domingo, 29 de novembro de 2009

28 NOV 2009 - Um Dia Inesquecível

Ontem foi um dia muito especial e vocês entenderão por que...

Nossa igreja está promovendo uma campanha chamada “Mutirão de Natal”, cujo objetivo é recolher roupas, alimentos e brinquedos para serem doados a famílias menos favorecidas. A ADRA ( Agência de Desenvolvimento de Recursos Assistenciais) é quem está organizando e estamos todos engajados nesta projeto. Um grupo grande de crianças de uma comunidade carente, juntamente com suas famílias, já estão sendo assistidas por este projeto , o que é muito gratificante.

Ontem algumas crianças , através de uma singela encenação, exemplificaram um pouco sobre como é a vida dos moradores de rua. Meu filho Davi e a amiguinha Tayná deveriam então ser estes personagens.

Durante a semana, minha querida amiga Léa, coordenadora do departamento das crianças da igreja me ligou dizendo que o Davi deveria se caracterizar e também ensaiar uma música cujo título é “Canção do Menino de Rua” para cantar no sábado juntamente com a Tayná. O Davi tem 11 anos e está naquela fase em que se recusa fazer tudo que acha que seja de criança. Ele disse: “Essa música não, mãe! E de criança.” Ele já se considera um adolescente e até roupas com desenhos de personagens infantis nem quer mais usar...

Aí eu pensei: e agora? Na hora o Vitor estava próximo e eu perguntei se ele gostaria de participar no lugar do Davi. Ele adora participar e encenar, mas falar jamais! E no caso ele precisaria cantar... Na hora não pensou muito e disse que sim! Confesso que não acreditei que fosse verdade, mas mesmo assim disse que tudo bem e que iríamos ensaiar a música então. Até prometi uma “premiação”, caso realmente cantasse, que seria 1 passeio ao zoológico, 3 picolés de coco e deixar o gato dormir uma noite dentro de casa. Trato feito!

Já comentei em outros post´s que ele tem uma síndrome chamada “Mutismo Seletivo”, que é a resistência de se comunicar verbalmente com pessoas fora do círculo familiar. Ele fala normalmente com a família e também com alguns amiguinhos bem próximos. Na escola, jamais falou uma única palavra até hoje. Ele estuda na mesma escola desde o jardim da infância e atualmente está concluindo o terceiro ano escolar.

Link´s sobre mutismo seletivo:

http://virtualpsy.locaweb.com.br/dsm_janela.php?cod=131

http://www.psicopedagogia.com.br/opiniao/opiniao.asp?entrID=655

http://www.puccamp.br/servicos/detalhe_print.asp?id=15686

Foi através da investigação do Mutismo Seletivo que uma médica neuropediatra, há dois anos atrás, solicitou um exame de ressonância magnética e então descobrimos o que jamais imaginávamos: um tumor cerebral. E vale ressaltar que o tumor não tem qualquer relação com o Mutismo Seletivo.

Através da ajuda de profissionais, graças a Deus o Vitor vem se desenvolvendo maravilhosamente. Tem aumentado o número de pessoas que passou a falar. Achei incrível que falou com o Felipe de Maceió em SET 09, já no primeiro contato e até jogaram o jogo “Super Trunfo” juntos.

A cada dia aumenta o número de pessoas que vem me dizer que ouviu a voz do Vitor pela primeira vez. Na semana passada, um amigo me disse todo feliz: O Vitor falou comigo!
E na sexta-feira ensaiamos bastante a música e ele aprendeu direitinho, mas eu ainda no fundo, no fundo não acreditava que ele pudesse cantá-la em público...

Chegou o sábado e ele continuava decidido e eu só pedia a Deus em pensamento pra que tudo desse certo. Ele e a amiguinha Tayná então se caracterizaram de “mendigos” e até sujaram o rostinho com carvão e estavam prontos para a encenação, com um cobertor surrado embaixo dos braços. Após cantarem a música, outras crianças viriam até eles e entregariam presentes e roupas novas, exemplificando que devemos ajudar aos mais necessitados, com amor e sem discriminação.

Momentos antes deles entrarem em cena, percebi que o Vitor estava extremamente apreensivo e coloquei a mão em seu coraçãozinho que saltitava fortemente. Foi então que ele disse: Eu não posso cantar! Aí eu perguntei por que e ele disse que era porque havia um amiguinho da escola presente na igreja naquele dia. Coincidentemente, o amiguinho Vinícius da classe dele estava lá, como visita, acompanhando os avós. Aí eu disse: sei que você está com medo, mas você ensaiou e precisa se apresentar. Fala com Jesus em pensamento e pede ajuda, que Ele vai te ajudar e você vai conseguir. E chegou o momento deles entrarem em cena e confesso que eu estava tão ansiosa quanto ele.

A música tinha 2 estrofes e a Tayná cantaria sozinha a primeira parte e o Vitor a segunda. Quando eles entraram e pegaram o microfone, percebi que todos os presentes ficaram muito admirados e pensaram: Será que o Vitor vai cantar???

O play back entrou e a Tayná começou cantando e o Vitor ao lado, aguardando... Acabou a primeira parte e no momento certo, acreditem: o Vitor cantou!!!!!!!!!!!!!!!! Gente, vocês não fazem idéia da emoção que senti naquele momento! Eu ria, chorava, ria de novo e chorava de novo. Eu estava nos bastidores e pude observar que metade da igreja estava chorando!!! Inúmeras pessoas ouviram a voz do Vitor pela primeira vez. Estavam todos de queixo caído e atônitos. Emociono-me só de estar escrevendo e descrevendo este momento mágico para vocês. Com certeza jamais esquecerei !!!

Ele recebeu muitos elogios e percebi que estava aliviado e feliz.

Sou imensamente grata aos profissionais que nos ajudaram até agora, o acompanhando para que muito em breve possa vencer este desafio do Mutismo Seletivo: Psicóloga Milena do GRAACC, Doutoras Milena e Lílian do IPQ, HC e também Dra. Vera Joffe, que mesmo estando na Flórida, EUA , prestou-nos grande auxílio.

Agradeço imensamente a Deus por esta grande benção, pois é Ele quem nos guia, protege e conduz nesta jornada.

Ah, depois perguntei se ele pediu ajuda a Deus naquele momento... Ele disse que sim!

7 comentários:

  1. Querida Lidionete, a Paz!
    De fé em fé, Deus está na frente de todas as situações!Parabéns pela apresentação do Vitor e parabéns pela mãe do Vitor, que Deus lhes abençoe!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada!
    Paz do Senhor Jesus pra vc e sua família também!
    abç

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Pela graça somos salvos, mediante a fé.
    Amém!

    ResponderExcluir
  5. Menina,
    Fiquei emocionada com seu post, com sua vida, com seu filho e sobre tudo com sua esperença e fé em Deus.
    Que Deus abençõe voc~e e sua família.
    Um abraço,
    Sofia

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...