativa foi de estagnar o crescimento...
      Fico aqui em oração pra que tudo dê certo.Que bom que ela está recuperando-se progressivamente!
      Fico no aguardo de novas notícias!
      abraço!

      Excluir
    4. Saiu o resultado da nova biopsia: glioblastoma multiforme. Como na primeira consulta o oncologista já falou que se tratava de algo mais grave e pela localização da lesão que não possibilitou uma retirada mais profunda do material para biopsia, creio que o médico estava certo. Não sei se de fato a radioterapia causou algum avanço na lesão, mas acho que sem ela, minha filha continuaria sem movimentar o lado direito. Agora não adianta "achar um culpado".
      Minha filha faleceu no dia 5 de novembro. Sinto muito a sua falta, mas Deus tem me consolado. Ele é tão maravilhoso que cuidou de todos os detalhes. O funeral dela foi um lindo até logo. A Ana Paula Valadão, cantou e leu uma mensagem que tem me confortado muito: "Irmãos, não queremos que vocês sejam ignorantes quanto aos que dormem, para que não se entristeçam como os outros que não têm esperança. Se cremos que Jesus morreu e ressurgiu, cremos também que Deus trará, mediante Jesus e juntamente com ele, aqueles que nele dormiram. Dizemos a vocês, pela palavra do Senhor, que nós, os que estivermos vivos, os que ficarmos até a vinda do Senhor, certamente não precederemos os que dormem. Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois disso, os que estivermos vivos seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor nos ares. E assim estaremos com o Senhor para sempre. Consolem-se uns aos outros com estas palavras" 1 Tessalonicenses 4:13-18
      Deixo aqui meus sinceros agradecimentos pelos esclarecimentos e pelas orações. Estou tranquila e sei que a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Deus é maravilhoso e livrou minha filha de dor e sofrimentos mil. Sou grata a Ele. Ore e busque a Deus, Seu amor não falha.

      Excluir
    5. Sem palavras, Esther. Claro que a dor é imensa, mas e esperança em Cristo faz toda a diferença e ajuda a suportar essa saudade, e tenho fé, será por pouco tempo.

      As promessas de Jesus para nós não falham e que esta chama esteja sempre viva no seu coração.

      Receba meu abraço solidário.

      Excluir
    6. Recebo seu abraço. Neste período Deus tem me consolado e me curado realmente. O meu caso foi excepcional. Mas me coloco a disposição para qualquer pessoa que queira ouvir àquilo que Deus fez por mim. Sei que através do meu testemunho muitos entenderão que Deus não nos desampara. Às vezes achamos que Deus não olha para nossa dor ou dificuldades, mas eu creio que o meu Deus pode todas as coisas, inclusive curar. Ele é misericordioso e fiel. Repito, se alguém quiser saber como tenho paz em meu coração mesmo diante das dificuldades basta me procurar. Tenho uma palavra para o seu coração de conforto e paz. Abraço e beijo no coração de cada um.

      Excluir
  88. Boa noite Lidionete, me chamo Patrícia, eu acompanho seu blog desde 2010, li ele inteirinho, entro sempre pra saber noticias, já fiquei várias vezes angustiada pela demora por notícias, sempre fiquei me imaginando no seu lugar como mãe, enfrentando tudo isso e eu mal imaginava q Deus só estava me preparando...Sim, me preparando através da sua história para enfrentar algo bem parecido...dia 18 de setembro de 2013, depois de passar por tantos médicos (muitos duvidaram de mim), eu bati o pé, chorei, briguei até q uma médica resolveu me dar ouvidos e fazer uma tomografia onde apareceu um Tumor na região do cerebelo, o chão sumiu, veio o choro, o medo...mais enfrentamos, fizemos a cirurgia e graças a Deus foi a tempo e ele não sofreu nenhuma sequela, ele foi operado na Unicamp no dia 20 de setembro de 2013, e foi removido todo o tumor e o resultado da biópsia acusou astrocitoma pilocítico, e fui buscar informações na internet e adivinha onde fui parar?? aqui no seu blog!! ainda faremos muito acompanhamento, ele fará uma ressonância agora em novembro, será a primeira depois da cirurgia e eu tenho fé q não terá mais nada, e sou muito grata a Deus por ter conhecido seu blog, e continuo torcendo muito por vc e por seu filho, q Deus abençoe vc e toda a sua família!! e muito obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia, impressionante o seu relato!
      Jamais imaginamos que um dia passaremos por isto, pois é tudo que não queremos.
      Talvez se você não tivesse insistido os médicos não teriam realizado a tomografia...O caso do meu filho teve diagnóstico tbém como "achado de exame" e com a graça de Deus pôde ser operado antes dos sintomas... Lembro que eu queria adiar a cirurgia, mas a médica foi categórica ao afirmar que quanto antes, melhor, pois os riscos de sequelas são menores.
      O astrocitoma pilocítico é um tumor com características benignas e com grande chance de cura cirúrgica, ainda mais quando pôde ser rmovido na sua totalidade.
      Que Deus abençoe muito vcs, especialmente ao pequeno Eduardo. Vida nova daqui pra frente!
      grande abraço!

      Excluir
  89. olá minha sogra tem Astrocitoma Difuso Grau II, mas á pouco tempo atrás passando mal o médico repetiu o exame e deu grau III indo para IV em muito pouco espaço de tempo. Ela não retirou na cirurgia por estar em um local muito profundo. Só fez a biópsia. vc sabe por um acaso o que ela deve evitar de comer e o que é bom comer para não ajudar as células a dar vida para o crescimento desse tumor? eu já tentei pesquisar e não encontrei nada. obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carla, antes de tudo desculpa a demora em responder. Estou meio atrapalhada com as mensagens e tentando colocar em dia.

      Espero que sua sogra esteja bem.

      Eu particularmente acredito que o sistema imunológico é um excelente aliado. Cada tumor é biologicamente diferente um do outro e a evolução depende da quantidade de mutações... Quanto mais mutações, mais agressivo e virulento. Como já mencionei, acredito que num organismo fortalecido, as chances de controle do câncer são aumentadas. Podemos também diminuir as chances de novas mutações, que são responsáveis pela progressão da doença... Os benefícios de uma alimentação “anticâncer” são muitos, como imunidade à viroses, disposição, bem estar, etc.

      Depois do problema já instalado, o que podemos fazer é minimizar os seus efeitos... Nosso organismo procura sempre se regenerar e quanto menos "lixo" ingerirmos, melhor será. Alimentação ruim aumenta a quantidade dos radicais livres, grandes vilões na causa e progressão das doenças.

      Uma premissa básica é sempre preferir uma alimentação o mais natural possível, evitando produtos industrializados, refinados, com muito açúcar, corantes, conservantes, aditivos químicos.O grande problema do açúcar é que ele é um grande "ladrão". Para ser metabolizado, "rouba" nutrientes importantes como minerais essenciais e vitaminas, deixando nosso corpo vulnerável.

      Outra grande estratégia que considero importante é nos desintoxicarmos diariamente. Uma forma excelente são sucos de vegetais "específicos" crus... Tenho um livro muito bom chamado "Os alimentos contra o câncer! - a prevenção e o tratamento do câncer pela alimentação", cujos autores são 2 grandes especialistas na área do câncer, Dr. Richard Béliveau, professor de bioquímica na Universidade de Medicina de Montreal, Canadá e o Dr. Denis Gingras, pesquisador especializado em oncologia, no Laboratório de Medicina Molecular, do Hospital Sainte-Justine, também no Canadá. São impressionantes os resultados dessas pesquisas acerca de alguns alimentos como o brócolis, couve, alho, chá verde, cúrcuma, ômega-3 e a maioria das frutas e legumes..."O aporte cotidiano desses diferentes alimentos constitui um meio simples e eficaz de combate ao desenvolvimento e à progressão do câncer..." São as palavras desses ilustres pesquisadores.

      Aconselho a leitura de um livro chamado: Anticâncer, cujo autor é um médico francês (David Servan-Schreiber) que descobriu-se portador de um tumor cerebral (Glioblastoma / Astrocitoma Grau IV) e não se conformando com o prognóstico de 6 meses de vida, decidiu pesquisar a fundo sobre estratégias nutricionais. Infelizmente ele acabou falecendo em julho de 2011, mais viveu muitos anos livre da doença e com ótima qualidade de vida.

      Bom, é isso que eu acredito e tento colocar em prática com meu filho a mais de 6 anos.

      Deus abençoe muito vcs!

      abs

      Excluir
  90. Oi Bom Dia Lidionete lembra de mim a Regiane oi hj estou aqui pra falar que o tumor astrocimotoma pilocitico que eu possuia com fé em Deus esta diminuindo e como disse a médica inexplicavelmente minha visão voltando ao normal estou enxergando melhor! graças a Deus e eu acho que a Natação tb esta me ajudando um pouco!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Regiane, que notícia boa!!

      Fiquei muito feliz por vc!!

      bjss

      Excluir
  91. Meu filho tem 13 anos e é portador de um tumor cerebral, foi submetido a uma cirgia no dia 18 de julho de 2013, mas infelizmente não possível a retirada. Agora o Pedro tá fazendo radioterapia, a biópsia diagnostcou em astrocitoma pilocítico grau 1, mas ele já teve recaída ficou internado por 3 dias no Centro Pediátrico do Câncer aqui em Fortaleza com os mesmos sintoma de antes, fortes dores de cabeça, vômito, falta de controle do lado direito do corpo, voltou a tomar a dexametazona e ficou bem graças a Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada por compartilhar a sua experiência conosco!!

      Fico aqui na torcida para que seu filho continue bem, com a graça de Deus!

      abs

      Excluir
    2. Oi Lidionete Minha visão realmente melhorou graças a Deus. Estou com Hipotiroidismo devido a radioterapia mais... isso não é nada em vista do medo que senti de perder minha visão Deus fez um milagre em minha vida. A FÉ MOVE MONTANHAS NEM OS MÉDICOS SABEM EXPLICAR.OBRIGADA POR TODO CARINHO QUE TODOS ME DERAM. :)

      Excluir
    3. Bom saber notícias suas, Regiane. Maravilha que a sua visão melhorou! Deus é muito bom e que Ele continue te abençoando a cada dia! abraço!

      Excluir
  92. Olá meu nome é Danielle, sou universitária faço Fisioterapia tenho 23 anos, a 3 anos senti uma áurea,dor de cabeça e formigamento na mão direita por uns 3 min. fiz vários exames e veio o choque tenho um tumor benigno no cerebro apenas sei que é um glioma de baixo grau! faço acompanhamento a 3 anos e hoje no retorno com o medico ele falou que possivelmente meu caso seja o Astrocitoma policitico, eu senti esses sintomas apenas 3 vezes e nos primeiros meses que descobri desde lá não senti mais nada nem tomo nada, como poderia saber se de certeza ele é o Astrocitoma policitico? teho que esperar ele ter alguma alteração? eu não sinto nada e tenho uma vida normal, porem tenho medo de daqui a uns 5 anos ele crescer e eu não poder seguir minha vida.. o que você acha?

    ResponderExcluir
  93. Meu nome e Clarice, meu filho de 1 ano e nove meses tambem teve um tumor no tronco cerebral, sendo diagnosticado o astrocitoma pilocitico, ele fez a cirurgia em dezembro e depois fez outra em abril pra tentar retirar todo tumor pois na pro Meira nao foi possível. Agora estamos aguardando pra fazer o exame de imagem p saber se retirou todo. Ele e um campeão. Esta com algumas limitações mas tenho certeza que ira superar pois Deus e muito grande. Gracas a Deus numa consulta de rotina a medica percebeu uma pequena alteração no perímetro cefálico e isso foi o q salvou a vida dele, pois o tumor era muito grande ele estava na eminência de uma parada cardíaca. Mas Deus e fiel. Gosto muito de ler os depoimentos pois eles me dão forcas pra lutar.

    ResponderExcluir
  94. Oi Danielle eu descobri o meu com os mesmo sintomas, operei não foi possível tirar tudo depois de algum tempo ele continuou a crescer foi a onde fiz uma espécie de radioterapia especial para tumor cerebral desde disso ele só vem diminuindo graças a Deus. Vivo uma vida normal.

    ResponderExcluir
  95. Sou tia de um menino que foi descoberto astrocitoma pilocitico do lado esquerdo e está com diabete. quais as chances de vida e se tem cura e quais os risco cirurgicos.

    ResponderExcluir
  96. Tenho um sobrinho com cinco anos e descoberto um astrociloma pilocitco do lado esquerdo,está com diabete quais os risco cirurgicos?. pernambuco 26/11/2014

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, o astrocitoma pilocítico é um tumor de grau 1, com características benignas e em grande parte dos casos, a cirurgia é curativa. Mas riscos qualquer cirurgia tem, ainda mais tratando-se do cérebro... Aconselho procurar um neurocirurgião pediátrico bastante experiente. Há quase 7 anos, meu filho operou de um astrocitoma de grau 2 no tronco cerebral e com a graça de Deus correu tudo bem....
      Que Deus abençoe vcs e sucesso na cirurgia do seu sobrinho!
      abs

      Excluir
  97. olá meu sobrinho de 5 anos fez a cirurgia astocitoma pilocistico, está se recuperando muito bem graças a Deus!
    gostaria de saber se o mesmo tem direito de receber algum benefício do INSS. agradeço antecipadamente.Pernambuco.07/12/2014.

    ResponderExcluir
  98. Por favor, quem teve casos de astrocitoma grau I, procura no Facebook o grupo com esse nome e poste seu relato.

    ResponderExcluir
  99. Oii sou Thays, nunca tive dores de cabeça! Quando um dia me abaixei e levantei rápido, senti uma dor muito forte, repeti o movimento e doeu novamnete! Mas parecia tudo bem, quando eu comecei a notar que andava meio sem equilíbrio e a dor de abaixar continuava! Comecei a notar que quando lia estava meio embaçado! Quando acordava de manhã me dava muitas náuseas e vomitava, assim eu conseguia passar o resto do dia bem! Isso durante vários dias...
    Notei que meu equilibro estava bem diferente e eu estava bem lenta para realizar atividades de rotina.

    Comecei ter dores de cabeça, que nunca tive, mas eram dores suportáveis.
    Um dia acordei vomitei como era minha rotina! E durante o dia estava com uma dorzinha na cabeça mas era fraca tomei remedio e a dor não passava! Uma dor horrível pulsante que não passava com remédio algum! Quando ia vomitar parecia que is explodir minha cabeça! Até que consegui vomitar e fui deitar, enfim passou no outro dia aparentemente estava bem, com algumas dorzinhas bem fraquinhas! Então procurei no dr Google descartando as hipóteses de ser tumor claro me diagnostiquei com enxaqueca! Fiz uma tomografia, como não foi pedido de emergência fiquei esperando alguns dias! Durante esse tempo tive dores de cabeça intensas tido dia! Não aguentava mais não conseguia me abaixar nem andar direito! Mas sempre tinha a esperança que era enxaqueca!
    Então comecei a acordar de madrugada com dor.de cabeça incontrolável! Que dava vontade de morrer, pensei muitas vezes que essa era a solução!
    Fui pro meu colégio no qual é regime de internato, minha mãe ia pegar a tomografia e qualquer coisa que desse errado ia me avisar! Fiquei a semana inteiro lá, claro que sobre efeito de remédios super fortes que me deixavam meio dopada até, cheguei casa e fui procurar a tomografia na qual o diagnóstico era hemangioblastoma não descartando outras ipoteses, meu mundo caiu! Uma pessoa sempre saudável, quase nunca tive gripe derrepente tudo parecia ter desabado em cima de mim! Perguntei pra Deus porque eu teria que passar por aquilo??? Porque? O que eu tinha feito de tão errado pra merecer aquilo?! Então resolvi pesquisar na Internet! Quando a página tinha carregado o titulo enorme falava sobre câncer no cérebro! Eu chorei, chorei, chorei! Queria viver me aprendi de todas.as vezes que não dei valor a vida que eu tinha! Lembrei de todas aquelas frases de motivação que Deus faz as coisas para aprendermos! Então minha mãe chegou e me consolou falando que a gente nem.sabia direito.o que era! E que Deus é maior que qualquer problema! Isso era uma sexta feira no domingo fui para Curitiba, consultei com um neuro que falou que tinha que fazer cirurgia, que não tinha com o que se preocupar! Até aí tudo bem! Parecia que tudo.estava bem! Nessa época eu precisava de ajuda para andar meu equilibro estava bem. Afetado. Fui encaminhada para o melhor neurocirurgião do mundo♡ Que falou: A Qualquer momento pode entrar em coma pq o tumor estava trancando o quarto ventriculo, causando uma espécie de hidrocefalia e o tumor estava dando emorragia nele mesmo, inchado.
    Fui para hospital de crianças no PP fiz entrada na emergência claro, pois não iria aguentar muito tempo, era muita pressão no cérebro!

    Fiz ressonância para cirurgia o mais rápido possível, fiz a cirurgia de nove horas com retirada completa do tumor fui para uti fiquei em coma induzido por três dias, acordei! Estava com consciência mas meus olhos estavam com uma espécie de estrabismo virados para os lados não via nada! Então fiquei alguns dias assim com os olhos virados! Com o passar dos dias uma eles foram voltando para dentro! Mas um olho ficou estrabico e o outro normal ocorreu visão dupla que estou até hoje fazendo 4 meses, meu equilibro também ficou meio mal,mas estou fazendo fisioterapia que está muito bem em vista de antes.
    Ah e a conclusão da biopsia foi de astrocitoma pilocitico grau 1, uma grande bênção...

    Espero que alguém leia isso!
    Eu preciso saber se a visão pode melhorar sozinha?
    Tem a possibilidade de ser espontânea essa recuperação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thays, meu filho Lucas operou em 27/01/2014, retirando um tumor (astrocitoma pilocítico) de 3 cm que estava entre o troco e o cerebelo. A cirurgia foi um sucesso, sem intercorrências, mas ele ficou bem debilitado, não conseguia segurar nem o pescoço, ficou estrabico, tinha surtos nervosos e não conseguia dormir muitas horas seguidas. Hoje já frequenta normalmente a escola, ainda apresenta problemas de equilíbrio e o estrabismo continua, mas o Neuro-cirurgião diz que o cerebro se regenera e que a recuperação é lenta e que varia conforme cada indivíduo, estou no aguardo...realmente a cada dia observo progressos. O sono continua abalado e o humor oscila bastante, se alguém tiver caso similar, em que possa me orientar, ficarei muito grata.

      Excluir
    2. Oi Thays o tumor que tive foi bem no quiama óptico e e depois da cirurgia , depois de algum tempo ele cresceu porem fiz 29 seções de uma éspécie de radioterapia nova que só afeta o tumor.Depois dessa radios o tumor reduziu bastante e minha visão o que eu perdi até mesmo de antes da cirurgia está voltando. Dois médicos que eu ássei não sabem explicar pois não era o esperado Deus fez um milagre foi bem assim que eles falaram. Então tenha fé pra Deus nada é impossivel. Amém

      Excluir
  100. boa noite dia 31 de março de 2015 meu filho com 6 anos foi diagnosticado com um tumor no cérebro fez a cirurgia retirou todo o tumor Astrocitoma gigantesco de grau i ,teve que colocar uma Dvp após 100 dias com a válvula deu febre por dois dias levamos ele pro hospital faz todos os exames e nada constava ,voltamos pra casa após uma semana voltamos pra consulta de retorno e com a tomografia a válvula estava obsistruida com a graça de Deus a válvula foi retirada fez 100 dias que ele esta sem a válvula e graças a Deus vida normal acompanhamento de 6 em 6 meses

    ResponderExcluir
  101. boa tarde , tenho uma filha de 6 anos ,no dia 10 de setembro ela passou mal na escola apresentando um quadro de epilepsia , com 5 episodios de convulsão em um curto período de tempo , até que levamos ao pronto atendimento e fizemos uma tc do cranio, que acusou um lesão .dai começamos a correr contra o tempo , procuramos um neurologista que pediu uma RM , que o resultado foi um tumor com sugestão de astrocitoma pilocístico , decidiram fazer a cirurgia aonde ocorreu tudo bem não tenha tirado o tumor por total foi parcial pois estava de difícil acesso ,embora a apreensão de sequelas era muito grande não houve graças a deus apenas pequenos tremores nos membros inferiores , e uma endo cefalia que estão discutindo a possibilidade de uma drenagem , a oncologista que nós atende , avisou que iremos fazer quimioterapia durante 6 meses , estamos aqui firmes e confiantes que vencer essa batalha se deus quiser .

    ResponderExcluir
  102. Boa noite a todos, desde agosto vinha batalhando contra o desconhecido, sabia q eu estava com um tumor cerebral, mas até fazer a biópsia era apenas isso q eu sabia...fiz no dia 11/10/15 a tal biópsia, uma semana depois o resultado mais q abençoado, o desconhecido agora tinha nome e sobrenome: Astrocitoma Pilocítico Grau 1, 3 cm o tamanho dele, mal localizado, está bem profundo, em área eloquente, dia 25/11/15 farei a ressecção tumoral, confio muito em Deus e nos médicos, creio q será ressecado por completo, me livrar disso logo! Sei dos riscos de sequelas, está do lado esquerdo, ou seja, pode comprometer a fala ou a parte motora acessória, mas não vai não, já deu tudo certo. Em breve volto para contar como me sai desta segunda cirurgia, pois da primeira (biópsia) foi um sucesso, em 15 dias ja tinha ate tirado os pontos, assim como será tb a segunda. Os médicos disseram q esse tipo de lesão não reage a quimioterapia e nem a radioterapia, sendo o único tratamento cirúrgico. Boa sorte a todos nós, que por algum motivo fomos escolhidos para vencer essas adversidades...ahhh, descobri totalmente por acaso, nunca tive dor de cabeça, convulsões ou ataques epilépticos, fui a um oftalmologista pois estava com dificuldades p enxergar na tela do PC, mas achando q seria por causa do óculos ( tenho mas não uso) e ele perspicaz me disse p procurar um neuro, daí começou meu desassossego...

    ResponderExcluir
  103. Esqueci de dizer minha idade no post anterior, tenho 31 anos.

    ResponderExcluir
  104. Boa tarde,a 4 anos fui diagnosticado con astrocitoma Grau 1,Fiz una cirugía de 5 horas e gracas a Deis foi todo bem.sofri mito con os sintomas por dos anos,e agora sufro con sequelas da doenca,são sutís mas no meu trabalho sao devastadoras.tenho dificultades Na falta,ouvido direito,perda de força Na perna e braço direitos,e o pior é a perda de movimientos finos do lado direito.me atrapalha a fazer muitas das pequeñas Coisas do dia dia como dirigir, fazer a barba,abotuar a blusa,e muitas outras coisas.virei canhoto

    ResponderExcluir
  105. Ola Bom Dia Sou A Regiane dei meu depoimento ha alguns anos atrás. Relembrando eu fui diagnosticada em 2008 com num tumor cerebral no quiasma óptico, que me atrapalhava a enxergar um pouco,porem dia 01 de abriu fiz uma cirurgia invasiva para verificação do grau do tumor e sua possivel remoção parcial ou total .Não foi possível remove-lo apesar de benigno ele se encontrava em uma área muito nobre do cérebro se fosse removido totalmente eu ficaria cega.Então ele retiraram o que deu, e tentaram congelar o que ficou, e acompanhar por ressonâncias magnéticas de 6 em 6 meses.
    Em 2012 o tumor voltou a crescer eu fiquei desesperada pois eu ja sentia que minha visão também ja piorava também. Naquele momento minha cabeça eu só pensava bobeiras eu com 21 anos e perdendo a visão, sem minha mãe ao meu lado não sabia o que fazer. O medo de passar por uma nova cirurgia e correr o risco de não voltar a enxergar nunca mais deu medo.Mais Deus foi tão Generoso e Bondoso em minha vida que meus médico s me apresentaram uma nova técnica de radioterapia que só afetaria a área do tumor. Me explicaram que o que eu perdi da visão eu não recuperaria mais. E eu tentei , pensei melhor tentar alguma coisa vai dar certos e Deus quiser. Pois bem fiz 29 seções de radioterapia e graças ao bom Deus o tumor regrediu de 3 ,5 cm X 3,5 mais ou menos. Ele estar 1,1 cm e mais Deus operou um milagre que nem os médicos esperavam.Minha visão o que eu perdi esta melhorando , o que eu não enxergava até de antes da cirurgia.
    Essa semana eu fui ao oftalmologista fazer exames que poderia comprovar se a visão realmente melhorou. E Ele simplesmente perguntou se eu acreditava em milagres? Por que realmente minha visão melhorou e que isso não é explicado pela a ciência e que isso é um milagre em minha vida.
    A unica sequela que fiquei da radioterapia foi que adquiri uma hipotiroidismo, que é tratável com hormônios.Luto contra meu peso, mais faço exercícios normalmente e graças a Deus eu estou enxergando o azul do mar do céu das flores.O problema da tiroide é minusculo perto do que poderia ter acontecido se não fosse Deus em minha vida. A FÉ MOVE MONTANHAS OBRIGADA PESSOAL PELO TODO O APOIO QUE RECEBI AQUI NO BLOG DESDE DO COMEÇO COM A MINHAS ANGUSTIAS FUI MUITO ACOLHIDA PELA A LIDIONETE.
    regiane_fc@hotmail.com

    ResponderExcluir
  106. Oi Pessoal estamos tentando montar um grupo no Whats para trocar experiencias e esperanças de apoio.o que vocês acham ? quem Tiver interessado pode me mandar o numero no meu e mail . regiane_fc@hotmail.com
    Obrigada que Deus Abençoe todos

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...