sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Purificação - por que a luta da medicina contra as toxinas que causam doenças é mais complexa do que parece

Como este final de semana é feriado prolongado,  recebi a Revista Veja hoje e a reportagem de Capa é bem intrigante: “Purificação – por que a luta da medicina contra as toxinas que causam doenças é mais complexa do que parece”.

Claro que já li a matéria... É um assunto que me interessa bastante. São justamente as toxinas (álcool, tabaco, poluição, gordura saturada, agrotóxicos, aditivos químicos, etc) que transformam-se em radicais livres e lesam nossas células, atrapalhando nosso organismo de funcionar da forma como foi planejado.  A matéria da revista é um pouco superficial, mas interessante.

Abaixo, alguns pontos relevantes da matéria:



Nosso organismo por si só já produz toxinas... Em 30 minutos um adepto de um estilo de vida saudável produz toxinas em quantidade suficiente para envenenar uma formiga.

Quando cometemos exageros, a quantidade de toxinas se potencializa. Em 30 minutos, um adulto exposto a pelo menos três fatores de risco (tabagismo, consumo excessivo de gordura e sedentarismo) produz toxinas em quantidade suficiente para envenenar um hamster.


O corpo intoxicado

Coração: O cigarro e o açúcar agridem as células das artérias provocando um quadro inflamatório e, consequentemente, estimulando a produção de radicais livres. Ao entrarem em contato com o colesterol circulante, eles alteram a bioquímica das moléculas de gordura, fazendo com que se depositem com mais facilidade nas paredes arteriais. Já as baixas doses de oxigênio características do ar poluído, levam o órgão a aumentar as contrações, desgastando-o.

Fígado: O fígado depura cerca de 80% das impurezas circulantes no organismo. Uma das mais nocivas é o etanol. Para ser metabolizada, a substância exige grande esforço do órgão. Tal demanda aumenta a produção de radicais livres. Com isso o fígado tem comprometida sua capacidade de processar lipídios, o que pode levar ao acúmulo exagerado de gordura ( a esteatose).

Pele: Uma das ações mais tóxicas do sol é danificar os telômeros, trechos do cromossomo que têm a função de proteger o DNA de agentes externos, assegurando que a informação genética seja perfeitamente copiada durante a divisão celular. Enfraquecidos, deixam o material genético vulnerável, estimulando o envelhecimento celular e facilitando o desenvolvimento de doenças.

Cérebro: A barreira hematoencefálica filtra a maioria das substâncias químicas circulantes no sangue. Com moléculas diminuídas, o álcool é um dos poucos compostos que conseguem vencer esse obstáculo. Ao atingir o tecido cerebral, a bebida estimula os neurônios a aumentar a quantidade de neurotransmissores, sobretudo o GABA, responsável por reduzir o funcionamento do sistema nervoso central. A conseqüência: sedação e perda de reflexos do organismo.

Pâncreas: A alta toxidade do álcool e do excesso de gordura agride as células do pâncreas, causando um processo inflamatório. A inflamação favorece o entupimento dos canais secundários do órgão – aqueles que transportam suco pancreático, envolvido no processo digestivo. Já o excesso de açúcar faz com que as células produtoras de insulina aumentem a fabricação do hormônio, o que pode levá-las à exaustão
Rins: Os rins eliminam o excesso de sódio através da urina. Em excesso, a substância danifica as células renais, levando à inflamação, mecanismo que contribui para o estreitamento dos vasos.

Intestinos: Na tentativa de metabolizar grande quantidade de gordura, álcool e açúcar, as células intestinais aumentam seu ritmo metabólico, o que incrementa a síntese de radicais livres. Uma das principais conseqüências desse processo é a intensificação dos movimentos peristálticos. Com isso, reduz-se a absorção de água e sal. Tem-se então um quadro de diarréia. A longo prazo, pode haver a formação de tumores.

Alimentos do bem – Antioxidantes

Alimentos que mais ajudam na hora de eliminar as impurezas do organismo

Frutas – São ricas em nutrientes como as vitaminas A e C, de função antioxidante, que previnem a ação dos radicais livres. O limão fornece monoterpenos, que facilitam a neutralização de substâncias tóxicas no fígado, e as frutas vermelhas possuem antocianinas, que agem contra infecções por elementos nocivos. Recomendação: cinco porções por dia

Folhas verde-escuras: As chamadas brássicas (couves, brócolis e repolho) são fontes de glicosinolatos, que, além da ação antioxidante, ajudam a neutralizar agentes tóxicos. Se forem picadas, ainda liberam enzimas capazes de inibir a formação de substâncias associadas ao câncer e favorecer a sua eliminação Recomendação: Duas proções por dia

Peixes Marinhos: Fonte de proteína magra, peixes como salmão e cavalinha fornecem ômega-3, ácido graxo que previne inflamações e reduz a oxidação de gorduras, acumuladas no organismo se consumidas em excesso Recomendação: Duas a três porções por semana

Gengibre: o gengibre é rico em fitoquímicos, como o gingerol e a gingerdiona, com poder antioxidante e anti-inflamatório (eles inibem a produção exagerada de prostaglandina e das enzimas lipoxigenase e cicloxigenase). Com alto teor de fibras, facilita a função intestinal e favorece a eliminação de agentes tóxicos pelas fezes. Recomendação: até 1 grama por dia

Oleaginosas: Essas sementes são boas fontes de gorduras poli-insaturadas e vitamina E, um antioxidante. Nozes e castanhas-do-pará ainda são ricas em selênio, mineral usado na formação da enzima glutationa, que age no fígado combatendo e neutralizando substâncias tóxicas. Recomendação: uma a duas unidades por dia

Leguminosas: Alimentos desse grupo, como o feijão-branco, possuem faseolamina, proteína que, por inibir a formação de uma enzima no intestino, dificulta a absorção completa de carboidratos. Estes, se consumidos em excesso, geram picos de glicose e acentuam o acúmulo de agentes de ação tóxica. Recomendação: uma porção por dia

Água e Chás: São os líquidos, como a água, que vão ajudar a dissolver e transportar os elementos tóxicos, facilitando sua expulsão pela urina, pelas fezes e pelo suor. O chá verde possui catequinas, que estimulam a neutralização e a excreção dessas substâncias. Outras ervas, como o dente-de-leão, carqueja e boldo, protegem e estimulam a ação hepática. Recomendação: 30 mililitros de água para cada quilo do corpo, e até duas xícaras de chá por dia.

Alcachofra: É fonte de flavonóides e cinarina. Os primeiros protegem o fígado, e a segunda, presente nas folhas de alcachofra, estimula a produção de bile e de enzimas que atuam nos processos metabólicos do órgão, o principal responsável  pela filtragem de substâncias tóxicas no organismo. Recomendação: uma unidade por semana.


Alimentos do Mal – Fontes de Radicais Livres

Carne Vermelha: Rica em gordura saturada, se consumida em excesso, a carne vermelha tem o poder de alterar a flora do intestino, aumentando a permeabilidade das paredes do órgão e, como conseqüência, a absorção de substâncias tóxicas e estranhas ao organismo

Bebidas Alcoólicas: Por ser um elementos tóxico ao organismo, o álcool sobrecarrega a função hepática. O fígado prioriza o metabolismo do álcool e deixa de processar agentes nocivos vindos de outras fontes. Além disso, a bebida também inflama e altera a permeabilidade da mucosa intestinal, reduzindo as defesas antioxidantes do organismo

Frituras: Além de terem ação semelhante à da carne vermelha no intestino, esses aliemntos contém acroleína, substância formada no processo de fritura – em especial nas frituras em imensão e prolongadas – que irrita a mucosa intestinal e tem potencial ação cancerígena

Alimentos Processados e Industrializados: Aditivos presentes em alimentos prontos, como acidulantes, corantes, conservantes e estabilizantes, por serem artificiais, são estranhos ao nosso organismo. Se consumidos em excesso, o corpo não dá conta de eliminá-los totalmente

Sal: Como o sal contém sódio, seu consumo abusivo – mais do que 5 gramas, ou uma colher de chá, por dia – favorece a retenção hídrica. O excesso de água no organismo contribui não apenas para o aumento da pressão arterial como também dificulta a eliminação de agentes tóxicos pelas fezes, pela urina e pelo suor.

Refrigerantes: Além de ricas em açúcar, essas bebidas tem PH ácido e, nas versões à base de cola, contém ácido fosfórico, substância que intoxica o corpo e pode levar à osteoporose.

Embutidos: São extremamente nocivos se consumidos em excesso. Alimentos como a mortadela e o salame são ricos em gorduras, sódio e aditivos. Tais compostos não são bem digeridos pelo organismo e, acumulados, impedem a eliminação dos agentes tóxicos


"Um estilo de vida pouco saudável inevitavelmente altera por completo o processo de depuração que ocorre no fígado", diz o cirurgião Ben-Hur Ferraz Neto, chefe da equipe de transplantes do Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Ray Kurzwein, inventor e pesquisador americano famoso por se dedicar a entender os processos que levam ao envelhecimento e à morte, tem fixação pelo efeito tóxico das substâncias naturais e sintéticas sobre o corpo humano. Diz Kurzweul: "O envelhecimento começa quando o organismo não consegue mais anular os efeitos das toxinas sobre as células."

7 comentários:

  1. POXA LIDI, ONTEM SEXTA FEIRA DIA 17 FOMOS EU E MINHA MÃE NO HOSPITAL FAZER A RESSONANCIA DE CONTROLE DO CRANIO... NOSSA DEMOROU MT, MARCAMOS UM HORARIO E FOMOS ATENDIDOS COM 3 HORAS DE ATRASO E MINHA MÃE EM JEJUM...
    QDO SAIMOS DO EXAME (SEMPRE FICA A ESPECTATIVA DO RESULTADO), FOMOS A LANCHONETE COMER, JA FAZIA MAIS DE 5 HS DE JEJUM POR CONTA DO ATRASO... LOGO VI ESTA REVISTA VEJA QUE ME CHAMOU A ATENÇÃO... COMPRAMOS COMEMOS E FOMOS EMBORA... AINDA NÃO LI, MAIS JA SEI QUE TEM MT COISA INTERESSANTE NELA... COMPREI COM UM POUCO DE REMORSIO POXA R$9,90....RS MAIS SEI QUE VOU TER UM BOM PROVEITO... BJOSS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, imagino a sua expectativa por causa desse exame... Dará tudo certo, pois Deus está no controle!
      A revista tem muita coisa interessante sim... Mas eu discordo em alguns aspectos da matéria, pois pontos importante foram menosprezados. Acredito que há alimentos tóxicos, que ao sabermos que faz mal, devem ser evitados - como por exemplo os embutidos, que a matéria recomenda que apenas não sejam consumidos em excesso. Na minha opinião devemos abster deles completamente... Tem sentido dizer para uma pessoa fumar apenas alguns cigarros ou usar crack com moderação?
      Bom, é a minha opinião...
      bjs

      Excluir
  2. CONCORDO PLENAMENTE COM VC, ALIAS FALO ISSO SEMPRE... EU NAO COMO MAIS CARNE A 6 MESES NEM TOMO REFRIGERANTE, AS VEZES AINDA TENHO VONTADE... AI MINHA MAE FALA, TOMA FILHA UM COPINHO SO NAO FAZ MAL... AI EU DIGO... POXA MAE ENTAO VAMOS FUMAR UM CIGARRINHO, UM SO NAO FAZ MAL... RS
    QDO TODOS NÓS VAMOS APRENDER A SE ALIMENTAR??

    :)

    ResponderExcluir
  3. A sociedade pós industrial....não percebe que substituiu a alimentação natural por processados industriais...cheios de quimicas abusivas ao corpo..Tenho muitos amigos universitários que vivem de alimentos de façil preparo....a cultura urbana estimula o não tempo, sem tempo para cozinhar, espremer uma fruta, cascar ....ou mudamos nosso comportamento ou seremos sempre escravos e doentes.

    ResponderExcluir
  4. Lendo esta reportagem referente a purificaçao, me chamou muita atençao, porque sou membro da igreja messiânica mundial do brasil, e nós temos o conhecimento da purificaçao que alem desta que a revista nos mostra baseada nas toxinas alimentar é bem verdade que está sujando o sangue e como o sangue é espirito,tambem vai acumular as toxinas espiritual, portanto para limpá-lo e o homem obtém saúde é através da limpeza do espirito,onde surge a doença, portanto é neste momento que nós da igreja utilizamos um método de limpeza do espirito através de uma oração que é johrei (uma oraçao de imposiçao de mãos, uma energia espiritual)a qual ira puruficar o espirito eliminando as toxinas por completo e o homem será curado por completo e através do johrei tambem mudará o seu sentimento de egoista para altruista de materialista para espiritualista e tera comprensão da sua grande missão na terra que para ser feliz, primeiro terá que fazer a felicidade do próximo. ensinamento do fundador da igreja mokite okada (meishu-Sama). obrigada pela oportunidade
    Lourdes de Fatima Ferreira
    Membro do johrei center Campo Limpo- SP
    tel: 67425200

    ResponderExcluir
  5. Oi, aonde estão as fontes?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada pela visita!
      Essa matéria publicada acima é da Revista Veja de 2012, que achei interessante, pois relatou de forma bem objetiva sobre os malefícios do “álcool, cigarro, poluição, gorduras saturadas, agrotóxicos e aditivos químicos.” Não foi nenhuma novidade, pois há décadas experimentos do mundo inteiro tem demonstrado que esses 6 itens citados agridem o organismo. Há outros que a matéria esqueceu de citar e eu incluiria a radiação. Tenho na minha mini biblioteca pessoal alguns livros contendo centenas de citações desses estudos científicos relacionados a esse tema. Um deles se chama “Cem anos de Mentira – como proteger-se dos produtos químicos que estão destruindo a sua saúde”, de Randall Fitzgerdald. Outro que também aborda o tema se chama “Diga não ao Câncer”, do Dr. Patrick Holford” e um terceiro que aborda o assunto Radicais Livres X Antioxidantes se chama “O que seu médico não sabe sobre medicina nutricional pode estar matando você”, do médico americano Ray D. Strand.
      Tudo de bom!
      abraço

      Excluir

Pesquisar este blog

Carregando...