terça-feira, 2 de junho de 2009

Alimentação X Emocional, Mental

Uma curiosidade: li no livro do Dr. Federmann, que a alimentação pode influênciar o emocional... Estudos científicos apontam isto. Vou citar alguns deles:


“Em Chesapeake, Virgínia, a Penitenciária Tidewater Detention Center fez uma alimentação com cereais, leguminosas e verduras, pouca carne, sem açúcar e enlatados aos detentos, constatando 45% em diminuição das ocorrências, sugerindo que o uso de açúcar e carne, relacionam-se com o comportamento agressivo”

Fonte: Stephen S Schoenthaler, PhD – “The Effect of Sugar on the tratment and controlol of Antisocial Behavior” – International Journal of Biosocial Reserch 3, 1982, nr 1 – 1-9


“Pessoas que sofrem de depressão consomem mais açúcar, o que pode estar relacionado com a manutenção da depressão”

Fonte: Christensen, L ET AL – “Comparison of nutrient intake among depressed and nondepressed individuals” – Int J Eat Disord – 20 (1): 105-9 – 1996 Jul


“Adolescentes cujos pais sofrem de Depressão e comportamento agressivo, têm em sua casa baixo consumo de vegetais e alto consumo de produtos animais, utilizando frequentemente restaurantes “fast-food” e alimentos aperitivos. Estudo realizado com 841 adolescentes provenientes de lares nos quais haviam maus tratos.”

Fonte: Su L ; ET AL – “Effects of parental mental health status on adolescents dietary behaviors” – J Adolesc Health; 20 (6): 426-33. 1997 Jun

O Dr. Federmann também explica que uma alimentação inadequada, com excesso de gorduras, açúcar e alimentos processados, ocasiona uma baixa oxigenação cerebral, trazendo maior propensão a atitudes comportamentais inadequadas e a falhas.

Quando Bill Clinton era presidente dos Estados Unidos, o Dr. Ornish, professor e médico cardiologista e grande incentivador de uma alimentação natural, era o responsável pelo cardápio do casal Clinton.

Veja o que disse o Prof. Ornish, em uma entrevista na Rede Globo, quando esteve no Congresso Mundial de Cardiologia em abril de 1998: “O presidente Clinton é o homem mais poderoso do mundo. É o presidente dos Estados Unidos da América. Ele pode comer o que quiser. E ele gosta de hambúrguer. Eu oriento a alimentação do casal Clinton. O presidente hoje está comendo hambúrguer, com pão de farinha de trigo integral, bife de soja, salada de legumes e verduras sem maionese, sem queijo, pois ele precisa ter boa circulação cerebral, para o bom desempenho do cérebro que toma decisões muito importantes para a Nação e para o mundo, diariamente.”

Fonte: PREVENÇÃO DE DOENÇAS CRÔNICAS – O MELHOR INVESTIMENTO – ALIMENTAÇÃO QUE EVITA O CÂNCER E OUTRAS DOENÇAS - Dr. Sidney Federman – Editora Minuano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

Carregando...