Visualizações desde JUL 2010

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 5 de maio de 2009

Naltrexone X Câncer

O Naltrexone é um medicamento utilizado para tratamento do alcoolismo.

Abaixo, alguns links informativos sobre Naltrexone X alcoolismo:

Mais de 15 estudos atestaram o efeito do Naltrexone... as pessoas sentem menos os efeitos agradáveis da bebida e perdem a vontade de continuar bebendo. http://drauziovarella.ig.com.br/ponto/laranjeira_talcoolismo6.asp
Tratamento da dependência de álcool com Naltrexona: a droga que mata a sede de álcool http://www.adroga.casadia.org/alcoolismo/naltrexona/droga-mata-sede-alcool.htm

Naltrexone X Câncer

Abaixo, a justificativa para o uso do Naltrexone no tratamento do câncer:

O naltrexone administrado em baixa dose ao deitar, bloqueia os receptores opiáceos endógenos por curto período de tempo. Durante o bloqueio dos receptores o organismo produz grandes quantidades de endorfinas e meta-encefalinas como resposta tipo “feedback” positiva, as quais saturam esses receptores quando o naltrexone deixa de ocupá-los . As endorfinas e as meta-encefalinas formadas neste processo vão induzir uma resposta imune aguda provocando intensa linfocitose com proliferação de linfocitos Th1 e supressão dos linfocitos Th2.

O naltrexone ingerido ao deitar provoca na hipófise o aumento agudo da produção de beta-endorfina e na supra-renal o aumento agudo da produção de meta-encefalina .

Cerca de 90% dessas substâncias são sintetizadas entre 2 e 4 horas da manhã e permanecem elevadas durante o dia inteiro. O naltrexone aumenta de 2 a 3 vezes a produção de meta-encefalina, uma endorfina que ativa os receptores delta-opióides os quais produzem o fator de anti-crescimento tumoral relacionado a endorfina. As meta-encefalinas provocam diminuição do crescimento tumoral, diminuição da síntese de DNA e diminuição da mitose via inibição do ciclo celular. As células malignas expostas à meta-encefalina apresentam aumento de células na fase G0/G1 e diminuição das células na fase S e G2/M o que provoca drástica diminuição da proliferação maligna.

O naltrexone induz aumento do número e densidade de receptores opiáceos na membrana celular do tumor, fazendo com que tais células sejam mais responsivas aos efeitos inibidores do crescimento tumoral das endorfinas ali presentes provocando a apoptose das células malignas (morte celular). A presença de endorfinas no momento que as células malignas estão se dividindo provoca a morte da célula maligna.

Os níveis aumentados de endorfinas aumentam o número e a atividade das células “Natural Killer” principais células envolvidas no combate imunológico das células cancerosas. Ao lado do aumento das células NK, as endorfinas interferem em outra via de controle do câncer aumentando o número e função dos linfócitos, particularmente o CD8 citotóxico.

Altas doses de naltrexone bloqueiam completamente os receptores das endorfinas e encefalinas, enquanto que baixas doses provocam o aumento da produção destes elementos, que permanecem elevadas durante o dia todo. Como a vida útil do naltrexone em baixa dose é apenas de 3 a 4 horas eles desocupam rapidamente os receptores opiáceos, os quais são ocupados pelas endorfinas as quais provocam sensação de bem estar geral e de energia com desaparecimento do cansaço ao lado dos efeitos no sistema imune e os efeitos anti câncer.

Foi o médico da medicina complementar que acompanha o Vitor que receitou o Naltrexone. Ele disse que o uso do Naltrexone é importantíssimo no caso do Vitor.

Disse também que a ação do Naltrexone é como uma vacina, e que contribui para deixar o tumor “isolado” do organismo e com isto fazê-lo perder sua força e “murchar”. Foram estas as palavras do médico.

Desde Março de 2008 o Vitor toma 1 comprimido de 4,5 mg todas as noites, na hora em que se deita para dormir. É claro que o naltrexone é somente mais um item num conjunto de medidas que devem ser tomadas para se vencer o câncer, ou pelo menos ganhar tempo até que sejam desenvolvidos novos tratamentos que sejam efetivos no caso do meu filho, que tem um tumor que não responde nem mesmo aos mais modernos medicamentos disponíveis no mercado.

Estive pesquisando sobre ele e encontrei referências do naltrexone como coadjuvante ao tratamento de câncer em várias partes do mundo, inclusive referência do NCI (Instituto Nacional do Câncer Norte Americano) .

Eis os Links:
http://www.medicinacomplementar.com.br/tema231006.asp
http://www.lowdosenaltrexone.org/NCI_Conference_Apr_2007.pdf
http://www.lowdosenaltrexone.org/ldn_and_cancer.htm

28 comentários:

  1. Será que tumor na bexiga, que sempre são sempre benigmo, o medicamento Revia ou Nultrexone, ajuda combater o tumor de bexiga?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até onde eu sei, um médico precisa prescrever...

      Excluir
    2. http://www.lowdosenaltrexone.org/ldn_and_cancer.htm

      Excluir
  2. Eu não saberia responder esta pergunta...
    A fuñção do Naltrexone em baixa dosagem é aumentar a resposta imunológica do organismo através da ativação de hormônios específicos e aumento das células Natural Killer...
    Tudo de bom pra vc!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. veja reportagem do dr lair ribeiro no youtub

      Excluir
  3. Espero que vc esteja ainda atica nesse blog....se eu lhe enviar meu email, você me enviaria o nome do médico de medicina complementar do seu filho???

    Obrigada,
    Clarita

    ResponderExcluir
  4. Olá Clarita, meu e-mail é lidionete@gmail.com
    Fica com Deus!
    abs

    ResponderExcluir
  5. Olá Lidionete,
    Lí seu depoimento e muito me interessou. Entrarei em contato com você por e-mail, pode ser ? Minha dúvida é de como o meu marido deve tomar (ele temcâncer de pâncreas cujo tumor foi retirado - está fazendo quimio) e qual a dose a ser tomada, do Naltrexone.
    Espero que o seu filhinho esteja melhorando a cada dia !
    Nos falaremos, OK ?!
    Abs,

    Luciene Moraes Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  6. Olá Luciene, já respondi no seu e-mail...
    Que Deus abençõe o tratamento do seu marido e que em breve esteja completamente curado!
    grande abraço!
    Lidionete

    ResponderExcluir
  7. Oi tenho distonia cervical a 8 meses, o meu sistema imunologico está mto fraco, essa doença é parecia com o mal de parkinson, então gostaria de realizar esse tratamento se tu souber de algum medico na medicina complementar que possa me ajudar. Moro Em porto Alegre (rio Grande do Sul). aguardo retorno

    att
    Rejane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dr Lair Ribeiro ,procura na internet que vc vai encontrar o endereço ele e muito famoso e faz este tratamento,inclusive este ultimo final de semana teve um seminário sobre este tema no qual meu filho participou,meu esposo tem parkison, e esta muito melhor depois que começou o tratamento. Boa sorte

      Excluir
    2. O Dr. Lair Ribeiro é incrível... Assisti algumas palestras dele no Youtube. Ele faz um ótimo trabalho!

      Excluir
    3. Rejane, em Porto Alegre tem o Vitor Sorrentino que usa o naltrexonde de baixa dosagem. qq coisa me procura no face: Beto Reis - Porto Alegre.

      Excluir
    4. http://www.lowdosenaltrexone.org/ldn_and_cancer.htm

      Excluir
  8. Oi Rejane, o médico da medicina complementar que conheço tem consultório em São Paulo...
    Talvez tenha algum em Porto Alegre, mas eu não conheço.

    ResponderExcluir
  9. Então se tu puderes me dar maiores informações: em quanto tempo começa a surtir o efeito do medicamento? Esse medicamento pode ser tomado com outros medicamentos? eu estou tomando um remedio de uso continuo.aguardo retorno

    att

    Rejane

    ResponderExcluir
  10. Oi Rejane, já lhe respondi por e-mail...
    abs

    ResponderExcluir
  11. Ola, Lidionete, tenho uma revista de saude, onde estive numa palestra do Dr Lair Ribeiro e o assunto são as LDN, gostaria de saber se vc usa no seu filho?

    Att
    Fernanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, vi agora seu comentário...
      Meu filho usou baixas doses de naltrexone por algum tempo (+ de 2 anos), mas atualmente não.
      Vou ler mais a respeito...
      abs

      Excluir
  12. Oi Lidionete,
    Adorei o post, faço tratamento de quimioterapia pra um linfoma de hodgkin. Não conhecia o medicamento, foi meu ortopedista que receita fitoterápicos que me passou hoje. Vim pesquisar e o conteúdo do seu post foi muito informativo.
    Obrigada,

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde a todos!
    A respeito do tratamento com LDN - Naltrexona
    Montei um documento com todas as informações e um DVD com videos a respeito e vou levar ao meu hepatologista que não tem conhecimento do tratamento, mas para complementar estou precisando de relatos de pessoas que fizeram uso, de seus depoimentos e contato, para ver se consigo que ele prescreva este tratamento.

    Se alguém puder me ajudar, agradeço!

    Rosangela

    rogeazevedo@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rosangela, meu filho fez uso de naltroxone por um período de aproximadamente 2 anos. Foi prescrito por um médico nutrólogo da medicina biomolecular que o acompanhava.
      ( http://www.medicinabiomolecular.com.br/ )
      Segundo a explicação do médico, o naltrexone, através do sistema imunológico, ajuda a conter o crescimento de tumores, protegente as células saudáveis ao redor.

      Excluir
    2. http://www.lowdosenaltrexone.org/ldn_and_cancer.htm

      Excluir
  14. Parabéns pela luta e pela postagem. Foi muito útil.

    ResponderExcluir
  15. O lá!!! Gostaria de saber se somente o médico de Medicina complementar pode prescrever o Naltrexona 4,5 mg ou um médico comum tbm poderia prescrevê-lo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ALS é um terrível vírus, se não for para o meu marido e com a ajuda do grande Dr. Ehi minha vida teria sido uma bagunça! Eu fui diagnosticado com ALS, em 2005, meu marido me incentivou e me disse para não perder a esperança, eu consigo dar à luz a um menino que estava livre do vírus, e meu marido estava sempre lá para mim! Um dia ele veio até mim e me disse que ele encontrou um homem que pode me curar. Base cientista, eles disseram que não há cura para ALS; ele me disse que ele tem visto muitos testemunhos sobre ele na internet. Decidimos entrar em contato com ele, que encheu sua casa formulário Herbal, e ele nos pediu para comprar algumas ervas itens que fizemos! 14 dias depois, ele me pediu para ir para o teste de ALS, fielmente fui fazer o teste, vejam só, eu estava curado, o vírus não foi encontrado no meu corpo ... Meu caro marido e meu Pai Dr. Ehi, Deus certamente irá abençoar o tanto de você, até o fim dos tempos, em nome de Jesus .. Se você tiver qualquer problema por favor contacte Dr Ehi on (shomorikaspelltemple@yahoo.com) ou ligue para ele no 2349038669448

      Excluir