Visualizações desde JUL 2010

Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 26 de abril de 2011

A linda guerreira Mariana

A Mariana é uma garotinha muito linda, de 3 aninhos, filha da amiga Fernanda, que também compartilha sua luta através de um blog.

A Mari é inteligente, esperta, meiga, sensível e muito amada por seus papais, amigos e familiares.

Tudo começou em DEZ 2009, quando sua mamãe estava de férias do trabalho e notou que a pequena Mari, então com 2 aninhos, não queria saber de brincar, só querendo ficar deitada, tristinha, assistindo TV e dizendo que estava cansada...Posteriormente foi notado que a sua perninha ficava tremendo ao descer a escada. No Pronto Socorro, suspeitaram que fosse virose, mas não havia febre, nem coriza, nem outros sintomas. Posteriormente uma tomografia constatou algo terrível: tumor cerebral.

E no dia 13/01/2010 a pequena Mari foi operada, por um excelente neurocirurgião pediatra (Dr. Félix), no Hospital Sirio Libanês, em São Paulo. Foram 10 horas de cirurgia e apesar de ter dado tudo certo, não foi possível remover todo tumor, que media 6 centímetros de diâmetro. O resultado da biópsia constatou tratar-se de um “ependimoblastoma”, um tumor raríssimo e muito agressivo.

Os médicos disseram que seria necessária nova cirurgia, para tentar remover todo o tumor, o que aconteceu no dia 20/01/2010 e desta vez durou 7 horas e foi removido quase tudo, restando aproximadamente 10% do tumor, que estava localizado entre os ventrículos do cérebro.

A recuperação foi bastante difícil... Não falava, apenas gemia e balançava a cabecinha de um lado para outro. Sentia muitas dores e foi necessário uso de morfina para amenizar. Após 12 dias de UTI, foi para o quarto.

No dia 22/02/2010 começaram as seções de quimioterapia, que consistia de carboplatina, ifosfamida e etoposide. Cada seção consistia de 6 horas de medicamento na veia...

Após 29 dias de internação, a pequena Mari pôde voltar para casa...

Os períodos pós- quimioterapia também foram muito difíceis, por causa dos efeitos colaterais. Baixa da imunidade, inapetência, tendo chegado ficar 15 dias sem se alimentar por via oral. Tomava injeções de granulokine, aplicadas no Hospital. Sem contar também os exames de sangue dia sim dia não, as transfusões, muita coisa para uma criança tão pequena.

E quando completou 3 aninhos, os médicos decidiram que seria o momento de iniciar a radioterapia. Começou em julho de 2010 e foram 35 seções , sendo 5 por semana e descanso nos finais de semana. Por ser tão novinha, houve necessidade de anestesia todos os dias...

Em outubro de 2010, surgiu uma alteração nas imagens de ressonância e segundo os médicos, poderia ser recidiva ou cicatriz devido a radio necrose... A localização, a mais delicada possível: entre o tronco encefálico e o cerebelo. Foram consultados 3 médicos e decidiu-se não operar e aguardar um próximo exame, para então decidir.

E com a graça de Deus , a outra ressonância constatou que a lesão continuava com 0,4 cm, o que evidenciava que não era tumor e sim cicatriz ou radio necrose, pois um tumor com as características do que fora operado, não ficaria estático...

Mas em janeiro de 2011, exatamente no dia que completava 1 ano da primeira cirurgiai, um grande susto... Seus pais ficaram muito aflitos quando viram a Mari apresentar sintomas muito estranhos, como fraqueza na perninha esquerda, sonolência, mãozinha esquerda entortada para dentro, globo ocular esquerdo que não se fixava e também iniciou febre. Foram momentos bastante angustiantes. No Pronto Socorro, os médicos começaram a investigar e foi solicitada então uma ressonância magnética. E para honra e glória de Deus, não era recidiva, o que mais se temia. Nem sinal do tumor, graças a Deus.

Segundo o que os médicos explicaram, foi uma convulsão que ocasionou todos estes sintomas. Seu cérebro já foi bastante manipulado e esse “estresse” dos neurônios pode causar convulsões. E foi prescrito então medicamento anticonvulsivo para evitar novos episódios... A sonolência, tratava-se da “resposta” do organismo e fazia parte da recuperação. E a febre, era decorrente de uma pneumonia, que foi imediatamente tratada.

Atualmente a Mari está muito bem e vai continuar assim, com a graça de Deus.

Seu tratamento foi bastante difícil e agressivo, mas necessário, tendo em vista as características do tumor. É acompanhada no Hospital Sirio Libanês, um excelente hospital aqui de São Paulo, reconhecido inclusive internacionalmente, principalmente na área do câncer. São Paulo tem vários hospitais bons, mas o Sírio é o preferido para tratamento oncológico de autoridades e chefes de estado, como por exemplo, o saudoso ex- presidente José Alencar, a presidente Dilma Rousseff, o presidente do Paraguay, Fernando Lugo, entre outros.

Como a Mari concluiu seu tratamento em dezembro 2010, as ressonâncias de controle estão sendo feitas a cada 3 meses e amanhã fará mais uma. Sei muito bem como fica nosso coração quando nossos pequenos fazem este exame... Mas não há motivo para preocupação, pois a Mari está ótima!

E fico aqui, torcendo muito e pedindo a Deus que abençoe essa garotinha tão linda e especial, pra que continue crescendo saudável, feliz e cercada do amor de sua família.

Blog da Fernanda e da Mari:
http://nossalutacontraocancer.blogspot.com/

5 comentários:

  1. Minha linda!!!!! Me emocionei lendo uma história que eu mesma vivi....acho que nunca tinha parado pra pensar nesse resumo todo! Obrigada pela sua amizade, pelo seu apoio, pelo seu carinho....Deus colocou vc em nossas vidas! Nossos filhos são tão especiais que fazem isso, a união das forças do bem! Rogo a Deus que dê saúde para ossos filhos por muitos e muitos anos e que um dia possamos nos reunir para um agradecimento coletivo a Jesus Cristo! Obrigada de novo! Um beijo enorme!

    ResponderExcluir
  2. Lidionete, Vitor (o baiano) que vc escreveu sobre a luta dele aqui no seu blog, faleceu dia 21 de abril. Ele agora descansa em paz...

    ResponderExcluir
  3. Fernanda e Mari
    Vocês são lindas e vencedoras...Fiquei muito feliz pelo resultado da ressonância da Mari!!! Deus é fiel!
    Há propósito em tudo e agradeço a Ele por ter cruzado nossos caminhos...
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Sobre o Victor Moura
    Fiz um post informando a triste notícia...
    obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Confesso que me emocionei ao ler esta história, que Deus em tua infinita misericórdia derrame bênçãos sem medidas sobre tua vida MARI e familiares!!!

    ResponderExcluir