terça-feira, 12 de maio de 2009

Canova

Fonte: http://www.canovadobrasil.com.br/

A Canova do Brasil é uma empresa nacional, sediada em Curitiba – Paraná, detentora da patente internacional do medicamento desde maio de 2001, garantindo os direitos de produção e comercialização do Canova no Brasil e em outros países. Desde 1998 a Canova do Brasil desenvolve estudos e pesquisas científicas para a comprovação da eficácia e da não toxicidade do medicamento.

Medicamento Canova
O medicamento Canova é um imunomodulador de formulação homeopática, diluído e dinamizado, que não apresenta toxicidade e é indicado nas patologias onde o sistema imunológico encontra-se comprometido, induzindo a auto-regulação do organismo.
Esse medicamento - apresentado na forma de gotas, inalante e flaconetes - se caracteriza por diluições dinamizadas e associadas conhecidas da Farmacopéia Brasileira.

Informações Adicionais
Desde 1998, a comercialização do medicamento Canova está regulamentada pelo Decreto n° 79.094/77, como Fórmula Magistral. A produção e comercialização do medicamento homeopático Canova está de acordo com o texto descrito na Lei n° 5.991 / 73 que “dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e correlatos”.O medicamento Canova está listado e regulamentado pelo FDA - Food and Drug Administration, dos Estados Unidos, desde Março de 2001, sob o código 12655.

Medicamento Imunomodulador Canova
Nas últimas décadas a medicina homeopática obteve notável reconhecimento na procura de novas soluções terapêuticas para a prática médica. No Brasil, a Homeopatia, que é reconhecida como especialidade médica desde 1980, propõe-se colocar ao alcance dos pacientes e da classe médica, medicamentos de baixo custo e que apresentem baixa toxicidade.
Avanços importantes têm nos permitido o desenvolvimento de opções de tratamentos que potencializam as respostas biológicas, principalmente no sistema imunológico, sendo incontestável sua eficiência terapêutica.

Mecanismos de Ação do Medicamento Canova
Modificações moleculares nos macrófagos que justificam a ação do medicamento Canova e os achados clínicos da prática médica diária

1) Diminuição da produção do Fator de Necrose Tumoral – alfa (TNF)
A produção desse fator ou citocina é elevada em algumas doenças crônicas, como câncer, AIDS, artrite reumatóide, etc. Essa produção elevada tem como conseqüência falta de apetite, dores musculares, perda de massa corporal. Após o tratamento com o medicamento Canova essa primeira modificação molecular é percebida rapidamente na clínica, pelo retorno do apetite, diminuição das dores, recuperação da massa muscular.

2) Aumento da produção de Óxido Nítrico (NO)
Molécula que permite um mecanismo de defesa inespecífico eficaz, resultando na diminuição de infecções. O NO é uma molécula reativa que oxida outras moléculas, principalmente as bicamadas lipídicas que constituem as membranas plasmáticas de outras células. Portanto, destruindo as membranas, as células são destruídas, são lesadas. Esse mecanismo é eficiente contra células tumorais, células portadoras de vírus, parasitas intracelulares como a Leishmania, Cândida, etc. Após o tratamento com o medicamento Canova essa segunda modificação molecular é percebida rapidamente na clínica pela redução das doenças oportunistas.
Eficácia e Segurança Comprovadas
O medicamento imunomodulador Canova® se enquadra no conceito de medicamento homeopático, pois sua técnica de produção é baseada nos princípios ditados por Hannemman, criador da Homeopatia. É amplamente usada pela medicina européia há mais de duzentos anos e que responde atualmente por 40% do mercado americano. São cinco substâncias básicas que são adicionadas entre si em etapas progressivas nos moldes homeopáticos através de uma técnica chamada sucussão, seguidas de diluição.
Imunomodulador
O medicamento homeopático Canova® é um imunomodulador, conforme se demonstrou claramente nos estudos científicos realizados em diversas Universidades Brasileiras. Deve ser utilizado em patologias nas quais o sistema imunológico esteja comprometido ou quando seja requerido uma ação mais efetiva desse sistema. Várias são as situações médicas em que o sistema imunonógico se encontra afetado, como parasitoses crônicas, doenças infecciosas e inflamatórias e quadros neoplásicos. Nestas situações clínicas é comum que o organismo aumente a produção de uma substância denominada Fator de Necrose Tumoral (TNF), a qual, em excesso, passa a ter efeito tóxico sobre o organismo, produzindo um quadro clínico dramático e de conclusão, muitas vezes fatal, chamado caquexia. Uma das ações mais potentes do medicamento Canova® é justamente a de modular a produção desta substância, também conhecida como TNF-alfa.

Linhas de Pesquisa
O medicamento Canova® começou a receber estudos científicos e sistemáticos de Universidades Brasileiras a partir de 1998. Duas linhas de pesquisas foram iniciadas então:
a) Funcionamento do medicamento;
b) Segurança do medicamento.

Segurança
Tarefas foram distribuídas em diversos centros de pesquisas, embora, naturalmente a maior parte delas se concentrasse perto da sede da empresa gestora do medicamento, no Paraná. Assim foi demonstrado que o medicamento Canova® não tem DL 50, nem genotoxicidade ou mutagenicidade. Satisfez-se assim a preocupação com a segurança. Também foram iniciadas pesquisas que explicassem como o medicamento funciona e percebeu-se que sua ação central se dá sobre uma célula do sistema imunológico chamada macrófago. Estas células são encontradas em todo o corpo humano (p.ex.: pele, vísceras, vasos sangüíneos, pulmões, tecidos de preenchimento) e são células de defesa. Observou-se que o medicamento homeopático Canova® atua nos macrófagos, induzindo a mudança do estado de repouso em que se encontram para se tornarem células ativadas. Seu metabolismo se torna mais intenso, elas se tornam maiores, ao tempo em que também atuam ativando outras células do sistema imunológico, ou as substituindo funcionalmente quando ausentes, justificando assim, a melhora clínica dos pacientes.

Administração
Desde o início de sua elaboração uma grande quantidade de conhecimento e experiência foi acumulada sobre este medicamento, mas de forma assistemática e transmitida de forma oral entre alguns profissionais que o usaram ao longo de tempo. Com a constituição da empresa Canova® do Brasil, que passou a administrar o medicamento Canova®, buscou-se sistematizar este conhecimento, sempre dentro dos princípios da medicina baseada em evidências. O medicamento é habitualmente administrado por via oral, inalado ou flaconetes. Por não ter qualquer toxicidade é um medicamento seguro por qualquer via que seja utilizada para introduzí-lo no organismo.

Estudos e Pesquisas
As pesquisas realizadas nas Universidades Federal do Paraná e Federal do Pará, demonstraram a ausência de DL 50 e de genotoxicidade e mutagenicidade. Os estudos em vários centros de acompanhamento de pacientes, com avaliação clínica, laboratorial e de mensuração de qualidade de vida, confirmam estes achados das Universidades citadas, garantindo que, além de eficaz, o medicamento homeopático Canova® é seguro para consumo humano.
Os estudos conduzidos pelo Professor Rommel Burbano, da Universidade Federal do Pará, publicados no Genetics and Molecular Research; 2(2): 223-228; (2003), demonstram que o medicamento homeopático Canova® não tem efeito genotóxico e tampouco mutagênico, isto é, não é tóxico ao material genético, nem causa alterações nos cromossomas do organismo.
Os estudos realizados no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, mostraram a ação hepatoprotetora do medicamento homeopático Canova® sobre os pacientes que se submeteram ao tratamento com uso concomitante de antiretrovirais e medicamento Canova®. Tais resultados, comprovados também nos estudos clínicos realizados em diversos locais do país e além-mar, sugerem fortemente que se deva aliar o medicamento homeopático Canova®, quando se prescrever tratamentos com antiretrovirais.
O uso concomitante com quimioterápicos leva a uma diminuição significativa do efeito nocivo desses tratamentos, como náuseas, vômitos, queda de cabelo, mal estar geral. O medicamento Canova® contribui para uma melhor aderência aos processos terapêuticos convencionais, tais como, quimioterapia ou radioterapia.

Acompanhamento
O medicamento homeopático Canova® dever ser comercializado com exigência de prescrição médica, pois as indicações clínicas para a posologia desse medicamento, são específicas e exigem um acompanhamento médico continuado com avaliação de evolução clínica, laboratorial e de imagem indicada para cada caso.
Não deixe de acessar os resultados das pesquisas científicas realizadas em Universidades Brasileiras e cujos trabalhos científicos foram aceitos e publicados em revistas indexadas internacionais.


Trabalhos Publicados em Revistas Internacionais Indexadas
1. Analysis of IL-2, IFN-g and TNF-a production, a5b1 integrins and actin filaments distribution in intraperitoneal mouse macrophages treated with homeopatic medicament. Piemonte MR, et al. Journal of Submicroscopy Cytology and Pathology; 3: 255-263; (2002).
2. The anticancer homeopathic composite “Canova Method” is not genotoxic for human lymphocytes in vitro. Seligmann IC, et al. Genetics and Molecular Research; 2(2): 223-228; (2003)
3. Immunomodulatory effect of Canova medication on experimental Leishmania amazonensis infection. Pereira WKV, et al. Journal of Infection; 51, 157-164; (2005).
4. Histopathological and immunophenotyping studies on normal and sarcoma 180-bearing mice treated with a brazilian homeopathic medication. Sato DYO, et al. Homeopathy 94, 26-32; (2005).
5. Phagocytosis, endosomal/lysosomal system and other cellular aspects of macrophage activation by Canova medication. Lopes, L, et al. Micron, 37, 277-287 (2006).
6. Canova, a Brazilian medical formulation, alters oxidative metabolism of mice macrophages. Oliveira CC, et al. Journal of Infection, 52, 420-432. (2006) .
7. Activation of bone marrow cells treated with Canova in vitro. Abud A. et al. Cell Biology International, v. 30, issue 10, 808-816; (2006).
8. Biochemical Responses in Mice Experimentally Infected with Paracoccidioides brasiliensis and Treated with Canova. Takahachi G. et al. Brazilian Archives of Biology and Technology, v. 49, n. 6: pp. 897-903; (2006).
9. In vivo and in vitro effects of the Canova medicine on experimental infection with Paracoccidioides brasiliensis in mice. Takahachi G. et al. Indian Journal of Pharmacology, v. 36, issue 5, 350-354; (2006).
10. Action of the medicine Canova® on peritoneal resident macrophages infected with Trypanosoma cruzi. Oliveira V. et al. Acta Sci. Health Sci. Maringá, v. 30, n. 1, p. 33-39; (2008).
11. Differentiation of Human Monocytes in Vitro Following Exposure to Canova in the Absence of Cytokines. Pretorius E. et al. Ultrastructural Pathology, 32:147-152; (2008).
12. Changes of RAPD profile of Trypanosoma cruzi II with Canova and Benznidazole. Aleixo D. et al. Homeopathy, The Faculty of Homeopathy, 97, 59-64; (2008).
13. Lymphocyte proliferation stimulated by activated human macrophages treated with Canova. Burbano, R. et al. Homeopathy, vol. 98, n. I; (2009).

Dissertações e Teses Defendidas emProgramas de Pós-Graduação Strictu Senso
As dissertações e teses contidas nesta página estão a disposição nas bibliotecas das respectivas universidades (UFPR, UFPA, UERJ, UEM). Abaixo disponibilizamos o resumo dos mesmos.
1. Alterações Estruturais em Macrófagos Peritoneais de Camundongos Tratados com o Método Canova. UFPR - 2000 - Piemonte, M.R. :: A autora demostrou que, sob a ação do medicamento Canova, ocorre alteração na distribuição de alguns receptores de membrana e diminuiu a produção do TNF alfa.
2. Efeitos do Medicamento Método Canova sobre aspectos funcionais de macrófagos. UFPR - 2002 - Godoy, L. :: A pesquisa demonstrou que macrófagos tratados com o medicamento Canova, aumentam de forma significativa a fagocitose de Trypanosoma cruzi epimastigota e Saccharomyces cerevisiae. Também houve um pequeno aumento, mas constante e significativo na produção de Óxido Nítrico, na presença ou não de parasitas intracelulares.
3. Efeito do Método Canova sobre os Parâmetros Leucocitários em camundongos normais e portadores de Sarcoma 180. UFPR - 2002 - Sato, D. :: O trabalho mostrou que, o tratamento com Canova de camundongos portadores de sarcoma, aumentou de forma significativa o número de monócitos e linfócitos no sangue periférico, entre eles os de células B, CD4, CD8 e, principalmente NK.
4. Estudo Histopatológico do Sarcoma 180 de camundongos tratados com medicamento homeopático Método Canova. UFPR - 2002 - Wal, R. :: Essa pesquisa mostrou que diminuiu o volume tumoral dos animais portadores de sarcoma tratados com o medicamento Canova. Esses tumores tratados desenvolvem, de maneira significativa, um infiltrado leucocitário peritumoral e fibrose peritumoral. Alguns nódulos remanescentes, após a avaliação histopatológica, mostraram regressão tumoral, com ausência de células cancerosas e presença apenas de área necrótica central delimitada por fibrose.
5. Macrófagos ativados com o Método Canova em interação com Toxoplasma gondii. UERJ - 2002 - Fuentes, J. :: Essa pesquisa mostrou que o medicamento homeopático Canova atua na interação parasita-macrófagos, demonstrando que ocorreu diminuição da infecção de macrófagos por T.gondii quando tratados in vitro e/ou in vivo com o medicamento Canova.
6. Estudo cromossômico de linfócitos humanos tratados com o Método Canova bem como a ação do mesmo no ciclo celular (G1, S, G2, M). UFPA - 2003 - Seligman, I.C. :: Este trabalho avaliou linfócitos humanos tratados com o medicamento Canova, estimulados por fitohemaglutinina. Comprovou a não toxicidade do medicamento. A metodologia empregada avalia o efeito do medicamento Canova sobre o DNA, mostrando que o medicamento não apresenta mutagenicidade nem genotoxicidade.
7. Efeito Imunomodulador do Medicamento Canova na Infecção Experimental por Leishmania Amazonensis. UEM - 2003 - Vieira, P.W.K. :: Esta pesquisa investigou o efeito do medicamento Canova na infecção experimental por Leishmania amazonensis em camundongos. Os resultados in vitro mostraram que o medicamento Canova reduziu o índice de infecção e estimulou a produção de Óxido Nítrico. Nas infecções in vivo demonstrou que o tratamento com o medicamento Canova reduziu acentuadamente a lesão nas patas dos camundongos. Estes resultados indicam que o medicamento Canova modula a infecção experimental por Leishmania, controlando a progressão da infecção e limitando a sua disseminação.
8. Efeitos do Medicamento Homeopático Canova no Sistema Endossomal / Lisossomal e Corpos Lipídicos de macrófagos. UFPR - 2004 - Lopes, L. :: Essa pesquisa demonstrou que macrófagos tratados têm maior capacidade de se espraiarem, fagocitarem microorganismos. A atividade da fosfatase ácida de macrófagos tratados com o medicamento Canova está aumentada, assim como o sistema endossomal/lisossomal destas células. Por outro lado, a atividade da enzima fosfatase ácida resistente ao tartarato, diminui com o tratamento. Estes resultados demonstram que o medicamento Canova aumenta a efetividade dos macrófagos tratados.
9. Ação in vitro do medicamento homeopático Canova em células de medula óssea de camundongos. - UFPR - 2005 - Abud, A.P.R :: Este trabalho teve como objetivo verificar os efeitos do composto medicamentoso homeopático Canova sobre células do estroma da medula óssea de camundongos (aderentes) cultivadas in vitro. As células ficaram ativadas após o tratamento e aparecerem ninhos de células (multiplicação e diferenciação) sobre a camada aderente.
10. Ação do medicamento homeopático Canova na cicatrização no dorso do camundongo, após incisão e sutura: uma avaliação macro e microscópica. UFPR - 2005 - Dieter, M. F. :: O tratamento com o Canova acelerou a cicatrização e diminuiu a inflamação da incisão no dorso de camundongos. Também diminuiu a celularidade, dificultando a formação de cicatriz hipertrófica.
11. Pacientes HIV/AIDS tratados com o medicamento homeopático Canova, melhoram índices laboratoriais, clínicos e de qualidade de vida. UFPR - 2005 - Stroparo, E. :: Esse trabalho avaliou a evolução longitudinal de pacientes HIV/AIDS+, depois de um e depois de seis meses de uso do medicamento Canova, concomitante ou não com o uso de medicamentos convencionais. Concluiu-se que o tratamento permitiu uma melhorora nos seguintes parâmetros: aumento do apetite e da energia disponível para rotina diária; diminuição da dor e depressão; diminuição das infecções oportunistas; aumento do n° de linfócitos CD4 e do n° total de eritrócitos, conduzindo a um aumento da qualidade de vida.
12. Recuperação de pacientes com HIV/AIDS em Botswana, África, com o uso do medicamento homeopático Canova. UFPR - 2005 - Di Bernardi, R. P. :: Este estudo demonstrou que o tratamento com o medicamento homeopático Canova foi altamente efetivo na redução da sintomatologia e na melhora da qualidade de vida dos pacientes com HIV/AIDS, uma vez que, recuperou parâmetros como: percepção geral de dor, apetite, capacidade para a realização de pequenos esforços e absenteísmo. Os resultados mostram uma mudança significativa em cada parâmetro de qualidade de vida avaliado, já no primeiro mês de tratamento, sendo que esses ganhos se mantiveram após os dezoito meses do uso do medicamento Canova.
13. Avaliação de medicamentos homeopáticos em macrófagos peritoneais de camundongos. - UFPR - 2005 - Oliveira, S.M. :: Este trabalho pesquisou os efeitos do tratamento in vitro de sete medicamentos homeopáticos, amplamente usados, em diversas potências (diluições) sobre os macrófagos. Concluiu que diversos medicamentos homeopáticos agem através de macrófagos. Possível via de ação desses medicamentos no organismo seria através de respostas Th1 e/ou Th2, por exemplo Belladona CH 200 estimula a produção de interferon (Th1) e Mercurius CH 200 estimula a produção de interleucina 4 (Th2). O medicamento homeopático Canova possui ação diferente dos medicamentos que o compõe, quando analisados isoladamente. Potências diferentes de uma mesma substância são medicamentos diferentes, induzindo respostas diferentes.

Trabalhos Publicados emCongressos Nacionais e Internacionaiscom Aprovação de Referees (Árbitros Científicos)
1. “Estudo Clínico Randomizado Placebo Controlado para avaliar a eficácia e segurança do medicamento Canova, na terapêutica de pacientes portadores de HIV/Aids em uso de antiretrovirais”. IV Brazilian Symposium on HIV Research, 2001. Publicado no The Brazilian Journal of Infections Diseases, Agosto de 2001. Sasaki, M.G.M. et al.
2.
“Estudo Clínico Multicêntrico de Pacientes com HIV/Aids submetidos a tratamento com o Imunomodulador Canova, associado com Antiretrovirais”. XXXVIII Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Foz do Iguaçu, 2002. Berbert, A.A. et al.
3. “Effects of Canova on mouse peritoneal macrophages”. XIX Congress of Brazilian Society of Microscopy and Microanalysis; Caxambu/MG, 2003. Kurogi, A.S. et al.
4. “Effects of Canova on mouse peritoneal macrophages oxidative metabolism”. XII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular e IX Congresso da Sociedade Iberoamericana de Biologia Celular, 2004, Campinas/SP. Oliveira, C. C. et al.
5. “Efeitos do Canova em Macrófagos Peritoneais de Camundongos”. VIII Encontro Internacional de Pesquisa em Homeopatia, 2004, São Paulo. Kurogi, A. S. et al.
6. “Dinamic of lipid bodies in Macrophages Activation by Canova, observed by Confocal and Transmission Electron Microscopy”. Simpósio Temático sobre Patógenos Plantas Medicinais e Técnicas Avançadas em Microscopia. Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise - Salvador / Bahia - 2004. Lopes, L. et al.
7. “Imagens em Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) de Sangue de Pacientes Hiv/Aids+ de Gabane, Botswana, África". Encontro Brasileiro de Estudantes Angolanos, 2004 - Curitiba. Oliveira, C. C. et al.
8. “Detection of Nitric Oxide and Inducible Nitric Oxide Synthase in Macrophages treated with Canova”. Simpósio Temático sobre Patógenos, Plantas Medicinais e Técnicas Avançadas em Microscopia. Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise, Salvador / Bahia - 2004. Oliveira, C. C. et al.
9. “A homeopathic medication improved adhesion of mice bone marrow adherent cells”. XX Congresso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise. Brazilian Journal of Morphological Sciences - Águas de Lindóia - 2005 - Abud, A.P.R. et al.
10. “Detection in mice treated in vivo with Canova medication”. XX Congresso da Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise. Brazilian Journal of Morphological Sciences - Águas de Lindóia - 2005 - Oliveira, C.C. et al.
11. “The effects of a homeopathic medicine on mouse macrophages”. Molecular Biology of the Cell - 42nd American Society For Cell Biology Annual Meeting in San Francisco, Ca, USA.- 2002. Oliveira C.C. et al.
12. “Immunomodulation in Sarcoma-180 Bearing Mice”. Cell and Molecular Biology of Cancer, Swiss Institute for Experimental Cancer Research. 2002. Wal; R. D. et al.
13.
“Homeopathic Drugs Screennig in Macrophages Culture”. International Research on Homeopathy - Improving the success of homeopathy, Londres - 2006. Oliveira S. M. et al.
14.
“Canova Modifies Mice Macrophages Gene Expression”. International Research on Homeopathy - Improving the success of homeopathy, Londres - 2006. De Oliveira C.C. et al.
15.
“Canova and Botswana, Africa: A better quality of life in HIV/AIDS achieved through Homeopathy”. International Research on Homeopathy - Improving the success of homeopathy, Londres - 2006. Di Bernardi, R. P. et al.
16.
“Introducing a Homeopathic Medication in Signaling Growth Factor Enhancing”. International Research on Homeopathy - Improving the success of homeopathy, Londres - 2006. Cesar, B. et al.
17.
“Homeopathic Medication Action on Mice Bone Marrow Cells”. International Research on Homeopathy - Improving the success of homeopathy, Londres - 2006. Abud, A.P.R. et al.
18.
“Improvement of Brazilian HIV/AIDS Patients with a Complex Homeopathic Treatment”. International Research on Homeopathy - Improving the success of homeopathy, Londres - 2006. Stroparo E. et al.

Trabalhos Clínicos
1. “Estudo Clínico Randomizado Placebo Controlado para avaliar a eficácia e segurança do medicamento Canova, na terapêutica de pacientes portadores de HIV/Aids em uso de antiretrovirais”. 2001 - Hospital de Clínicas da UFPR - Sasaki, M.G.M. et al.
2.
“Imunomodulador Canova - Aids e qualidade de vida”. Prefeitura Municipal de São Lourenço, MG, Serviço de DST-Aids, em 2002. Brito, D. J. M.
3.
“Estudo Clínico para Avaliação do Imunomodulador Canova na Terapêutica de Pacientes Oncológicos considerados FPT - Fora de Possibilidade Terapêutica”. Fundação Amor, Entidade Filantrópica de Combate a Dor do Câncer, Juiz de Fora/MG, 2002. Cabral, M.P. et al.
4.
“Estudo Clínico Multicêntrico de Pacientes com HIV/Aids submetidos a tratamento com o Imunomodulador Canova, associado com Antiretrovirais”. Berbert, A.A. et al.
5.
“Qualidade de vida e tratamento de câncer ou Aids com o Imunomodulador Canova”. 2004. Castanheira, P. et al.
6.
“Avaliação do uso do Imunomodulador Canova em pacientes com câncer resgatando formas terapêuticas que possam garantir melhor sobrevida com qualidade de vida”. Castanheira, P. et al.
7.
“Pacientes HIV/AIDS+ tratados com o Medicamento Homeopático Canova: Estudo Prospectivo Observacional em Índices Laboratoriais, Clínicos e de Qualidade de Vida”. Stroparo E. et al.
8.
“Recuperação de pacientes com HIV/AIDS em Botswana/África, com o uso do Medicamento Homeopático Canova”. (Aprovado no CEP - SCB - UFPR - 008/03) Bernardi, R.P. et al.

Trabalhos Premiados
1. “Efeito do Medicamento Homeopático Canova em Camundongos Normais e Portadores de Tumor Sarcoma 180”Autores: Sato, D. et al - 2005 Evento: XIII Jornadas de Jovens Pesquisadores da AUGM - Associação de Universidades Grupo Montevidéo, Catedra Unesco/AUGM de Cultura e Paz. Premiação: Melhor trabalho do evento.
2. “Efeito do Medicamento Homeopático Canova em Macrófagos Alveolares Humanos”Autores: Azambuja, A. P. et al, 2000.Evento: XI Congresso Científico do Hospital de Clínicas do Setor de Saúde da UFPR - “Qualidade de Vida no III Milênio”Premiação: Certificado de Menção Honrosa.
3. “Avaliação por Microscopia Eletrônica da Ação do Medicamento Canova em Macrófagos Alveolares Humanos”Autores: Mariano, V.C. et al.Eventos: EVINCI 2001 - UFPR e ENEM 2002 - UFPRPremiação: 1° LUGAR - Melhor trabalho apresentado.

11 comentários:

  1. Constatei um cancer de mama a duas semanas e iniciei onem meu tratamento com canova, pois apos a cirurgia ter ei de me submeter a quimioterapia. Tenho 45 anos e acredto que o Canova vai me ajudar e muito a superar esta tempestade em minha vida.
    Manerei contato.
    Andrea

    ResponderExcluir
  2. meu marido retirou o estomago o baço que tinha cancer agora vai começar com quimio e radio a canova vai ajudar a fortalecelo no tratamento

    ResponderExcluir
  3. meu marido fez este tratamento com bastante sucesso, nao caiu um fio de seu cabelo foi maravilhoso; ele teve um cancer na base da lingua nao a perdeu e esta muito bem, abaixo de Deus foi o canova que o salvou

    ResponderExcluir
  4. ai vai meu email sandramarialourenco@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pelo maravilhoso depoimento!
    Que Deus continue abençoando seu marido!

    ResponderExcluir
  6. Contrai o HIV e creio na eficácia desse medicamento. Estou tentando encontrar, mandei e-mail para uma farmácia em SP...Espero que seja acessível. Estou em Natal, quem souber onde posso adquirir por mais perto me escreva yannis.nh@gmail.com

    ResponderExcluir
  7. Sabe onde posso encontrar no Rio um homeopata que trabalhe com o Canova?

    ResponderExcluir
  8. Olá, gostaria de saber onde posso encontrar canova aqui em são paulo. Descobri que estou com câncer de mama com metástase no pulmão e no fígado. Começo a quimioterapia semana que vem e gostaria muito de ter acesso a este tratamento.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  9. Lucia Helena Kneubuhl Marangoni20 de outubro de 2015 23:54

    Estou com diagnostico de cancer de mama associado a carcino macrofagos..preciso urgente destes remedios Canova...peço socorro...tenho 60 anos...nao quero morrer..pessoas deste laboratório por favor me ajudem...meu email..luciakneubuhl34@gmail.com......obgada.
    Lucia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lúcia, a farmácia Kalmia de São Carlos-SP, fone (16) 3372-8889, é licenciada para produzir o Canova. Tenha esperança e fé.

      Excluir
  10. Pessoal Bom Dia!! Canova encontrei em Porto Alegre 3395 5700

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...