segunda-feira, 17 de junho de 2013

14 - 25 NOV 2012: Realizando um sonho de conhecer um pouquinho da Europa

Bom, fiquei todo esse tempo sem postar e como mencionei, vou atualizar aos poucos...  Vou compartilhar uma aventura  incrível que vivemos em família em novembro passado...

Gostamos muito de viajar e já conhecemos grande parte do Brasil. Só que ultimamente está mais barato viajar pra fora do Brasil do que para o Nordeste, por exemplo.  Eu mesma monto o roteiro, compro as passagens direto com a companhia aérea e os hotéis,  reservo através destes sites que tem na internet... Tem dado certo e o preço fica bem acessível   se comparado com um pacote por agência de viagens...  Recentemente  a Companhia Aérea Iberia vendeu passagens para Madrid por aproximadamente R$ 1300,00, ida e volta e ainda parcelado em 10 vezes sem juros!!  

Aproveitamos uma grande oportunidade e realizamos o sonho de conhecer um pouquinho do velho continente. Foi entre os dias 14 e 25 de novembro de 2012, entre os feriados da Proclamação da República e Consciência Negra. Apesar dos 2 feriados, os meninos perderam 3 dias de aula... Mas o que são 3 dias diante de todo aprendizado prático que tiveram?

Minha mãe e minha irmã também foram conosco.  Saímos de São Paulo no dia 14/11 e na manhã do dia 15 chegamos em Madri, capital da Espanha. Nosso vôo para Veneza era só no fim da tarde, então tivemos umas 6 horas para fazer um tour por lá. Meu marido e meus filhos Bruno e Davi foram conhecer o estádio Santiago Bernabeu, do Real Madri. Já eu, o Vitor, minha mãe e minha irmã pegamos o metrô e fizemos um tour por esta tão importante cidade. Metrô muito bonito... Acho que o mais bonito e moderno que já andei!

Vitor no tour em Madri

Quanto à Veneza foi um sonho! Amamos a cidade, o clima, as pessoas. Passeamos de barco pelo grande canal e claro, também de Gôndola. A famosa praça São Marcos é muito charmosa. A igreja é lindíssima. O Palácio Ducale e o Museo Correr são interessantíssimos. Foi como uma viagem no tempo!

Vitor com a tia Midia e a vovó passeando de barco pelo grande canal em Veneza

A famosa praça São Marcos em Veneza


Meus bisavós maternos nasceram nesta região da Itália, a cerca de 22 quilômetros de Veneza. Mais precisamente numa cidadezinha chamada San Biagio de Callalta, bem perto de Treviso também. A localidade (aldeia) é Fagare. Pegamos um trem e fomos até lá. Foi emocionante visitar estes locais e saber que um pouquinho das nossas origens está ali. 
A cidade de Treviso é um charme

Fagare ainda é uma localidade rural, com poucos habitantes. Foi maravilhoso conhecer o local onde nossos antepassados viveram...


Foi nessa região de Fagare que aconteceram as mais intensas batalhas da primeira guerra mundial. O nome completo da localidade é "Fagare Della Battaglia". Visitamos um santuário com os ossos de mais de 5000 soldados mortos na guerra que foram identificados e mais o mesmo tanto sem identificação. Um desses soldados mortos era irmão do meu bisavô e encontramos a lápide com a triste inscrição. Se meu bisavô não tivesse vindo antes para o Brasil, muito provavelmente nem existiríamos, pois ele poderia ter sido vítima da guerra também.


Durante a nossa viagem, todos os nossos passeios e deslocamentos foram feitos de trem, metro e ônibus. Não pegamos nenhum táxi, em nenhum momento. Lá o transporte público é muito eficiente e chegamos a todos os pontos dessa forma. O único inconveniente foi transportar as malas nas estações, tendo em vista que a maioria delas são muito antigas e não tem escadas rolantes.

Na Itália, o transporte público regional, especialmente o ônibus e o trem, funciona de uma maneira interessante... A gente compra o bilhete antes de entrar no ônibus / trem e depois é necessário "validar" o bilhete numa máquina dentro da condução... Só que ninguém verifica se você validou ou não... Dizem que há fiscais que eventualmente verificam e se a pessoa não "validou" o bilhete paga uma multa pesada... Andamos por várias partes em Veneza e Roma e ninguém verificou se estávamos com o bilhete ou não...Com certeza esse sistema não daria certo no Brasil...rsr

De Veneza a Roma fomos de trem... Um trem super confortável e silencioso. Parece que desliza sob os trilhos. Demorou cerca de 3 horas e 40 minutos para percorrer um trecho de quinhentos e poucos quilômetros. Ah, esse trem não era "regional" e nossos bilhetes foram verificados.Bom seria se tivesse um desses aqui no Brasil...

Roma, cidade eterna. Indescritível sentir o "clima" dessa cidade. Andar pelas ruas, visitar os museus e pontos turísticos é como uma viagem no tempo. Impossível não se lembrar das histórias e relatos dos livros. A cidade ainda preserva parte dos seus antigos muros e ruínas e o moderno se mistura com o antigo.Segundo a tradição, Roma foi fundada no ano 753 A.C.. Imagina um lugar com quase 2800 anos de história?


Esta foto ao lado é na Piazza di Spagna (Praça de Espanha), um lugar super movimentado de Roma, ponto de encontro diurno e noturno de turistas. Visitamos muitos outros locais legais, como Fontana Di Trevi, Monumento Vittorio Emanuelle, Pantheão, Piazza Navona, La Bocca della Viritá, Catacumbas, Museus Capitolinos, etc. Um  local sinistro e impressionante foi a Capela dos Cappuccini e uma cripta localizada embaixo da  igreja, contendo milhares de ossos humanos expostos e fazendo parte da decoração... Até o lustre era formado por ossos humanos. Alguns esqueletos estão intactos e ainda vestidos em hábitos franciscanos. São ossos de mais de 4000 freis.Uma placa na capela diz em três línguas: "O que você é agora, nós um dia fomos; o que somos agora, você será um dia." Profundo, né?


O Coliseu dispensa comentários... Um dos pontos turísticos mais visitados da Itália e Patrimônio da Humanidade, foi inaugurado entre os anos 70 e 80, durante os governos do imperadores Vespasiano e Domiciano. Era um anfiteatro, utilizado como palco de lutas de gladiadores, espetáculos com feras e até batalhas navais, pois possuía um sistema que transformava a arena num grande lago. Tinha a capacidade de receber até 90.000 espectadores. Realmente impressionante!

Ao lado do Coliseu, encontramos o Arco de Constantino, outro monumento cheio de história... Foi construído no ano 312 para comemorar a vitória sobre Maxêncio na Batalha da Ponte Mílvio. Tal vitória foi atribuída ao "Deus cristão", pois na noite anterior o imperador Constantino sonhou com uma cruz. Ele foi um imperador pagão que "converte-se" ao cristianismo, não tendo abandonado por completo suas práticas pagãs, que incluía a adoração ao "deus sol", que inclusive manteve como símbolo principal em suas moedas até 315. A partir da "conversão" de Constantino, muita coisa mudou na igreja cristã. No ano 321, o "Édito de Constantino" determinou oficialmente o domingo como dia de repouso. Até então, o dia de observância era o sábado. Muitos historiadores têm dúvidas se realmente Constantino se tornou cristão. A Enciclopédia Hídria observa: "Constantino nunca se tornou cristão". No dia anterior ao da sua morte, fizera um sacrifício a Zeus, e até o último dia usou o título pagão de Sumo Pontífice. E quanto à observância do domingo como dia de guarda, era por ser o "dia do sol", uma reminiscência do culto de Sol Invictos. Vale lembrar que a partir daí muitas heresias entraram na igreja cristã, incluindo também após alguns séculos a venda do "perdão" dos pecados, ou seja, as indulgências. Poucos tinham acesso à bíblia sagrada. Foi assim até meados de 1500, quando surgiram estudiosos que resolveram "protestar" contra os abusos da igreja. Martinho Lutero publicou as 95 teses baseadas que não é necessário "pagar' pelo perdão dos pecados, pois Cristo já pagou o preço com Seu sangue e o "Justo viverá pela fé". A Bíblia foi então traduzida para outras línguas e pudemos ter acesso às verdades nela contidas.


Bem próximo do Coliseu também fica o Foro Romano, que era o principal centro comercial da Roma Imperial. Ali havia lojas, templos, Basílicas, Arcos, colunas, etc.Atualmente, é um grande museu a céu aberto, pois muitas ruínas permanecem de pé até hoje.

Bem pertinho também encontramos o "Cárcere Mamertinum", que foi a prisão onde os apóstolos Pedro e Paulo estiveram presos, pelo simples motivo de difundirem o cristianismo. Não era uma prisão para os prisioneiros simples, mas para os de máxima segurança, onde eram colocados os inimigos públicos...
Andamos muito em Roma... Quando o Vitor ficou cansado, o irmão Bruno  deu uma forcinha...

Cansados depois de um dia intenso...
Visita à praça  e igreja de São Pedro, Museus do Vaticano, Capela Sistina e também ao túmulo do apóstolo Pedro.
Depois de Madri, Veneza e Roma, nossa aventura se estendeu para outra cidade incrível... Paris não estava no roteiro inicial, mas com antecedência conseguimos um preço incrível no trecho Roma - Paris... A distância entre as duas cidades é de aproximadamente 1100 km e a passagem aérea custou cerca de 20 dólares, mais as taxas... Esse preço era para um trecho de ida e volta! Um dos grandes sonhos do Vitor era conhecer Paris e a Torre Eiffel...

Depois de muito museu e de grande mergulho na história e na cultura, um momento de relaxar e de ser criança. Estava bastante frio em Paris, mas mesmo assim deu para aproveitar e se divertir nos Parques da Disney. A Disney tem 4 parques ao redor do mundo: o pioneiro fica na Califórnia, o maior em Orlando e fora dos Estados Unidos tem um no Japão e outro na França. Já tínhamos ido nos parques de Orlando e também de Los Angeles... Agora falta conhecer o do Japão...rsr
Não poderia faltar a foto clássica em frente ao castelo da Cinderela...
Em Paris, os meninos estavam eufóricos pra subir na Torre Eiffel e também conhecer o Museu do Louvre... E o momento mágico do Louvre foi chegar bem pertinho do quadro da Monalisa, uma das grandes obras de arte do famoso pintor italiano Leonardo Da Vinci. Imagina um quadro com mais de 500 anos de história?


Só a título de curiosidade, esse quadro também foi pintado por Leonardo da Vinci... Alguns anos antes que o da Monalisa...

O grande momento em Paris, claro que foi a Torre Eiffel... Essa estrutura de ferro, com 324 metros de altura foi construída em 1889, como arco de entrada da Exposição Universal daquele ano. Só a título de curiosidade, essa "Exposição Universal" é atualmente o terceiro evento mais importante do mundo e a cidade de São Paulo é candidata para sediar essa exposição em 2020 e foi por este motivo que o prefeito Haddad estava em Paris na semana passada, enquanto aconteciam por aqui os protestos contra o aumento da passagem de ônibus...Se a cidade de São Paulo for escolhida, será a primeira Exposição Universal na América Latina... Paris construiu a torre Eiffel para receber a exposição... Será que São Paulo vai fazer uma também? rsr
Vitor admirando as belezas de Paris... Rio Sena, Campo de Marte, Praça Charles de Gaulle, Arco do Triunfo, Avenida Champs-Elysess, Catedral de Notre Dame, Ponte Alexandre III, Palácios e Edifícios famosos, etc...

Com meus amores no Arco do Triunfo, em Paris, capital da França. Esse monumento foi  inaugurado em 1836 para comemorar as vitórias militares de Napoleão Bonaparte...







Famosa Catedral de Notre Dame, cuja construção foi iniciada em 1163. É dedicada à Maria, mãe de Jesus.

Outro passeio incrível na França foi visitar o famoso Palácio de Versalhes, um castelo real, localizado a uns 30 km Paris. Desde 1682, quando o rei Luis XIV se mudou de Paris, até a família real ser forçada a voltar à Capital em 1798, a Corte de Versalhes foi o centro do poder do antigo regime na França. Fomos de trem pra lá e depois andamos um pouco quando descemos na estação... 


Tudo lá impressiona... Os jardins são magníficos!
É um dos maiores palácios do mundo... Possui 2153 janelas, 67 escadas, 352 chaminés, 700 quartos, 1259 lareiras e 700 hectares de parque...Maria Antonieta e o Rei Luiz XVI também viveram aí...Foi aí que foram presos e posteriormente condenados à guilhotina em Paris...

Uma das obras de arte do Palácio... São muitas!
A famosa sala dos espelhos onde o rei recebia seus convidados especiais.
Antes de concluir, vou mencionar um incidente que ocorreu com a minha mãe. Graças ao Vitor ela não foi roubada... Estávamos a caminho do aeroporto, com malas, bolsas, casaco e enquanto minha mãe passava pela catraca de uma estação do metrô de Paris, um "gatuno" abriu a sua bolsa  e quase roubou o dinheiro, cartões e documentos dela... Foi o Vitor que viu e avisou, daí o ladrão saiu rápido e na hora ficamos sem ação, mas devíamos ter "gritado" e denunciado... E o rapaz não tinha cara de imigrante não... Tinha cara de europeu  e bem vestido com um casaco azul. A bolsa estava revirada e foi por pouco... 

Também tivemos problema com extravio de mala... A do Vitor foi extraviada pela empresa Alitalia e a da minha mãe pela British.Graças a Deus que foi no retorno, caso contrário teríamos passado apuros. Depois de alguns dias recebemos em casa, em perfeitas condições e com tudo dentro...

Mas esses incidentes não tirou o brilho da maravilhosa viagem que fizemos. No geral, tivemos uma ótima impressão da Europa... Na Itália, especialmente, povo super receptivo e gentil. Na França e Espanha também, não tivemos do que reclamar. Quanto às pessoas, achei interessante que a maioria da população é magra, especialmente as mulheres. Ficava observando no trem, metrô, ônibus... Bem diferente dos Estados Unidos, principalmente na Flórida que tem grande parte da população obesa... 

Na volta tivemos uma conexão em Londres... pena que foi rápido e não pudemos sair do aeroporto pra conhecer a cidade... Fica para uma próxima!

Um comentário:

Pesquisar este blog

Carregando...