Visualizações desde JUL 2010

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 5 de maio de 2009

Vitaminas, Minerais e Câncer

Nosso corpo precisa de vitaminas e minerais essenciais – cada um na quantidade certa – para seus tecidos executarem as suas tarefas. Cada uma das nossas bilhões de células deve ter esses ingredientes para manter a força e a integridade de suas membranas e outras estruturas vitais.

Uma das funções cruciais das células é produzir centenas de enzimas diferentes – moléculas que detonam e controlam reações químicas. Entre outras tarefas, as enzimas estão encarregadas de reparar danos causados âs células. Por exemplo, o DNA é frágil e pode “quebrar” ao se reproduzir ou se for bombardeado por uma molécula tóxica. Esse dano pode provocar a mutação de células. Um resultado possível: células que crescem sem controle – câncer.

Normalmente as enzimas entram correndo em cena e devolvem ao DNA à sua forma original. Mas se o sistema de reprodução de enzimas da célula não estiver em condições – por exemplo, está faltando no organismo um ou mais nutrientes - chave, estaremos muito mais vulnerável a um mau funcionamento celular. Câncer é um dos resultados possíveis.

A maioria das enzimas do nosso corpo tem, ao mesmo tempo, uma porção de vitamina e uma porção de mineral.

O tecido canceroso compete com os tecidos normais por nutrientes. Dado que as células cancerosas continuam a proliferar indefinidamente, seu número se multiplicando dia a dia, pode-se, facilmente, compreender que as células cancerosas demandem, em essência, toda a nutrição disponível para o corpo, ou para a parte essencial do corpo.

Por isso que é de extrema importância adotar uma dieta que “potencialize” a nutrição do organismo e ao mesmo tempo, desestimule o crescimento do tumor.


Vitaminas

As vitaminas não são produzidas pelo nosso corpo, devendo ser supridas pela alimentação.Uma vitamina depende da outra para que possa existir um efeito sinérgico.As vitaminas consideradas mais eficazes no combate ao câncer são:

- Vitamina A (retinol)
- Vitamina C (Ácido Arcórbico)
- Vitamina B 6 (Piridoxina)
- Vitamina B 9 (Ácido Fólico)
- Vitamina D (Calciferol)
- Vitamina E (Tocoferol)

Vitamina A (retinol)
Tem a capacidade de ser antioxidante, protegendo o corpo dos danos causados pelos radicais livres, possuindo desta forma propriedades anticancerígenas. A vitamina A pode ser formada pelo betacaroteno, que é chamado de provitamina A. Quando o betacaroteno é ingerido, ele é convertido em vitamina A, chamado então de retinol.A vitamina A (retinol) é formada no fígado. Se a tomarmos em excesso poderá haver intoxicação do fígado, com prejuízos ao organismo. No entanto, se ingerirmos o betacaroteno, que é a provitamina A, não existirá esse problema, pois, uma vez que o organismo já esteja com os níveis saturados, o betacaroteno será desviado, não formando a vitamina A.
As principais fontes de betacaroteno são os vegetais amarelo-escuros e verde-escuros.
Exemplos: cenoura crua, brócolis fresco, repolho, couve, batata doce assada, tomate, suco de laranja, etc

Vitamina C (Ácido Arcórbico)
Desempenha importantes funções antioxidantes, enzimáticas e biológico-imunológicas relacionadas ao câncer.De todos os antioxidantes, a vitamina C é o mais extraordinário. Acredita-se que ajude a tratar o câncer da seguinte forma:
- Torna o sistema imunológico mais eficaz
- Estimula a formação de colágeno para “isolar” os tumores
- Mantém intacta a substância ao redor do tumor por meio da inibição de uma determinada enzima
-Acelera a cicatrização nos pacientes de câncer após cirurgia
-Aumenta a eficácia de alguns fármacos quimioterápicos
-Reduz a toxidade de algumas quimioterapias
-Impede os danos causados pelos radicais livres
-Neutraliza alguns carcinógenos
Fontes de Vitamina C: brócolis, pimentão, limão, morango, repolho, couve-flor, tomate, laranja, tangerina, abacaxi, caju, goiaba, couve crua, manga, melão, etc

Vitamina B 6 (Piridoxina)
A vitamina B 6 é necessária para o funcionamento adequado de mais de 60 enzimas e essencial para a síntese normal do ácido nucléico e das proteínas. Participa da multiplicação de todas as células e da produção das hemácias e das células do sistema imunológico. Dentre todas as vitaminas do complexo B, a vitamina B6 é a mais vital para a saúde do sistema imunológico. Fontes de Vitamina B 6: batata assada, abacate, banana, brócolis, cenoura

Vitamina B 9 (Ácido Fólico)
O ácido fólico participa de vários processos metabólicos importantes do organismo, sendo o mais importante a síntese do DNA. O ácido fólico pode prevenir certos tipos de câncer, bem como defeitos congênitos. A deficiência de ácido fólico pode aumentar a malignidade potencial de alguns tipos de câncer.
Fontes Alimentares do Folato: Espinafre, feijão, abacate, laranja, morando, grão de Vico, repolho, brócolis, alface romana, pão integral


Vitamina D (Calciferol)
A vitamina D é sintetizada por um processo que envolve a exposição da pele aos raios solares.A vitamina D ajuda o organismo a usar o cálcio. Uma possível explicação para o efeito da vitamina D na proteção contra o câncer é a importância do cálcio para o funcionamento adequado do sistema imunológico. As exposições modestas à luz solar são suficientes para a maioria das pessoas produzir a sua vitamina D, a menos que passem a maior parte do tempo dentro de casa.A vitamina D, calciferol, é uma substancia lipossolúvel derivada do colesterol. É encontrada de 3 formas: vitamina D1, ou calcíferos, vitamina D2, ou ergocalciferol, e vitamina D3, ou colecalciferol. A vitamina D não é abundante nos alimentos habituais. A vitamina D2 é a principal forma ingerida e encontrada nos alimentos, presente, principalmente, nos vegetais e formulações vitamínicas. A vitamina D3, que é prduzida a partir do colesterol, é sintetizada na epiderme através da exposição aos raios ultravioleta.A vitamina D é um modulador do crescimento e diferenciação celular. Há vários trabalhos indicando seu efeito anticâncer: na prevenção e tratamento do câncer de cólon, próstata, pele, etc. Também possui um efeito imuno-modulador no sistema imune.

Vitamina E (Tocoferol)
Age como o mais potente antioxidante solúvel em gordura da natureza. A vitamina E pode interromper um processo de oxidação, protegendo os ácidos graxos da membrana celular do dano oxidativo; isto quer dizer que, quando existe deficiência de vitamina C, as células ficam mais vulneráveis ao ataque proveniente dos danos oxidativosFontes de Vitamina E: amêndoas secas, abacate, azeite de oliva, avelãs, manga, batata doce, repolho cru, cenoura crua, alface, espinafre, maça, banana, pêra

Minerais

São elementos químicos em sua forma inorgânica. Dessa forma eles são classificados como minerais nutrientes que participam de uma série de processos fisiológicos e bioquímicos necessários à manutenção da saúde.Os minerais representam em torno de 4 a 5 % do peso corpóreo. Aproximadamente 50% deste peso é cálcio, 25% é fósforo e os outros 25% são constituídos dos demais macrominerais (magnézio, sódio, potássio, cloro e enxofre) e dos microminerais (ferro, zinco, iodo, selênio, manganês, flúor, molibdênio, cobre, cromo e cobalto). Os elementos ultratraços, tais como arsênio, alumínio, estanho, níquel, vanádio e silício, representam uma quantidade insignificante de peso.Os minerais são encontrados em abundância nos legumes e nos cereais, principalmente os orgânicos (a agricultura convencional intensiva esvaziou o solo de grande parte dos minerais, principalmente o selênio).Os principais minerais que atuam no combate ao câncer são: selênio, cálcio e zinco.

Selênio
Desempenha um papel positivo em muitos estágios do processo canceroso. Ele impede que os genes sejam danificados, ajuda as células a usar o oxigênio de forma mais eficaz e torna mais lenta a divisão celular. Pode ainda ajudar a desintoxicar uma grande variedade de carcinógenos, melhorando a função hepática: o fígado é o principal órgão de desintoxicação do organismo. O selênio é importante para proteger o DNA contra o dano de substâncias oxidantes, pois é essencial para a função de uma enzima denominada “glutationa peroxidase”, que converte as perigosas moléculas de oxigênio em moléculas inofensivas. Estimula também a atividade das células imunológicas, particularmente das células NK (até mais de 80% de atividade segundo pesquisa).
Fontes de Selênio: Castanha-do-pará é a principal fonte

Cálcio
Em conjunto com ação de outros micronutrientes, também é associado com a redução do risco de câncer, principalmente de mama e de cólon. Alto consumo de proteína animal pode acarretar efeitos danosos, como o excesso de perda de cálcio no corpo, e que permite um declínio da função renal.
Fontes de cálcio: gergelim, espinafre, feijão branco, laranja, pão integral, aveia, banana, feijão soja, cenoura, brócolis, repolho

Zinco
O zinco está firmemente estabelecido como um dos principais protetores do sistema imunológico e um grande antagonista da doença.
Fontes de zinco: sementes, castanhas, alimentos integrais, ervilhas, favas, lentilhas, feijões, soja, cenoura, brócolis, couve, banana

Referências:
- Câncer - o poder da alimentação na prevenção e tratamento (Caroline Bergerot e Paulo Gustavo Bergerot)
- Como prevenir e tratar o câncer com medicina natural (Dr. Michael Murray, Dr. Tim Birdsall, Dr. Joseph E. Pizzorno e Dr. Paul Reilly)
- Diga não ao Câncer (Patrick Holford)

- Anticâncer (David Servan-Schreiber)

2 comentários:

  1. olá!!!
    Você conhece esses videos sobre tratamento de cancer postados no Youtube por esse canal aqui:

    http://www.youtube.com/user/krishnamurtibr1

    Creio que pode ser útil a vc, amiga!!!

    Ângela

    ResponderExcluir
  2. Olá Ângela, obrigada!
    Respondi no outro tópico...
    Conheço este video sim e também já li um livro a respeito da Terapia de Gerson. Inclusive os sucos que meu filho toma são baseados nesta terapia...
    abs

    ResponderExcluir