segunda-feira, 1 de março de 2010

Um Presente Especial

No dia 06 de fevereiro Deus me concedeu a oportunidade de completar mais um ano de vida. Fizemos uma reunião familiar em casa e ganhei um presente todo especial neste dia: a visita do Felipe (de Maceió, em  tratamento aqui em São Paulo), da sua mãe e também da sua tia Jane.

Passamos muitos momentos animados e descontraídos e o Felipe foi a “sensação”... Estava super “conversador” e contador de histórias e “causos”... Rimos muuuuuito!

Neste dia estava em um dos “poucos” momentos de folga que o tratamento permite...

Não é fácil o que este garotinho tem suportado. É de cortar o coração tanto sofrimento. Desde que chegou a São Paulo dia 08/12/09, passou por três ciclos de quimioterapia (sendo 2 deles da mais forte) e em decorrência dos efeitos colaterais, 3 períodos de internação e inclusive no momento encontra-se internado novamente. Suas taxas sanguíneas despencam, sendo necessário tomar sangue e plaquetas, além de antibióticos e outros medicamentos para controlar a febre que sempre aparece e as suspeitas de infecções. É um susto, mas sua força é muito grande.

A proposta inicial da equipe de neuro-oncologia que o assiste seria a cirurgia, mas como o tumor estava muito grande, não seria possível a princípio, principalmente porque ainda não há um diagnóstico fechado quanto ao tipo histológico do tumor. Vale lembrar que nenhuma amostra do tumor foi retirada para biópsia, mesmo tendo sido submetido a tantas cirurgias. O primeiro neurocirurgião que o operou em Maceió não conseguiu acessar o tumor e após 4 pontos de hemorragia cerebral, ficou 3 meses em coma e as outras cirurgias foram para “reverter” os danos causados na primeira. Há suspeita que seja um tumor chamado “teratoma”, que é benigno e que responde muito bem ao tratamento. Então foi proposto 2 ciclos de quimioterapia pesada e em seguida o transplante autólogo e para isto seria necessário que sua medula produzisse no mínimo 10 células “CD 34”. Usou um medicamento chamado “granuloquine” que ajudaria nesta parte e então no começo de fevereiro foi feito o exame e infelizmente não conseguiu-se a quantidade necessária. Houve 2 tentativas: na primeira 2 células e na segunda apenas 1, mesmo tendo sido aumentada a dose de granuloquine. Foi uma decepção muito grande, pois era a grande aposta de tratamento. A equipe acha que as infecções podem ter atrapalhado na produção destas células. Mas pode também serem efeitos tardios da radioterapia na coluna, no início do seu tratamento, no IMIP, em Recife. A última ressonância realizada no dia 25/01/10 constatou redução de 60% do tumor e o exame de liquor descartou a presença de células cancerígenas (num exame anterior estas células apareciam), o que evidencia a boa resposta à quimioterapia e reforça a suspeita de “teratoma”(o diagnóstico é de um tumor misto, chamado germinoma). Como a opção do transplante não havia dado certo a princípio, a saída foi fazer um terceiro ciclo de quimioterapia (desta vez com menos drogas), pois o tumor pode voltar a crescer sem tratamento. Nos próximos dias fará nova ressonância e se a redução de 60% permanecer, significa que trata-se mesmo de um “teratoma” e a cirurgia será indicada. Mas continua a preparação do seu organismo para aumentar as células “CD 34”, para que possa então ser submetido ao transplante, que não foi descartado.

Como mencionei mais acima, nosso guerreiro encontra-s internado novamente no GRAACC... Quem não o conhece não tem idéia da sua força e fé. Quando a médica informou o resultado do exame de líquor a sua reação foi dizer “ ainda bem e se tivesse dado errado eu te daria um cascudo pois esse exame doeu demais...”

Por muitas vezes é ele quem dá força pra sua mãe e tia. Certo dia, após ter passado mal e vomitado, decorrente dos efeitos da quimio, disse: " Hei! não desanimem...eu ainda estou feliz...não vamos desistir"

Dia 18 de março completará 11 anos e já disse o presente que pediu a Deus: a cura!

“... Seja forte e corajoso! Nada de desânimo! Não fique com medo! Lembre-se bem: o Senhor seu Deus está com você, esteja onde estiver.” (Josué 1:9)

Continuemos orando!

Felipe, eu, Vitor, Jane Selma e Jane Shirley

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Carregando...