domingo, 22 de maio de 2011

Ajuda para Ana Luiza de Salvador

Vou colaborar na divulgação deste pedido de ajuda feito pela mãe da linda Ana Luiza, de Salvador, que foi diagnosticada com um tumor cerebral de nome “Astrocitoma grau II”, que a propósito é o mesmo tipo da qual meu filho Vitor foi diagnosticado. Apenas a localização do tumor é diferente: no caso do meu filho é no bulbo, tronco cerebral e no caso da Ana Luiza, no tálamo; ambas localizações vitais do cérebro. E o médico que se propôs a operar a Ana Luiza é o mesmo que operou meu filho...

O caso da Ana Luiza é bastante urgente, pois o tumor continua crescendo e algumas funções cerebrais foram afetadas. Mais abaixo tem uma reportagem que uma emissora de TV fez com Ana Luiza e seus pais.

"Minha filha, Ana Luiza Pena Cal Silva, até então uma criança saudável com desenvolvimento normal, com cinco anos e dez meses começou a apresentar perda de movimentos nos membros do lado esquerdo e vômitos. Em janeiro de 2010 foi internada no HSR e diagnosticada tumor no tálamo. Foi submetida a uma biopsia por Dr. José Roberto Tude e foi confirmado o diagnostico de Astrocitoma bilateral infiltrativo grau II, inoperável. Procuramos a opinião de outro medico, Dr. Carlos Bastos, este tendo a mesma opinião que Dr. Roberto Tude.

Iniciou-se o tratamento quimioterápico em fevereiro de 2010, na Clinica Onco com Dr. Maria Dolores Dorea. Ao decorrer do tratamento, em abril de 2011, foi internada com convulsões, constatando após ressonância, que o tumor havia crescido perdendo assim o movimento das pernas.

Em maio de 2010, iniciou-se o tratamento de radioterapia no HSR, com Dra Elisangela Carvalho, e em julho continuou o tratamento quimioterápico com outra droga, Temodal.

Quando repetida a ressonância constatou-se que o tumor não havia regredido, ficando assim dependente de corticóides e outras drogas, apresentado vários efeitos colaterais prejudiciais a sua saúde.

Após todos os tratamentos citados, em dezembro de 2010 foi realizada outra ressonância com o mesmo diagnóstico. Apesar do tumor ser de grau II, ele é beniguido, por isso os insucessos com os tratamentos, que são geralmente utilizados para tumores malignos.

Em fevereiro de 2011, diante de todas as tentativas mal sucedidas, a família resolveu procurar a opinião de outros médicos em São Paulo. Ouvimos opiniões de alguns médicos renomados, mas o único que viu a possibilidade de operá-la foi o Dr. Sergio Cavalheiro, médico renomado, reconhecido pelas cirurgias neurológicas bem sucedidas. Como o tumor já se estende tanto pelo lado direito como esquerdo do tálamo, ele informou que a cirurgia seria realizada em duas etapas, por causa da pouca idade de Ana, para submetê-la a muitas horas de sedação.

Então, o mesmo determinou que Ana fizesse um tratamento com um kit de drogas mais modernos (Hirinotekan, Avastin e Temodal) e após três meses do uso da medicação, não havendo resultado, seria realizados os exames para tal cirurgia.

De volta a Salvador, a médica que a acompanha, Dra Dolores Dorea, era da opinião que o tratamento não surtiria efeito, pois não eram adequados ao seu caso, e que pela sua condição debilitada, sem andar e dependente de remédios, seria a melhor hipótese operá-la. Mesmo assim foi iniciado o tratamento que os médicos de São Paulo, Dra Násjila Saba e Dr. Sérgio Cavalheiro havia solicitado. Em maio de 2011 ela foi internada novamente por não se sentir bem, após nova ressonância, foi diagnosticado que o tumor crescera, sendo assim suspenso o tratamento. A oncologista que à acompanha, Dr. Dolores Dorea, sugeriu que já que não há mais drogas a serem utilizadas, e Dr. Sergio se propôs a operá-la, que a levássemos o mais rápido para São Paulo.

O exame, ressonância com tractografia, solicitado por Dr. Sergio, só é realizado em SP, marcamos para o dia 19/05 marcamos nova consulta com ele, no dia 26/05 para apresentação do resultado do exame.

Ana tem dois planos de saúde, CAMED e o PLANSERV, e ambos só tem cobertura no Nordeste.
Dr. Sergio Cavaleira, não realiza cirurgia através de plano de saúde, só particular. E só opera no Hospital Santa Catarina, de sua preferência, ou no Albert Einstein, ambos em São Paulo.

A primeira ida a São Paulo, para consulta particular com o médico, a família se juntou e conseguiu o dinheiro para a viagem e consulta. A hospedagem não precisou por que temos uma prima que reside em São Paulo.

Desta vez os custos serão mais altos. Ana utiliza cadeira de rodas, precisamos levar alguém que ajude a carregá-la. Pois minha mãe, que já é uma Sra. de idade, e eu sozinha não conseguimos dar conta. Nós vamos viajar em 04 pessoas, Eu, Ana, minha mãe e a tia dela por parte de pai. Como ela vai fazer a cirurgia, não poderemos mais ficar na casa de minha prima, pois o apartamento só tem dois cômodos, para ela, o marido e o filho, e Ana precisa de um ambiente mais tranqüilo e confortável.

O valor da cirurgia, hospital e hospedagem ainda não foi estimado.

 
Pelo que já soubemos Dr. Sergio Cavalheiro já realizou cirurgias no valor de R$ 10.000,00 a R$ 80.000,00. Só após a consulta saberemos o valor exato da parte dele. Ainda tem o valor do hospital.

Por isso venho através desta solicitar a ajuda de todos os nossos amigos, pois se há uma chance para minha filha eu gostaria muito de faze–lá."

Obrigada.

Luciana Pena Cal - mãe de Ana Luiza Pena Cal Silva

Reportagem que uma emissora de TV fez com Ana Luiza e seus pais
 
DADOS BANCÁRIOS
BANCO DO BRASIL
Agência: 0610-6
Conta Poupança: 16218-3
Variação: 1
Favorecido: ANA LUIZA PENA CAL SILVA
CPF: 053.936.585 83
 



9 comentários:

  1. Eu sei como è dificil essa luta,pois lutei muito com a minha filha kaillany de apenas cinco anos,lutamos durante dois anos mas infelismente nâo deu,faz apenas tres meses que ela faleceu,mas nunca perca a fè,aesperança è a ultima que morre,tenha forças para passar para ela,não chore perto dela sei que è dificil,mas temos que ter forças e arrancar da onde a gente nem imagina mas temos ter.Beijos simone

    ResponderExcluir
  2. Forcas,a minha filha fez diversas cirurgias com o Dr. Sergio... Ele e uma pessoa muito acessível e tenho certeza que ele a ajudara a encontrar um forma para pagamentos. Conte com nossa ajuda
    Ana Claudia e Giovanna Cavalcanti (Rio de Janeiro)

    ResponderExcluir
  3. Meu nome é Rita e estou tomando ciência do seu caso agora. Minha filha também foi paciente do Dr Sergio Cavalheiro, excelente médico, mas infelizmente ou melhor felizmente, ela faleceu. Digo felizmente porque ela só tinha 5 meses e já havia feito 11 cirurgias e as sequelas seriam enormes. Mas apesar disto tudo eu só perdi as esperanças de ver minha filha bem, no dia em que ela nos deixou. Portanto, continue lutando! Ela está em boas mãos, nas do Dr Sergio e nas de DEUS. Estou enviando uma pequena ajuda em dinheiro mas todos os meus melhores pensamentos positivos pra vocês. Meu telefone, se quiser entrar em contato 71313079(011).

    ResponderExcluir
  4. Meu nome é Madalena, meu neto tb teve um tumor, mas não era cirurgico, Dr Sérgio foi ver meu neto,mas tb disse que não era cirurgico, fez tratamento, durante 4 meses e ficou 2 meses internado na UTI do hosp são luis, e faleceu dia 27/06/11, coloco minha casa à sua disposição pra se hospedarem aqui, moro em Osasco, cidade perto da capital é mto perto, meu telefone é 011 36918800, se interessar entre em contato comigo,.bj confiem em Deus.

    ResponderExcluir
  5. Amiga Lidi, sou a Margarete mãe do Jhean.. ai amiga, q tristeza, uma menina tão linda.. q Deus conforte o coração desta família!!!
    vc saberia informar se a menina Ana Luiza fez a cirurgia com o Dr. Sérgio?

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Margarete, vi agora seu comentário.
      Infelizmente não foi possível realizar a cirurgia no caso da Ana Luiza... Estava muito avançado...
      Que Deus ajude seus pais a superarem esta dor enorme.
      bjs

      Excluir
  6. Prezados, se possível, gostariamos de saber se a Ana Luiza foi operada e o resultado do tratamento.

    grata

    ResponderExcluir
  7. Gostaria de saber como está a Ana Luiza.descobri a pouco tempo que meu filho também tem astrocitoma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá me desculpe pela demora...
      Infelizmente a Ana Luiza faleceu, creio que em agosto de 2011. É uma doença muito cruel...
      Espero que seu filho esteja bem. Ele fez cirurgia?
      Muita força e que Deus abençoe vcs!
      abs

      Excluir

Pesquisar este blog

Carregando...