Visualizações desde JUL 2010

Pesquisar este blog

Carregando...

domingo, 27 de março de 2011

Brasil tem a maior carga tributária sobre medicamentos

Na última quinta-feira ouvi uma reportagem na radio CBN que me deixou perplexa: o Brasil tem a maior carga tributária do mundo sobre os medicamentos. O percentual chega 33,9%, ou seja, para cada R$ 3,00 gastos em medicamentos, R$ 1,00 é de imposto. É um absurdo!

Alguns países como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, México, e até a Colômbia, entre outros, têm isenção de impostos para medicamentos. Nos países em que não há isenção, a média da carga tributária sobre os remédios fica em torno de 6% -7%. Porque no Brasil é tão diferente?

E sem dizer, que tratando-se de doenças como o câncer, o povo brasileiro fica totalmente na mão. A maioria dos médicos dos serviços públicos e também de parte dos convênios, utilizam protocolos defasados e desatualizados, deixando de oferecer a chance de tratamento com maiores possibilidades de cura. Os médicos ficam meio que “de mãos atadas”, pois sabem da existência de tratamento de ponta, mas não podem prescrever. Geralmente, são os médicos “desvinculados” ao SUS ou convênios que “trabalham” mais livremente.

Mesmo quando há prescrição médica para tratamento de ponta ou medicamento novo, o brasileiro ainda encontra obstáculos humilhantes. Quase nunca se consegue sem a necessidade de entrar com ação judicial. E nisto o tempo vai passando, sem contar no estresse que toda esta situação ocasiona.

O caso da Isa é um bom exemplo de como as coisas podem ser difíceis. A pequena Isadora de 5 anos é portadora de um tumor cerebral muito grave, denominado “Astrocitoma Anaplásico Grau III”, de alto grau de malignidade, cujo tratamento é o mesmo adotado ao Glioblastoma Multiforme, o Astrocitoma de grau IV. São tumores de crescimento muito rápido e sem tratamento, podem “dobrar” de tamanho em até 23 dias. Pacientes portadores destes tumores não podem “esperar” a morosidade da justiça.

E na quinta-feira a Aline, mãe da Isa passou por mais um momento de aflição, em busca de uma saída para a situação de sua filhinha. Eis o depoimento dela:

“Amigos Queridos eu quero agradecer de Coração ajuda de todos!! Preciso desabafar hoje fui na secretaria de saude perdir ajuda para o secretario de saude para tentar juntar com o que eu estou conseguindo arrecadar e fiquei mais em panico ainda que antes. Ele me disse que tem grandes chances do juiz negar que a medica tem que seguir o tratamento que o estado fornece não ficar prescrevendo outro tipo de tratamento que a verba to gorverno tem que ser usada no coletivo não pode priorizar somente uma pessoa que ele veio de um curso agora e foi falado sobre isso. Que eu uma hora vou ter que escolher e aceitar a realidade dela Meu deus meu coração ta partido eles vão tentar me ajudar tbm gente que mundo é esse que agente Vive eu DISSE pra ele eu so mae eu tenho que lutar eu não posso esperar simplismente ela morrer bom mais eles ficaram de tentar Ajudar. Eu consegui uma ampola com a luci que vou conseguir trazer amanha ja vou ligar para a medica da isa pra ver para ela fazer ja antes de operar,O rotare club aqqui tbm disse que vãi tentar ajudar eu to tentando te tudo com a prefeitura , rifa, promotor. Eu estou pensando seriamente na IDeia de Levar a isa para São Paulo o que vcs acham? tenta outros Recursos Eu não vou desistir dela Nunca QUERIDOS AMIGOSSS MUITO OBRIGADOO MAIS UMA VEZ. POR TUDO NÃO SEI O QUE SERIA DE MIM SEM VCS”

Abaixo, mais um depoimento da Aline, este na data de ontem:

"Gostaria de citar aqui um trecho do processo da Isa: VEJA EXCELÊNCIA, QUE SEM O USO DO MEDICAMENTO, A REQUERENTE ESTA SUJEITA A VIR A ÓBITO A QUALQUER MOMENTO, POIS COM O USO CONTÍNUO DA MEDICAÇÃO É ESTABILIZADA A PATOLOGIA DE NATUREZA GRAVÍSSIMA DA REQUERENTE, DESACELERANDO SUA EVOLUÇÃO, OBTENDO ASSIM, UM PROLONGAMENTO DE VIDA, POIS TRATAMOS AQUI DE UMA CRIANÇA DE 5 ANOS DE IDADE, CUJA A VIDA ESTÁ APENAS INICIANDO, EMBORA A GRAVIDADE DA DOENÇA, A REQUERENTE DEMONSTRA UMA GRANDE VONTADE DE VIVER, VONTADE ESTA, QUE TRAZ MUITA ESPERANCA AOS SEUS FAMILIARES,POIS ACIMA DA MEDICINA ESTÁ O NOSSO CRIADOR....

Acima de Tudo a DEUS mesmo com toda a GRAVIDADE eu creio na cura. Amo vcs meus amigos."


No Brasil, existem milhares de pessoas que passam por isto...

E concluo com uma pergunta: Quando nós, brasileiros, seremos tratados com mais respeito?

7 comentários:

  1. Lidi, e se vc falasse pra ela vir pra SP e tratar a ISA no AC Camargo ou no ITACI. No Itaci eu sei que eles tem até apoio ao acompanhante. A médica que trata da Mari é coordenadora de lá junto com o Dr Vicente Odoni. Talvez seja uma saída....beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lidionete:
    É uma vergonha mesmo, a falta de respeito pelas pessoas. Uma carga tributária absurda. A morosidade da justiça outra lástima. A Isa tem que conseguir. Ontem, enviei a nossa contribuição. Mas, vamos divulgar mais entre as pessoas amigas. Parabéns a você por sua luta pela vida de todos, que é também a nossa luta. Nossas orações. Tem que se tentar tudo. Um bom domingo, beijos :)

    ResponderExcluir
  3. Fernanda, a Aline está decidindo sobre esta possibilidade. A médica da Isa lá em Florianópolis está em contato direto com a Dra. Nasjla, que é chefe da neuro-oncologia do GRAACC, aqui em São Paulo e é sumidade em tumores cerebrais infantis. Inclusive é a Dra. Nasjla que passa a diretriz do tratamento para a médica de lá...
    Quanto ao AC Camargo, acho muito difícil aceitar o caso da Isa. Na época que o Felipe de Maceió estava em situação complicada, eles recusaram o caso, pois disseram que o Felipe não era “virgem de tratamento”...
    Quanto ao Itaci, e o Dr. Vicente Odoni, é uma ótima referência!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Obrigada, Suziley!
    Se cada um de nós fizer um pouquinho, poderemos não mudar o mundo, mas pequenas ações podem fazer a diferença na vida de alguém.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Que ótimo então!!!! Mas se precisar que eu coneverse com Dr Vicente, é só me falar...eles são muito humanos....Deus vai guiá-la pelo melhor caminho....beijos

    ResponderExcluir
  6. Lidionete, vc já tentou um acupunturista?

    ResponderExcluir