terça-feira, 12 de maio de 2009

Má alimentação provoca câncer de intestino

O câncer de intestino, também chamado de tumor do cólon/reto ou câncer colorretal, desenvolve-se geralmente a partir de lesões que crescem na parede do intestino. Estas lesões evoluem com o passar do tempo para câncer. Os principais fatores de risco da doença são alimentação rica em gorduras com muitas calorias e pobre em fibras, ter parente de primeiro grau com câncer de intestino, tabagismo, entre outros.

Com o avanço da medicina, novos medicamentos são incorporados ao tratamento, aumentando significativamente a sobrevida e qualidade de vida dos portadores deste tipo de tumor. Medicamentos como a quimioterapia oral inteligente possuem baixa toxicidade o que reduzem os efeitos colate-rais, típicos das quimioterapias intravenosas e, comprovada-mente oferecem eficácia no combate à doença.

Segundo a presidente da Associação Brasileira de Prevenção ao Câncer de Intestino-Abracepi, Angelita Gama, contudo, vale salientar que o mais recente e impactante avanço obtido nos últimos tempos, foi a possibilidade de eliminar o fornecimento de nutrientes e oxigênio das células cancerígenas, com isto, "matando o tumor de fome". Trata-se do mecanismo de ação denominado antiangiogênese.

"O câncer se forma quando há acúmulo de defeitos nas células do intestino que levam à formação de pólipos que, se não retirados, podem transformar-se na doença", destaca Angelita Gama. Sobre as formas de prevenção, ela destaca a detecção e retirada dos pólipos e diminuição dos fatores que levam à doença.

A médica enfatiza ainda que existe componente hereditário em porcentagem pequena dos casos. Mas os fatores externos como: tabagismo, seden-tarismo, dieta rica em gorduras e pobre em fibras, consumo excessivo de carnes vermelhas são fatores de risco.

A cirurgia é a forma de tratamento mais indicada. Isto porque cura quando a detecção é precoce. Além dela, existe ainda a qui-mio e radioterapia. Mas o melhor tratamento é a prevenção.

"Ações simples podem contribuir para prevenir o câncer de intestino: a adoção de hábitos saudáveis de vida: não fumar, reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas, reduzir o consumo de alimentos gordurosos preferindo os legumes, verduras, frutas, corantes artificiais, fazer exercícios físicos regularmente", ressalta Angelita Gama.

Na última semana, a campanha Laços de Esperança fez um alerta aos brasileiros que é chegada a hora de saber mais sobre o câncer de intestino. "Tivemos ações diferenciadas de alerta e prestação de serviços gratuita; tudo preparado para disponibilizarmos informações completas sobre este tema. O câncer de intestino é um dos mais frequentes, mas por outro lado, é preve-nível e, se descoberto cedo, as chances de cura são altas. Por isto, a informação e a conscientização são fundamentais", ressalta Angelita Gama.
Diário do Povo - PI

Fonte: http://www.tvcanal13.com.br/noticias/teresinama-alimentacao-provoca-cancer-de-intestino-56824.asp

Um comentário:

  1. Muito esclarecedor o assunto. precisa ser mais e mais divulgado. o brasileiro é por natureza louci por churrasco e salgadinhos fritos. temos que acabar com esses habitos devastadores.parabens pelo assunto. vamos falar mais sobre isso. muitos tem morrido por esse maldito habito. parabens

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...