sexta-feira, 11 de maio de 2012

28 ABR 2012: conhecendo o guerreiro Caíque e sua família

Foi um dia super especial, pois tivemos a oportunidade de conhecer pessoalmente o pequeno Caíque e sua família.  Ele é um adorável garotinho de 2 anos e 2 meses, que apesar de tão pouca idade já passou por muitos desafios e Deus têm sido o guia em todos os momentos de sua vida. Com pouco mais de 1 aninho de vida, foi diagnosticado com um tumor cerebral enorme, denominado Ependimoma. Foi operado pelo mesmo neurocirurgião que operou o Vitor e também é acompanhado pela mesma equipe neuro-oncológica do GRAACC... Na cirurgia do Caíque também não foi possível remover todo o tumor, por estar em região inacessível, no tronco cerebral e foi indicado quimioterapia, mas não houve resposta, então os médicos suspenderam o tratamento.  Desde então, a conduta é expectante, com exames de Ressonância Magnética a cada 3 meses. Com a graça de Deus, está sob controle. O Caíque é um grande milagre e posteriormente seus papais vão relatar os detalhes da sua história aqui no blog.

O Caíque e o Vitor já se tornaram amigos, e claro que amigo da Lana também...rsr Fiquei apaixonada por este lindo garotinho que já está nas minhas orações!

Caíque, Vitor, Pedro e Lana

A mamãe do Caíque é professora de piano. Lindo ver os dois tocando e cantando juntos!

4 comentários:

  1. Lindonete , gostaria muito do contato da familia do Caique ele tem o mesmo tumor do Felipe e a parte inoperavel , respodeu a qt a c7 ele diminui para C2 o Blog do é http://lutafelipe.blogspot.com.br/
    como ficou muito tempo se qt houve um crescimento e estamos correndo atras do tempo perdido fica com Deus abçs de uma mãe que compartilha a sua dor

    ResponderExcluir
  2. Olá Joyce Fernando
    Enviei recado para a Patrícia, mãe do Caíque, com o endereço do vosso blog.
    Que Deus os abençoe, em especial o pequeno Felipe!
    abraço!

    ResponderExcluir
  3. OLÁ Lidionete, estou passando uma fase super dificil com o meu pai que está em tratamento contra o cancêr e quando mais tratamento, mais metastases surgem. Que doença traicoeira. Um abraço e vou colocar todos em minhas orações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mari, infelizmente o câncer é uma doença triste e traiçoeira!
      As orações é o que de melhor podemos fazer nesse momento!
      Melhoras para o seu pai e fiquem com Deus!
      abraço!

      Excluir

Pesquisar este blog

Carregando...