terça-feira, 1 de junho de 2010

Saudades do Gatinho Fred


Hoje estamos muito tristes... Nosso gatinho Fred morreu.

Será muito difícil, pois as crianças eram muito apegadas ao companheirinho.

O gatinho Fred foi doação de uma amiguinha da escola e desde o primeiro dia cativou e conquistou a nossa família. Isso foi no começo de fevereiro de 2007 e era um gatinho bebê muito brincalhão.

Quando estava mais crescidinho, ficou desaparecido por uns 30 dias. Mesmo procurando pelos arredores não o encontramos. Mas num belo dia meu filho Bruno o viu numa casa numa rua paralela à nossa e o trouxemos de volta, para alegria geral das crianças.

Aí os cuidados foram intensos para que não voltasse a fugir e até o castramos, para que ficasse mais caseiro. Nesse período ele engordou e seu pelo ficou mais bonito ainda.

Mas há pouco mais de um mês para cá começou a emagrecer e percebemos também que perdeu o apetite. Ao levá-lo ao veterinário, o mesmo suspeitou de um tumor no intestino. Ficou internado e tomou soro. Disse que a saída seria uma cirurgia, mas que dificilmente sobreviveria, pois estava muito fraquinho.

Veio então pra casa e passamos a dar pra ele o gel da babosa com uma seringa. Dentro de dias voltou a ter apetite e até ganhou peso. Estava mais animadinho e ficamos felizes pela sua recuperação. Na semana passada paramos com o gel, pois como ele estava mais esperto, era mais difícil conseguir fazer com que tomasse.

Mas no final de semana voltou a perder o apetite... Ontem, ao vê-lo pela manhã não tive noção de que a situação estava tão greve. Após deixar o Vitor na escola fui até a USP de São Carlos, há 238 quilômetros de São Paulo pra saber de um medicamento experimental contra o Câncer, desenvolvido por um professor de química. O meu filho Davi foi comigo e meu marido deixou o Vitor e o Bruno com a minha mãe, que os levou à natação, pois ele estaria trabalhando. Mas antes passou em casa e viu que o Fred estava pior. O acomodou numa caminha fofinha na garagem, que é um ambiente fechado, mas com uma porta que dá para o quintal nos fundos da casa. Quando regressei de São Carlos, passei na minha mãe pra buscar o Bruno e o Vitor e chegamos em casa por volta das 21:30 e o Fred não estava... Procuramos em todos os lugares possíveis e não o encontramos. As crianças ficaram muito tristes e fomos dormir preocupados e angustiados. De manhã também não o encontramos. O Bruno e o Davi foram para a escola e o Vitor já acordou perguntando pelo Fred... Fomos à psicóloga, pois era dia de terapia e disse a ela o ocorrido, pois a tristeza do Vitor era notória. Depois da seção me informou que hoje trabalhou com ele nesse sentido. Disse também que os gatinhos pressentem a morte e costumam fugir para não morrer perto de seus donos...

Mais tarde meu marido encontrou o Fred morto na calçada a algumas casas acima da nossa... Somente meu filho Bruno já sabe da triste notícia e já choramos muito. O Vitor foi para a escola muito triste e chorando, já prevendo o pior e o Davi está fazendo um trabalho em grupo... Mais tarde teremos que dar a terrível notícia...

Esta é a realidade da vida... Desde crianças nos deparamos com perdas e temos que aprender a lidar com estas situações... Mas Deus pode nos ajudar e trazer conforto ao nosso coração entristecido.

Fred bebezinho (FEV 2007)
Bruno, Davi e Vitor com o Fred já maiorzinho (2007)
Vitor com Fred - JAN 2010
Uma das últimas fotos do Fred - MAI 2010

4 comentários:

  1. Minha solidariedade a todos vocês pela perda do querido amiguinho Fred. O importante é que ele foi feliz e deu felicidade a todos enquanto viveu, aí. Os animais nos ensinam tanto. Mesmo, tristes, uma boa semana, um grande abraço, fiquem com Deus! ;)

    ResponderExcluir
  2. Olá Lidionete, tdo bem??
    Nossa que triste notícia do gatinho Fred... :(
    mas enfim, é a vida.. quem sabe arrajam outro para não ficarem sentindo tanta falta assim, mesmo sabendo que não será a mesma coisa, mas com o tempo, passa a tristeza...já passei por isso tb...sabes q amo gatos, no momento estou sem nenhum, pois onde moro não tenho espaço para criá-lo, mas assim q tiver uma casa maior, já adoto um...rs
    E sobre o seu filho amiga, creia mesmo em Deus que ELe sabe de todas as coisas, fica em paz e só confia... Sem fé é impossível agradar a Deus, então, não há remédio, é preciso confiar!
    Estamos torcendo e orando pelo Vitinho viu?
    Fiquem com DEUS!
    Beijinhos com carinho!

    ResponderExcluir
  3. Olá Susiley, obrigada!
    Com certeza aprendemos muito com os animaizinhos...
    Fica com Deus!
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris, obrigada pela solidariedade!
    Graças a Deus estamos superando, mas ainda sentimos saudades. Essas coisas marcam a gente... Quando eu era criança, lembro que perdi um cachorrinho, que morreu atropelado... Como foi triste!!!
    Obrigada também pela força de sempre e vamos seguindo em frente, pela fé!
    Fica com Deus!
    bjosss

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...