terça-feira, 18 de janeiro de 2011

DEZ 2010 / JAN 2011: Notícias

Nossa, já completou 1 mês da minha última postagem aqui no blog!!!

Primeiramente, desejo a todos que 2011 seja repleto de paz, saúde e prosperidade. Mas infelizmente, o ano não começou bem para muitas famílias. O Brasil todo está entristecido com o que ocorreu na região serrana do Rio de Janeiro. Até agora se contabiliza mais de 700 mortos. Estamos colhendo os frutos da devastação da natureza, da ocupação irregular de regiões que deveriam ser preservadas e da inércia das autoridades. Até quando pessoas inocentes pagarão com a vida? Peço a Deus que alivie o coração dessas famílias enlutadas, trazendo conforto e paz.

Passamos o Natal 2010 no campo, com um grupo de familiares e amigos muito especiais. Alugamos uma casa no município vizinho de Mairiporã, no alto de uma serra e com uma linda visão panorâmica e foram momentos maravilhosos. É muito bom estar em meio à natureza e ainda desfrutando de boa companhia. As crianças também aproveitaram bastante. A entrada do Ano Novo passamos aqui em São Paulo mesmo.

Graças ao bom Deus estamos bem. O Vitor segue firme e forte. Pena que não estamos passeando muito nestas férias... Só chove aqui em São Paulo e dá medo sair e depois ficar preso em algum congestionamento. Gosto muito de levá-los para áreas ao ar livre... Mas como chovendo tanto?

Na semana passada, no sábado dia 08/01 levamos mais um susto... Estávamos com visita em casa (familiares e amigos) e enquanto isso o Vitor brincava com meu sobrinho Pedro. E pra variar, estavam fazendo “arte”. Tiveram a brilhante idéia de entrar numa caixa grande de papelão que estava na garagem, em cima de um móvel, a mais de 1 metro e meio do chão... Quando foi a vez do Vitor, a caixa virou e caiu com ele dentro! Só ouvimos os gritos do meu sobrinho dizendo que a boca do Vitor estava sangrando. Corremos e o encontramos no chão, bastante assustado e com um pedaço do lábio aberto e já com sangue na calça e camisa. Reclamava também de dor no braço e perna direitos. Mas dava pra notar que não era nada grave, apenas ferimentos superficiais. A médica do Pronto Socorro constatou que estava tudo bem, mas teve que levar 3 pontinhos na boca e posteriormente imobilizou o braço direito com meia tala de gesso. Mesmo com tudo isso, não chorou, nem quando o médico cirurgião aplicou a anestesia pra dar os pontinhos... Fiquei até preocupada, pois não é normal esta falta de sensibilidade. O lado direito é o lado que teve seqüelas da cirurgia neurológica, atualmente bastante atenuadas... Será que tem alguma relação?

Neste dia do pronto atendimento, a médica perguntou o peso do Vitor e eu disse 30-31 quilos... Confesso que fazia algum tempo que ele não se pesava e eu não tinha certeza. Pediu então que ele subisse numa balança digital que havia na sala para conferir... Qual não foi a minha surpresa quando o visor marcou mais de 35 quilos! Eu achei que estava errado e ele subiu novamente e confirmou. O Vitor está mais pesado que o irmão Davi, dois anos e meio mais velho que ele!

Na última quarta, aproveitei as férias pra levar meu filho Davi para fazer exame oftalmológico, pois estava reclamando que não está enxergando muito bem à distância. Liguei pra minha mãe pra deixar o Vitor com ela, mas como não estava em casa, levei- o também comigo. Chegando na clínica oftalmológica Eye, no Ibirapuera, resolvi passar o Vitor em consulta também. Ele nunca reclamou da visão, mas como já que estava ali, resolvi aproveitar. No ano passado fez teste de visão na escola e estava tudo bem! Consegui então um encaixe com o mesmo médico do Davi e fiquei surpresa ao descobrir que o Vitor não enxergava nitidamente a primeira linha do teste de visão... O medicou pediu pra dilatar as pupilas e também foi examinado em equipamentos computadorizados e foi confirmado: necessitada de óculos! Na hora ficou inconformado, dizendo que não precisa de óculos e que enxerga tudo na escola e tal e tal. O grau é baixo, mas um pouco maior que o do Davi... Disse também que não era pra mandar fazer os óculos porque não vai usar... Ontem os óculos ficaram prontos e nada de querer usar. Vamos ver como vai ser daqui pra frente!

O Davi tem 12 anos, o Vitor 9 e o Bruno meu mais velho 14. Todo ano fazem exames de visão e sempre estava tudo bem. Só o Davi que se queixava... A cada ano era um alívio, pois sempre tive medo que meus filhos viessem a ter os mesmos problemas que eu, quanto à visão.

Desde meus 6 anos tenho miopia, astigmatismo e também ceratocone, uma doença degenerativa na córnea, que me impede de realizar a cirurgia para correção da miopia e astigmatismo. Tenho cerca de 12 graus em cada olho e não enxergo bem de óculos, por causa da curvatura da minha córnea. Minha visão só é nítida com lentes de contato fluorcarbonadas, o que já uso há mais de 20 anos. No ano passado, pela primeira vez tive redução de grau. Já estava estacionado a alguns anos, mas nunca havia regredido. O ceratocone também está estabilizado, o que é ótimo. Em casos de progressão, a saída é o transplante de córnea. Mesmo sendo um transplante, o procedimento é simples, mas sempre há o risco de rejeição (o que me deixaria sem enxergar) além da necessidade de tomar medicamentos imuno-supressores pelo resto da vida. É uma doença genética (meu irmão também tem) e meu grande receio é que meus filhos venham a ter também. Mas continuo acreditando que a genética também depende de fatores ambientais, e que o equilíbrio do organismo e um sistema imunológico fortalecido pode postergar ou até evitar a manifestação das falhas genéticas.

Bom, o importante é que eles estão bem e esse “probleminha” na visão não é nada de mais... Se é necessário que usem óculos, só irá ajudá-los a enxergar a vida mais bela e colorida...rsr

Grande abraço a todos e fiquem com Deus!

Vitor na piscina do sítio em Mairiporã. Como gosta de água...

6 comentários:

  1. Oi tudo bem? estive lendo o seu blog, eu tbm tenho um, pois passo pela mesma luta, e conhecendo outras historias ganhamos mais forças...
    força e Deus nos proteja...beijos

    ResponderExcluir
  2. Lidionete, não havia lido ainda essa postagem...espero que tenho um 2011 muito abençoado e com muita saúde para vc, seus três filhos e toda sua família. Sabe, é bem estranho mas te sinto como uma grande amiga....
    Acho que a dor e o amor unem as pessoas....
    Fique com Deus! E diga ao Vitor que garotos de óculos ficam gatíssimos! beijos

    ResponderExcluir
  3. Oii Lidionete!!
    Achei seu blog por acaso.
    Tenho 25 anos e tb tenho ceratocone, descobri com 18. Tenho 9 graus de miopia, e tb uso lentes rigidas de contato...mas não consigo ficar com ela por mtu tempo.
    Puxa não sabia q podia regredir o grau, isso é maraaa !!!
    O meu caso está sendo difente, sinto q minha visão fica pior a cada dia, até um ponto q vou ter q acabar fazendo o transplante. Tenho mtu medo e rejeição !!
    mas vamos levando...
    Bom ano pra vc e sua familia...
    bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá Fabiana, seja bem vinda!
    Já estou seguindo seu blog... Muita força e que Deus te abençoe sempre!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga Fernanda
    Com a graça de Deus, 2011 será um ano especial para todos nós, repleto de vitórias.
    Que Deus continue abençoando sua linda princesinha Mari, cada vez mais.
    Ah, e o Vitor ficou um gatinho de óculos... Mas ainda não quer saber de usar não...rsr
    bjos

    ResponderExcluir
  6. Oi Mary, o ideal é fazer o acompanhamento regular a cada 6 meses. Você já ouviu falar no "anel de Ferrara"? Eu não sei muito a respeito, mas creio que seja uma alternativa antes de partir para o transplante...
    Tudo de bom pra vc!
    bjs

    ResponderExcluir

Pesquisar este blog

Carregando...