quinta-feira, 5 de maio de 2011

Aumento dos casos de câncer é devido ao envelhecimento da população?

A revista Veja São Paulo desta semana traz como matéria de capa uma reportagem sobre os principais centros oncológicos da cidade de São Paulo e a história de alguns pacientes que lutam contra a doença. São histórias de superação, pois não é nada fácil esta batalha.

O Instituto Nacional de câncer (Inca), ligado ao Ministério da Saúde, estima que a cidade de São Paulo registre 45000 novos casos da doença por ano – são 136.000 no estado de São Paulo. A doença provocou a morte de 13000 pessoas na capital em 2008 (estatística mais recente). Fazendo uma conta simples: 45000 devem ser diagnosticados por ano X 13000 pessoas que morreram, ou seja, 1/3 ...

E segundo as estatísticas, alguns tipos de câncer tiveram aumento no seu índice de cura. Por exemplo:
Câncer de Próstata: nos anos 90 tinha 40% de chance de cura, hoje aumentou para 70%
Câncer de pulmão: nos anos 90 tinha 40% de chance de cura, hoje aumentou para 50%
Câncer de Mama: nos anos 90 tinha chance de cura de 80%, hoje aumentou para 90%
Câncer de Colo do útero: nos anos 90 tinha chance de cura de 80%, hoje aumentou para 90%

Infelizmente não foram divulgadas as estatísticas dos tumores cerebrais, especialmente do Glioblastoma Multiforme, cujo índice de cura ou de sobrevivência após 5 anos era de menos de 1%... Será que houve avanços (estatisticamente falando) para este tipo de tumor?

Um coisa que me chamou a atenção, foi a declaração do secretário estadual da Saúde, Giovanni Guido Cerri, que diz “A incidência vem aumentando devido ao envelhecimento da população.” O secretário que me desculpe, mas isso não condiz com a realidade... O que mais tenho presenciado são pessoas jovens e até crianças sendo acometidas pelo câncer e não pessoas de mais de 70 anos... No Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o médico Artur Katz comenta com preocupação, sobre o aumento dos casos de câncer de mama em mulheres jovens, baseado em sua experiência clínica diária. "Tenho visto mulheres de 19 anos, de 30, 35, em quantidade muito maior, e isso não é normal", afirma. Katz sustenta que, normalmente, cerca de 70% dos casos ocorrem em pessoas acima dos 65 anos, contra 5% a 10% em mulheres abaixo dos 39. Esses percentuais, no entanto, já não são os mesmos, segundo ele: "Não temos ainda uma pesquisa definitiva, apenas estudos pontuais sobre o tema, mas o crescimento é um fato".

Outro argumento que os especialistas utilizam para justificar o aumento do câncer é quanto aos exames preventivos, que antes as pessoas não tinham acesso e hoje tem. Na minha opinião, é uma “meia-verdade”, pois somente alguns tipos de câncer são detectáveis com exames preventivos. Os mais comuns são os da mama, diagnosticados através de ultrasson ou mamografia; os de colo uterino, através do papanicolau; os do aparelho digestivo, por meio de endoscopia e os da próstata. E os outros tipos de câncer? Infelizmente somente são diagnosticados com os sintomas... E aí incluem os tumores cerebrais, pois nenhum médico “solicita” tomografia ou ressonância magnética para “investigar” se a pessoa tem ou não um tumor, a menos que tenha os sintomas. E sabemos que quando surgem os sintomas, o tumor já está em estado adiantado do seu desenvolvimento.

Na última sexta-feira, mais um jovem, amigo da minha família foi diagnosticado com esta doença. Tem 20 e poucos anos, recém casado e descobriu um tumor no joelho... Fiquei muito triste também com o recente falecimento da jovem Pri, da comunidade BCC, que faleceu vítima de um câncer de pulmão, com metástases, aos 19 anos e sem nunca ter fumado na vida!

O jornal SPTV da rede Globo SP tem feito algumas matérias sobre os efeitos da poluição na cidade de São Paulo e fizeram um teste medindo o nível de poluição em alguns pontos da cidade e a conclusão que chegaram, foi que dependendo do local, uma pessoa pode absorver toxinas equivalente a de 2 cigarros...

Na minha opinião, faltam posturas mais efetivas das autoridades, para impedir que estas estatísticas aumentem a cada dia. Imagine a cena de uma torneira aberta e transbordando sob uma pia, e molhando todo o chão... O fato de construir mais hospitais para tratar o câncer ou apenas disponibilizar exames preventivos, é como ficar enxugando o chão, mas com a torneira aberta. Deve-se ir à raiz do problema e tomar medidas para evitar que esta doença continue atingindo tantas pessoas. É necessário “fechar a torneira” e não apenas enxugar o chão.

Sabemos que o câncer é uma doença multifatorial, causada pela interação de genes defeituosos + condições ambientais. A genética sozinha, mesmo defeituosa, não é fator determinante para o aparecimento de um câncer. É necessária a interação de fatores que irão “expressar” esses genes. Alguns especialistas e pesquisadores conceituados afirmam que a proporção aproximada é de 30% para fatores genéticos e 70% para ambientais. Ou seja, os fatores ambientais têm papel preponderante para o desenvolvimento de um câncer.

Creio que as autoridades deveriam colocar a população a par dos fatores que tornam o organismo mais propenso a desenvolver doenças. Li alguns livros sobre os efeitos das substâncias químicas sobre a saúde humana e fiquei abismada. Somos contaminados, diariamente pelo ar que respiramos, pela água que bebemos e também pelo que comemos. Muitas dessas substâncias não conseguem ser excretadas pelo nosso organismo e bio acumulam-se e através da sinergia ou interação com outras substâncias, causam as doenças. Lembram dos resíduos do veneno DDT, encontrado no leite materno das mães na cidade de São Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso? O que é mais intrigante é que esta substância, comprovadamente carcinogênica, já foi banida do Brasil há mais de uma década... E por que então foi encontrada no leite materno, tanto tempo depois? Há 2 hipóteses: ou estava bio-acumulada no organismo da mãe, ou ainda é utilizada na lavoura de forma clandestina... Sei que alguns tipos de agrotóxicos, proibidos nos Estados Unidos e Europa, são liberados no Brasil... Infelizmente falta rigor na fiscalização.

A água que consumimos diariamente, infelizmente não é isenta de impurezas... A água que abastece a cidade de São Paulo é “reciclada”. Claro que antes de chegar à nossa torneira passa por um processo rigoroso de filtros e de adição de inúmeras substâncias químicas que a tornarão apropriada para consumo novamente. Mas mesmo após todo este processo, se a mesma for analisada, ainda se encontrará resíduos de substâncias impossíveis de serem removidas, independente do processo utilizado.

E já que as autoridades não tomam medidas efetivas, para nos “poupar” de tanta exposição às substâncias tóxicas, o que podemos fazer, individualmente, para nos proteger e minimizar os efeitos sobre nosso organismo?

Vou abordar abaixo 3 pontos principais:

1. Limitar o máximo possível nossa exposição a substâncias tóxicas. De que forma?
• Evitar exposição à áreas muito poluídas ou com fumaça de cigarro
• Buscar ambientes ventilados
• Ter um bom filtro da água para beber e cozinhar
• Restringir o consumo de alimentos que contenham aditivos químicos alimentares, como corantes, conservantes, glutamato monosódico, aspartame ou outros aditivos sintéticos.
• Não abusar do uso de medicamentos
• Muito cuidado com inseticidas domésticos
• Quando possível, consumir alimentos orgânicos

2. Ter um estilo de vida o mais saudável possível
• Abster-se do cigarro, drogas e bebidas alcoólicas
• Beber bastante água no decorrer do dia
• Praticar exercícios físicos regularmente
• Tomar 20 minutos de sol, diariamente
• Dormir bem
• Aproveitar as coisas boas da vida, como uma boa conversa, risadas e momentos de descontração com os amigos e familiares
• Fazer os exames de detecção precoce de câncer de mama, útero ou próstata
• Ter paz consigo mesmo e fé em Deus

3. Estratégias de desintoxicação para eliminar as toxinas do organismo
• Buscar uma boa alimentação, o mais natural possível, evitando alimentos com excesso de sal, açúcar, gorduras saturadas ou gorduras vegetais.
• Evitar alimentos que contenham excesso de ômega-6 e falta de ômega-3
• Consumir 5 a 10 porções diárias de vegetais, que são fontes de “antioxidantes”, capazes de neutralizar os “radicais livres” a que somos expostos diariamente
• Cerca de 60 ml de suco de trigo verde equivale, nutricionalmente, a 1,5 quilo de vegetais frescos e possui 103 vitaminas e minerais. É a mais rica fonte de clorofila, agindo como potente dinamizador do sistema imunológico, limpador dos órgãos internos e neutralizador de toxinas
• A babosa (aloe vera) também é um alimento com efeito desintoxicante, além de excelente fonte de nutrientes essenciais
• Jejuns periódicos provocam um certo “estresse benigno” de certas células do corpo, forçando-as a excretar as substâncias químicas que envolvem.
• Importante também a ingestão de fibras, que ajudarão na eliminação das toxinas e resíduos acumulados nos nossos intestinos

Bom, tem mais coisas que podemos fazer para "otimizar" nosso sistema imunológico, mas foi o que lembrei...

Tenham todos um bom dia!

13 comentários:

  1. Ontem mesmo estive falando disso com meu médico.
    Pois já acompanho muitos casos, e não conheço casos de jovens com cancer de estomago como eu.
    E ele infelizmente me disse que existem sim, e muitos, que esta crescendo cada vez mais.
    Qto mais jovens somos, mais grave e agressivos são os canceres.

    ResponderExcluir
  2. Vc como sempre arrasando nos seus textos. Ótimas observações e ótimas dicas! Beijos Lidi!

    ResponderExcluir
  3. Lidi,

    Vc como sempre extremamente útil à sociedade, continue assim!!! Deusa abençoe a vc e a sua família! bjoooo

    ResponderExcluir
  4. Laticinios e acucar sao as coisas que alimentam o cancer. E isso e triste pois e o que mais dao para criancas com cancer em hospital. Minha irma esta no penultimo estagio do cancer com metastase ossea, sem esperancas pedia ela que seguisse uma alimentacao natural, cortasse acucar,refrigerantes, industrailizados, leite, carnes e se dedicasse a alimentos frescos e integrais, oleo de coco virgem. Tomar muito suco da luz do sol, parece um milagre, meses depois ela que sofria na quimioterapia, nao conseguia nem comer, passou quase incolume pela ultima com os pes e maos porem negros e sensiveis, mas os marcadores tumorais estao quase 0 TODOS, o medico nao sabe explicar pois na fase que ela esta seria impossivel uma reversao dessas. Entao eu acredito que uma mudanca alimentar ajuda muito as pessoas que estao passando por esse doloroso processo, Isso nao e uma estoria banal e um fato comprovado com exames. Estou muito feliz porque ela que ja estava nuam cadeira de rodas esta agora com uma aparencia de pessoa saudavel, como disse, exceto os pes e maos. NAo deem leite, doces e qualquer coisa adocada para quem tem cancer. Esta e a experiencia que estou tendo com minha irma.

    ResponderExcluir
  5. Fabiana
    Tenho uma amiga pessoal (Beatriz) que teve câncer de estômago quando tinha 24-25 anos e hoje, mais de 8 anos depois, encontra-se completamente curada. Ela fez cirurgia e também quimioterapia (radio não tenho certeza). Atualmente segue estratégias alimentares e está muito bem.
    Fica firme, pois vc vai vencer tbém!
    bj

    ResponderExcluir
  6. Fernanda, Muriel
    Obrigada, queridas!
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Anônimo do comentário acima
    Muito obrigada pelo depoimento...
    Que sua irmã continue progredindo, até a cura completa!
    abs

    ResponderExcluir
  8. Ola Lidionete, a minha irma e uma prova que Deus existe e que Hipocrates estava certo...fazer do seu alimento o seu remedio. Ela era da area de saude, muito estressada e pa teve um cancer super agressivo dois meses depois de se casar, isso a 8 anos. Bem ela e uma sobrevivente, mudou-se para uma casa longe da cidade e mudou totalmente sua vida e seus paradigmas, creio que isso ajuda. Se voce quiser saber mais sobre a alimentacao e seu papel importantissimo para o paciente com cancer leia alem dos autores indicados pela escritora deste maravilhoso Blog, leia Lugar de Medico e na cozinha e acesse o link http://www.eurooscar.com/cura-do-cancer.htm. Um abraco e boa sorte.

    ResponderExcluir
  9. Obrigada pelo depoimento!
    Já li o livro "Lugar de médico é na cozinha", do Dr. Alberto Gonsalez. Muito bom!
    Vou acessar o link que indicou...
    abs

    ResponderExcluir
  10. Obrigada pelo depoimento!

    ResponderExcluir
  11. Ola lidionete encontrei seu blog por acaso!
    Estava procurando algum estudo no Google a respeito do câncer em jovens, pois estou cada vez mais encucado com isso! Tenho visto muitas pessoas jovens c câncer! E pra ficar mais encucado ainda assisti alguns documentários a respeito de agrotóxicos nos alimentos. Vale à pena assistir!
    O mundo segundo a Monsanto: http://www.youtube.com/watch?v=gkQN5gopWSU&feature=share

    O veneno esta na mesa:: " esse é sobre o brasil" http://www.youtube.com/watch?v=8RVAgD44AGg&feature=share

    A história das coisas : " esse é p ajudar a desbloquear a cabeça " http://www.youtube.com/watch?v=lgmTfPzLl4E&feature=share

    outro assunto q é importante é a fluoretaçao da água
    procure no youtube tb !

    Pensei muito antes de postar esses links então, mas por mais q passam trazer algum efeito negativo aos visitantes do blog , achei q valeria como um alerta . por favor, se não gostar pode apagar!

    Parabéns pela iniciativa do blog !

    ResponderExcluir
  12. desculpem o portugues ! mas agora ja foi! :)

    ResponderExcluir
  13. gostaria de saber onde posso encontrar pesquisas feitas relacionando cancer e os habitos do ser humano moderno, como alimentaçao por exemplo ou poluiçao e toxinas !
    se alguem souber por favor enviar o link para edson_boulevard@hotmail.com

    grato

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...