sexta-feira, 20 de agosto de 2010

19 AGO 2010 - Mais uma ressonância magnética de controle

Ontem meu filho realizou mais uma ressonância magnética no GRAACC. Graças a Deus correu tudo bem e mais uma vez ele dormiu durante todo o exame ... Incrível, pois assim que é colocado na máquina e começa aquela barulheira toda, é possível notar que já está dormindo tranquilamente, sem uso de qualquer sedativo... Concluído o exame, temos que acordá-lo, pois o fato de mover a maca não o desperta... Ontem o enfermeiro que o atendeu observou isto!

Na hora do exame fiquei sabendo que a ressonância seria de crânio, como de costume, e de órbita também... Não entendi porque a equipe médica solicitou ressonância de órbita... A ressonância de órbita avalia as estruturas orbitárias, como globo ocular, nervo óptico, músculos extra-oculares, estrutura óssea, etc. Na consulta médica da próxima quarta-feira saberemos o por quê de tal pedido e também o resultado.

Toda vez que vou ao GRAACC fico chocada com o que vejo lá... É muita tristeza ver crianças mutiladas, imobilizadas por algum motivo e com seqüelas graves, como problemas de coordenação motora e dificuldades de deglutição... Ontem vi ao menos três crianças com a sonda naso-gástrica e me deu um frio na espinha, pois sei o quanto é difícil, pois meu filho ficou com aquela sonda por cerca de 15 dias no período pós-cirúrgico. Geralmente, as crianças com esta sonda também tem uma cicatriz no crânio, o que evidencia tumor cerebral e as dificuldades de deglutição...

Das crianças que vi ontem, o caso que mais me chocou foi o de uma bebezinha de apenas 4 meses. Meu filho estava pronto para entrar na sala de ressonância quando a enfermeira da radiologia recebeu uma ligação da UTI... Eles precisariam disponibilizar a máquina de ressonância para um caso urgente, recém chegado ao GRAACC, pois a criança estava entubada e sedada. A ressonância seria da face, tórax e também cervical. Dentro de instantes, a criança já estava na sala de ressonância e o exame começou. Neste ínterim, ficamos aguardando, juntamente com a mãe daquela bebezinha de apenas 4 meses e tive a oportunidade de conversar com ela. Segundo me relatou, haviam acabado de chegar ao GRAACC, em ambulância UTI, vindos do hospital D. Antonio Alvarenga, no Ipiranga e já fazia uma semana que a filha estava internada e não se descobria o que era. Tudo havia começado cerca de 2 meses antes, quando a bebezinha tinha apenas 2 meses de vida... A mãe notou que a filha apresentava dificuldade para respirar e falta de ar e por várias vezes levou-a ao pronto socorro... O médico via a criança e receitava inalação com berotec. Fazia uma inalação no hospital e prescrevia outras para serem feitas em casa. O problema melhorava, mas depois voltava e no retorno ao hospital eram prescritas mais inalações... A situação se agravou e na internação a cerca de uma semana atrás, os médicos do hospital D. Antonio Alvarenga realizaram uma tomografia e foi encontrada uma massa, ou seja, um tumor, na região da garganta da bebezinha... Ontem quando a mãe chegou ao GRAACC, surpreendeu-se ao ver que era um hospital que tratava do câncer... Percebi que ela anda não tinha noção do que estava acontecendo... Pude conversar um pouco com ela e tranqüilizá-la, dizendo que ela estava no local mais apropriado possível, com médicos capazes e especializados e que após a confirmação do diagnóstico, proporiam um meio de tratamento! É muito triste quando vemos esta doença acometendo criancinhas praticamente recém nascidas...

Fiquei muito triste também ao saber do falecimento da Rebeca, no dia de hoje, vítima de um tumor cerebral. Entre o diagnóstico e seu falecimento foram pouco mais de 2 meses... Ela lutou bravamente, mas infelizmente não deu... Deus aliviou a sua dor e agora já não sofre mais e descansa no Senhor. Que Deus conforte seus pais e familiares neste momento tão delicado.

Tenho tomado conhecimento de muitos casos novos nos últimos dias... Ontem recebi alguns e-mails e fico me perguntando: “Onde vamos chegar?”

Conforme mencionei numa postagem anterior, meu primo Edmilson foi diagnosticado com um tumor cerebral no cerebelo, no dia 03/08/10. A cirurgia foi realizada num Hospital especializado em Toronto, Canadá no dia 06/08 e graças a Deus correu tudo bem. Segundo o médico neurocirurgião, foi retirado o máximo possível do tumor, mas havia uma parte “infiltrada”... Dia 11/08 já estava de alta e neste mesmo dia tiveram ciência do resultado na biópsia: Glioblastoma Multiforme, um terrível e agressivo tumor cerebral. O caso do meu filho é desta mesma linhagem, só que grau II, e o Glioblastoma Multiforme é grau IV, graduação máxima. No caso do meu primo foi prescrito radioterapia + Temodal e deve começar o tratamento nos próximos dias. Peço a Deus que tudo dê certo e ele se restabeleça o quanto antes. Minha prima também já começou a fazer uso das estratégias alimentares, que contribuirão para deixá-lo saudável e resistente para agüentar todo este tratamento pesado. Eu não tenho dúvida alguma que estes cuidados aumentam as chances de sucesso.

Que Deus abençoe a todos nós, principalmente aqueles que vivenciam uma jornada contra o câncer. Que Deus aumente a nossa fé a cada dia e nos dê forças!
A foto acima foi tirada agora a pouco, enquanto os meninos brincavam de esconder... Teve um momento que ninguém achava o Vitor... Olha onde o menino estava!!!

7 comentários:

  1. A jornada contra o câncer não pode parar. Parabéns Lidionete pelo resultado do seu filho. Vamos torcer para que tudo continue dando certo para ele. Lamentamos muito pela Rebeca e por tantas crianças que sofrem e perecem por causa do câncer. Mas a luta continua. Um dia, a cura vai chegar para todos. Vamos torcer pelo seu primo. E vamos em frente, com fé e coragem, pois o câncer jamais destruirá o amor dos nossos corações. Um grande abraço a vocês, um bom final de semana ;)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Suziley!
    Grande abraço pra você e também um bom final de semana!

    ResponderExcluir
  3. Lidionete, parabéns, pelo resultado do seu filho, e esqueci de comentar que meu filho também ( Gustavo , tirou um astrocitoma pilocítico de 4,3 cm do tronco cerebral em Julho do ano passado ), também saiu limpinha. E meu filho não fez nem Químo e nem Rádio.
    Acompanhei todo o caso da Rebeca, e como você, senti na pele., assim como sinto na pele, todas as vezes que vou fazer uma ressonância para controle e encontro pessoas na mesma situação.

    Um Grande Abraço e que Deus abênçõe grandemente sua vida.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde,
    sou do GRAACC, trabalho na Odontologia, realmente é complicado, muitas vezes nos deparamos com situações que não podemos controlar.
    Caso precise de alguma coisa, estou a disposição e a Dra. Nilza Lopes que é a responsável pelo serviço de Odontologia.
    O nosso trabalho com os pacientes é a aplicação do Laser para prevenção da mucosite.
    Abraço,
    Dr. Marcos Souto

    OBS: Vou seguir seu BLOG, caso precise esclarecer alguma dúvida estou a disposição e estou sempre postando sobre como ajudar os pais e pacientes a entender melhor e a saber lidar com certas situações do dia a dia.

    ResponderExcluir
  5. Marcelo
    Não é nada fácil lidar com a ansiedade que estes exames causam... Infelizmente temos que ficar alertas.
    O astrocitoma pilocítico é considerado um tumor benigno e na grande maioria dos casos pode ser completamente removido, pois dificilmente está infiltrado, o que é um ótimo sinal!
    Parabéns pela vitória do seu filho Gustavo e que Deus continue abençoando hoje e sempre!
    abraço!

    ResponderExcluir
  6. Dr. Marcos Souto, é uma honra enorme vê-lo aqui!
    Obrigada pela força e por poder contar com equipe tão maravilhosa como a do GRAACC...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  7. JESUS os ama muito!!
    Vitinho é e será um vitorioso!!!
    Muita fé e um grande beijo no coração de todos!

    Fiquem com DEUS!

    Bjus lindo Vi!

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...