Visualizações desde JUL 2010

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 10 de maio de 2009

JUN 2008 - III - Gratidão Acima de Tudo

Vitor e Davi
Tia Midia lendo histórias para o Vitor


Foi neste mês que enviamos uma carta de agradecimento aos amigos, irmãos e familiares que tínhamos acesso, tanto por e-mail, quanto por carta impressa em mãos. Queríamos participar a todos as nossa vitórias e também agradecer individualmente a cada um por suas orações...

A carta divulgada foi a seguinte:

Prezados Amigos

Em primeiro lugar, agradecemos de coração por terem orado por nós nestes últimos meses. Sentimos na pele o poder destas orações. Podem ter certeza que Deus está ouvindo cada oração. Sentimo-nos fortes e confiantes, mesmo nos momentos de aflição e angústia. Nosso filhinho Vitor, que completou 7 anos, está muito bem. Alegre, disposto, brincalhão e visivelmente saudável, mesmo o laudo da biopsia ter constatado tumor maligno no tronco cerebral (bulbo). É um “astrocitoma difuso grau II” e isto explica o fato de não ter sido possível a remoção total na cirurgia dia 12/02/08: as células cancerígenas estão misturadas difusamente com as células saudáveis, impossibilitando a remoção. Além do bulbo ser um órgão de difícil acesso cirúrgico, é extremamente delicado, pois controla a respiração, batimentos cardíacos e as funções dos pares cranianos, como deglutição, estado de vigília, coordenação motora e demais funções do corpo. Mesmo a cirurgia não tendo removido a totalidade do tumor, foi um sucesso, porque é muito raro se submeter a esta cirurgia sem terríveis seqüelas de coordenação, respiração, deglutição e até mesmo de morte.O Vitor ficou 15 dias com sonda naso-gástrica, devido à dificuldade de deglutição e aos poucos foi recuperando esta função automática e graças a Deus, esta função está totalmente recuperada.Quanto à coordenação motora, as sequelas são mínimas. O lado direito do corpo perdeu um pouco da força muscular. Após muita fisioterapia, as deficiências são mínimas. Ele acabou trocando a dominância e passou escrever, pintar e comer com a mão esquerda. Ele utiliza a mão direita para funções secundárias.

Mas, aquela pequena parte neoplásica que ficou, depende somente da misericórdia de Deus. Pela medicina convencional, não há nada a ser feito, a não ser acompanhar por imagens. No câncer, as células defeituosas dividem-se sem parar e não obedecem ao sistema imunológico do corpo, que seria a apoptose (morte destas células defeituosas). Estas células adquirem a resistência aos mecanismos de freio e limite.

O tratamento convencional para a cura de um câncer é a cirurgia, seguida de quimioterapia e radioterapia. No caso do Vitor, a cirurgia não foi curativa. No tronco cerebral não se usa radioterapia nem quimioterapia, tendo em vista que estes tratamentos não diferenciam as células cancerígenas das células normais. Os danos são muito maiores que os possíveis benefícios por esta região controlar funções essenciais do corpo.

Hoje em dia, a medicina na área oncológica está extremamente evoluída e é possível a cura para diversos tipos de câncer, como exemplo câncer de próstata, as chances de cura são de 95% a 97 %. Leucemia, 70% de probabilidade de cura. Útero, mama, estômago, intestino, também são grandes as chances de cura. Já os tumores de pâncreas e pulmão, são os mais difíceis. Quanto aos tumores cerebrais, muitos são benignos e passíveis de cura. Dentre os malignos, os astrocitomas e glioblastomas estão entre os de difícil tratamento. Quando são no tronco cerebral, as chances são mínimas. As estatísticas apontam que 5% a 7% das pessoas com tumores no tronco cerebral sobrevivem mais que cinco anos...

O Dr. Bem Carson, neurocirurgião do Hospital Universitário Johns Hopkins, Baltimore, EUA, cita em seu livro: “ Sei como me sentiria se um dos meus próprios filhos tivesse um tumor cerebral. Sentir-me-ia como se estivesse afundando no meio do oceano, rogando a alguém, a qualquer pessoa, que me atirasse um salva-vidas. Há um temor além das palavras, além do pensamento racional. Muitos dos pais que recebo vêm a Hopkins com esse tipo de desespero...O tronco cerebral é considerado intocável porque tem tantas estruturas e fibras importantes que até mesmo a mais leve irritação pode causar grandes complicações...” Páginas 190 e 223

Diante de todo este esboço, dá pra imaginar como nós ficamos.


Nós acreditamos em Deus e sabemos que para Ele nada é impossível. Estas estatísticas são para os esforços humanos, que são limitados e finitos. O poder de Deus é grande e infinito! Deus é misericordioso e sempre fará o melhor por nós. Estamos percebendo muitos detalhes que nos mostram de maneira clara que Deus tem um propósito para as nossas vidas e principalmente para o Vitor.

Os médicos não compreendem a forma como foi descoberto este tumor. Geralmente os sintomas são perda de equilíbrio, vômitos ao acordar, dores de cabeça. O Vitor não teve estes sintomas. Através de um “mutismo seletivo” (dificuldade de se comunicar verbalmente com pessoas alheias ao circulo familiar) que se chegou ao diagnóstico. Foi quase um ano de terapias com psicólogo na tentativa de vencer este problema, sem sucesso. Fomos então por conta própria a um psiquiatra e posteriormente ao neurologista que também não viu nada de anormal. Mesmo assim, solicitou uma ressonância magnética para “nos deixar tranqüilos”. A ressonância solicitada, era da parte frontal da cabeça e no laboratório, o médico técnico notou algo anormal na fossa posterior e resolveu investigar. Segundo os médicos e especialistas, foi “um achado”. Mas nós temos plena convicção que não foi.

O Vitor foi encaminhado para a cirurgia. Conforme as imagens, os neurocirurgiões imaginavam trata-se de um “astrocitoma pilocítico”, que é um tumor benigno, encapsulado que é passível de remoção total. Se os médicos tivessem certeza que não era “pilocítico” e sim o “difuso”, provavelmente não teriam realizado a cirurgia, porque são tumores infiltrativos, misturados aos neurônios normais, difíceis de serem ressectados . Foi surpresa até para os próprios médicos. Deus interveio novamente, permitindo que grande parte do tumor fosse removida nesta cirurgia.

Se Deus não tivesse providenciado o diagnóstico desta forma, provavelmente descobriríamos com os primeiros sintomas, e poderia ser tarde demais.


Enquanto o Vitor esteve na UTI, tivemos a chance de contato com um caso semelhante ao do Vitor, só que em estágio avançado. Cláudio, um lindo garoto de 8 anos, forte, corado, de Unaí de Minas/MG. Dezesseis dias antes, teve dificuldade de colocar o achocolatado no leite, derramando fora do copo. Em seguida, sua avó notou que ele começou a “puxar uma perna” (dificuldade de equilíbrio). Foi ao pronto socorro e após exames, o diagnóstico: tumor no tronco cerebral. Ele e sua mãe vieram imediatamente para São Paulo e foi aí que os conhecemos e convivemos por dois dias lado a lado na UTI. Tentaram realizar radioterapia na tentativa de “diminuir” emergencialmente o tumor. Houve parada cardíaca, foi reanimado, mas faleceu 3 dias após, com apenas 19 dias do diagnóstico.

Olhando para este caso, enxergamos as misericórdias de Deus para com o Vitor.

Um outro garotinho, Yan, de 5 anos, foi submetido à cirurgia para retirada de um grande tumor benigno em um dos hemisférios cerebrais e ficou 20 dias internado. Já o Vitor, mesmo sendo a cirurgia na região mais nobre do cérebro (tronco cerebral), ficou apenas 6 dias internado. Como entender? Como explicar essa recuperação cirúrgica fantástica ?

Somos imensamente gratos a Deus por tudo. Principalmente pelos profissionais que Ele têm colocado no nosso caminho para cuidar do Vitor.

Após intensa pesquisa, descobrimos o Dr. José Felippe Junior, um médico clínico fisiologista, intensivista, nutrólogo e biomolecular. Ele é presidente da Associação Brasileira de Medicina Complementar e um profundo estudioso do câncer. Suas pesquisas e informações são trocadas com outros médicos de diversos países. São tratamentos experimentais, mas muito do que ele nos passou, já sabíamos e está de acordo com as orientações de Ellen G. White, escritas há quase 150 anos atrás e que infelizmente não seguíamos na íntegra.Estamos muito confiantes e cheios de esperança.

Com certeza temos que fazer a nossa parte. Fazemos o que é possível e Deus fará o impossível.O método que o Dr. Felippe utiliza é o equilíbrio e o fortalecimento do organismo com 45 nutrientes essenciais. O Vitor fez um mineralograma (através do cabelo, onde é medida a quantidade de metais tóxicos no organismo) e acusou níveis de alumínio, chumbo e cobre. Existem mecanismos de se remover estes metais do organismo.

O câncer é o crescimento desordenado das células de um determinado órgão, decorrente de alterações genéticas. Mutações genéticas mínimas ocorrem muito frequentemente em todas as pessoas, só que estas células danificadas são rapidamente destruídas por nossos mecanismos de defesa, pela atuação dos genes supressores tumorais. O câncer somente ocorre quando, por alguma razão, esses genes supressores são silenciados. Os ácidos graxos insaturados (Ômega 3) ajudam acordar estes genes silenciados para que então ocorra a apoptose, que é a morte da célula danificada.

Estamos utilizando muitas alternativas diferentes como selênio (castanhas e amêndoas), ômega 3 (peixe e linhaça), genisteína (isoflavona soja), curcumina, glucano (cogumelo do sol), unha de gato, broswella, clorofila do trigo, chá verde, licopeno, compressa de argila diariamente, etc. Quanto à alimentação, redução drástica do açúcar branco e da farinha branca (estimulam hormônios que aceleram o crescimento tumoral), eliminação da carne vermelha e do frango (colaboram para danificar o DNA), consumo de vegetais e frutas orgânicos (sem agrotóxicos).

Mas nada disso adiantará, se Deus não estiver à frente e se não for da Sua vontade.Foram realizados diversos tipos de exames de sangue no dia 27/03/08 e pudemos comprovar que os Linfócitos Natural Killer do Vitor (células cuja principal função é a destruição de células infectadas ou que possam ser cancerígenas) estavam a “todo vapor”. O normal seria de 50 a 376 por mm3 e constava 661 por mm3. As estratégias que estamos utilizando é tentar enfraquecer o tumor através da ingestão de nutrientes que não o alimente e na contrapartida, com a ingestão de nutrientes saudáveis, fortalecer o sistema imunológico para frear o seu desenvolvimento.


Em 18/06/08, tivemos acesso ao resultado da ressonância realizada dia 13/06 e ficamos felizes, pois o tumor manteve-se estável com relação à ressonância pós-operatória de março/08.


Glórias a Deus por isto! O curso normal dos tumores malignos em geral é o crescimento e não a estabilização. Ainda é muito cedo e devemos analisar este resultado com cautela, mas não podemos deixar de agradecer a Deus por isto. O próximo retorno à neuro-oncologia do GRAACC ficou agendado para 17/09/08.


Estamos trilhando esta jornada e não sabemos o futuro, pois a Deus pertence. O sonho de qualquer pai/mãe é ver os seus filhos crescerem saudáveis, felizes e nos caminhos de Deus. Daríamos a nossa vida por isso.

Estamos apenas fazendo a nossa parte. Deus está no comando desta situação.

Rogamos a Deus todos os dias para que nos dê a oportunidade de sermos testemunhas vivas do Seu poder. Desde já compartilhamos com outros as maravilhas que o Senhor têm feito em nossas vidas, mesmo na adversidade. Só temos motivos para agradecer.

Sabemos que têm um batalhão de pessoas orando diariamente pelo Vitor e somos imensamente gratos por isso. São pessoas de várias regiões da cidade de São Paulo, diversas cidades do interior paulista, pessoas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Goiás, Espírito Santo, Bahia, Maranhão, Pará. Fora do Brasil, amigos da Itália, Espanha, Estados Unidos e Canadá.

Oramos por estas pessoas diariamente, rogando a Deus proteção e bençãos sem limites a elas e seus familiares.

Não somos nada. Dependemos exclusivamente das misericórdias de Deus.

Todas estas orações nos proporcionaram fé e esperança para prosseguir nesta jornada. Sentimos que não estamos sozinhos!

Muito obrigado por continuar orando por nós!

Os manteremos informados das etapas que formos vencendo!

Fiquem com Deus,

Gratos

Lidionete e Fernando Portinari

Junho/2008

4 comentários:

  1. Continue sempre confiando em Deus que ele vai se curar, pois também me curei, segundo a revelação de um padre carismático e comprovado pelos exames. É a força de Deus que existe em nós! Que Deus proteja vocês e ele que vai se curar, pois seu tumor vai ficar quietinho e estacionado, sem crescer.

    DEUS É MAIS!

    ResponderExcluir
  2. Lidionete,

    Passei a acompanhar o seu blog recentemente, após a descoberta de um câncer de pâncreas na minha mãe. Não vou entrar em detalhes porque acho que isso aumenta o meu sofrimento (e por tabela o seu também!) mas é um caso bem grave e obviamente ficamos desesperados e desesperançosos. Como você, acredito na vontade de Deus e creio que cada caso é um caso. Vou rezar por seu filho também. O que você tem feito por ele não tem palavras e compartilhar com tanta gente essa sua jornada é algo incrível e maravilhoso. Torço muito por vocês. Um abraço carinhoso.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pelas palavras de força e fé. Que Deus abençoe sua mãe e todos que estão nesta luta.
    abs

    ResponderExcluir